Especialidades e Profissionais

Equipe Médica

Opiniões para Hospital Beneficência Portuguesa - BP

5

Baseado em 7 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a em Hospital Beneficência Portuguesa - BP?

Opinar

O melhor: "Ele é muito atencioso, esclarece tudo, um ótimo profissional, fiz a cirurgia e estou muito bem, e agradeço a esse excelente profissional que é o Dr Marcelo Rosano."

Motivo da visita: cirurgia da tiroide

Paciente que marcou consulta com Dr. Marcello Rosano em Hospital Beneficência Portuguesa - BP

O melhor: "atendimento atencioso, detalhado, fiz a cirurgia em 12/2015 e só faço acompanhamento até o momento"

Poderia melhorar: "ele atender em mais dias da semana"

Motivo da visita: Paratireoidectomia Por Cancer

Paciente que marcou consulta com Dr. Murilo Catafesta das Neves em Hospital Beneficência Portuguesa - BP

O melhor: "Fiz uma cirurgia de hipófise com Dra. Diana pelo nariz e sem nenhum corte. Tanto a médica como sua equipe foram super atenciosa."

Poderia melhorar: "Sem problemas no atendimento."

Camila P. marcou consulta com Dra. Diana Lara Pinto de Santana em Hospital Beneficência Portuguesa - BP

O melhor: "Agradeço pela dedicação, tem amor pelo que faz, tratamento com total respeito, ética, excelente profissional, me senti muito segura, passei por cirurgia há uma semana, foi um sucesso...."

Motivo da visita: Nódulos

Paciente que marcou consulta com Dr. Marcello Rosano em Hospital Beneficência Portuguesa - BP

Ver as 7 opiniões sobre Hospital Beneficência Portuguesa - BP

Serviços

  • Cancerologia
    Preço
    Preços aproximados informados pelo profissional para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Ultima atualização: 27/04/2016
  • Primeira consulta Cancerologia Detalhe A partir de R$ 450

Respostas dos especialistas

7 Especialistas participando

122 Respostas

82 Especialistas de acordo

94 Pacientes agradecidos

Especialistas de Hospital Beneficência Portuguesa - BP estão respondendo perguntas que os usuários enviam a Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Sim, é possível que lesões deste tamanho sejam benignas (adenomas). Porém, há o risco de já existir algum foco de transformação maligna na lesão que não foi amostrado pelas biópsias realizadas e, portanto, só teremos certeza disto se esta for retirada inteira. No reto, se a lesão não é passível de ressecção por colonoscopia, é possível retirá-la por cirurgia trans-anal a depender da posição da mesma. Se a cirurgia trans-anal não for possível, aí será necessária a retossigmoidectomia trans-abdominal que poderá ser realizada por via laparoscópica ou aberta.

Dr. Márcio Carmona Marques
  • 62
  • 69
  • 54

Dr. Márcio Carmona Marques Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Como o cisto é repleto de líquido pode haver variação de tamanho sim durante sua evolução. Usualmente, os quadros infecciosos o volume aumenta muito, com dor e inflamação no local. Após a resolução do quadro infeccioso, geralmente o cisto reduz de tamanho; mas isso não quer dizer que ele não existe mais. Apenas uma cirurgia pode remover o cisto definitivamente.

Dr. Murilo Catafesta das Neves
  • 5
  • 3
  • 2

Dr. Murilo Catafesta das Neves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião de cabeça e pescoço

Miossarcoma é um tumor maligno derivado de células musculares. Se for originário de células musculares lisas, é chamado de leiomiossarcoma (mais comum em adultos). Se de células musculares esqueléticas, é chamado de rabdomiossarcoma (mais comum em crianças)
A quase totalidade desses tumores são sarcomas de partes moles, ou seja, não acometem o osso. Entretanto, raramente pode acontecer de um leiomiossarcoma se originar dentro do osso - neste caso dizemos que é um leiomissarcoma primário ósseo.
Em geral, os sarcomas de partes moles respondem melhor à radioterapia que à quimioterapia. Por isso, quase sempre indicamos a cirurgia seguida de radioterapia. Alguns tipos de sarcomas de partes moles (como o sarcoma sinovial e o rabdomiossarcoma) podem ter alguma resposta com a quimioterapia; assim, dependendo do tamanho e da localização da lesão, pode-se realizar quimioterapia antes da cirurgia. Um especialista da área (oncologia ortopédica) deve ser consultado.
Um abraço!

Dr. Andre Ferrari F Carmargo
  • 4
  • 5
  • 15

Dr. Andre Ferrari F Carmargo

Ortopedista - Traumatologista

Ver as respostas de especialistas de Hospital Beneficência Portuguesa - BP.

{0}{1}