Especialidades e Profissionais

Equipe Médica

Opiniões para Hospital de Olhos Santa Beatriz

4,9

Baseado em 31 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a em Hospital de Olhos Santa Beatriz?

Opinar

O melhor: "Tudo! Muito atencioso, nos passa muita confiança"

Poderia melhorar: "Não precisa melhorar mais nada. Ele é nota mil"

Motivo da visita: Retinopatia diabética

Rita d. marcou consulta com Dr. Armando Magalhaes Neto em Hospital de Olhos Santa Beatriz

O melhor: "Atenção, esclarecimento, profissionalismo."

Motivo da visita: Descolamento de retina

Paciente que marcou consulta com Dr. Thiago Siqueira Rocha em Hospital de Olhos Santa Beatriz

O melhor: "Após uma romaria em diversos médicos e o meu problema só se agravando, me indicaram o Dr Leonardo Barbosa que conseguiu me curar. Posso afirmar que ele é um excelente oftalmologista : capacitado e humano. Dá a absoluta confiança em todos os procedimentos e consultas."

Motivo da visita: Problemas na Córnea

Paciente que marcou consulta com Dr. Leonardo do Nascimento Barbosa em Hospital de Olhos Santa Beatriz

O melhor: "Capacidade do médico e respeito pelo ser humano"

Poderia melhorar: "Nada, é tudo perfeito"

Paciente que marcou consulta com Bruno Guimaraes Novaes em Hospital de Olhos Santa Beatriz

Ver as 31 opiniões sobre Hospital de Olhos Santa Beatriz

Respostas dos especialistas

2 Especialistas participando

12 Respostas

4 Especialistas de acordo

35 Pacientes agradecidos

Especialistas de Hospital de Olhos Santa Beatriz estão respondendo perguntas que os usuários enviam a Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá!

Num primeiro momento não haveria problemas. Mas como Pred Fort é um corticóide, seu uso crônico pode trazer efeitos colaterais como catarata e aumento da pressão ocular. Converse com seu oftalmologista sobre a real necessidade do seu uso e previsão de termino deste fármaco.

Cirurgias de Exérese de Pterígio costumam ter uma recuperação que depende de vários fatores como: Técnica Cirúrgica, materiais usados no procedimento (tipo de fio de sutura, cola de fibrina, membrana amniótica), tamanho do pterígio, presença ou não de adesões da conjuntiva com a pálpebra (simbléfaro), medicações usadas durante e após a cirurgia, se o procedimento é o primeiro ou já é um pterígio recidivado.
Quando realiza-se um transplante de conjuntiva, este tecido transplantado fica mais edemaciado e hiperemiado (mais espesso e mais vermelho) do que o restante da conjuntiva. Porém este quadro costuma ser apenas no período de pós operatório recente, durante as primeiras semanas. Geralmente, após cerca de 1 mês, não vemos mais nenhuma diferença nesta área.

  • 4
  • 0
  • 4

Daniel Simões

Oftalmologista

{0}{1}