Aneurisma Intracraniano - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Aneurisma Intracraniano

Os especialistas falam sobre a Aneurisma Intracraniano

Aneurismas cerebrais Os aneurismas cerebrais são dilatações de vasos sanguíneos localizados no cérebro. Essas dilatações geralmente apresentam um enfraquecimento da parede do vaso sanguíneo, o que pode resultar na ruptura dessa parede. O quadro de ruptura do aneurisma costuma ser grave, pois resulta em um sangramento dentro do cérebro. O risco de ruptura de um aneurisma depende de diversos fatores, como idade do paciente, tamanho e localização da lesão. Os aneurismas que apresentam um alto risco de ruptura devem ser tratados cirurgicamente.
Dr. Felipe Gonçalves de Carvalho
Dr. Felipe Gonçalves de Carvalho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

|

Rio de Janeiro

Os aneurismas cerebrais são dilatações que se formam na parede de vasos no interior do cérebro. Com o tempo, estes aneurismas podem se romper, ocasionando um grande e grave sangramento cerebral. O tratamento do aneurisma pode ser feito através de duas modalidades: cirurgia e tratamento endovascular. Essa escolha é feita após uma detalhada avaliação do paciente e de exames específicos para esta finalidade. Aqui não há uma regra: o tratamento é sempre feito de forma individualizada. Converse com o seu médico e esclareça todas as suas dúvidas !
Dr. Iuri Neville
Dr. Iuri Neville Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

|

São Paulo

A maioria das pessoas que tem o aneurisma cerebral são diagnosticadas após um sangramento. Temos duas opções de tratamento, a cirurgia ou o tratamento endovascular. A melhor forma de tratamento vai depender principalmente da condição clínica do paciente e do formato do aneurisma. Os aneurismas incidentais, aqueles que não sangraram, podem receber tratamento intervencionista ou conservador. É muito importante uma consulta com especialistas nos dois métodos de tratamento para definir a conduta. Os aneurismas que sangraram devem sempre ser tratados com urgência, pois são patologia grave.
Dr. Egmond Alves
Dr. Egmond Alves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

|

Sorocaba

O Aneurisma Cerebral caracteriza-se por uma dilatação anômala nos vasos intracranianos. Há condições que favorecem o aparecimento dessas lesões como pressão alta, tabagismo e história familiar. Existem também algumas doenças que apresentam uma elevada propensão ao desenvolvimento dos aneurismas como Doença Policística Renal, Síndrome de Ehlers-Danlos e Síndrome de Marfan. É necessário uma minunciosa avaliação da localização, vasos envolvidos, tamanho, idade e estado geral do paciente, assim como se o aneurisma é roto ou não-roto para indicar tratamento.
Dra. Doralice Batista
Dra. Doralice Batista Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgiã

|

Campos Dos Goytacazes

Aneurisma cerebral pode ser tratado de maneira expectante, microcirúrgica ou por embolização. A escolha do melhor tratamento depende da ocorrência ou não do sangramento, características do aneurisma e clínica do paciente.
Dr. Dener Zandonadi
Dr. Dener Zandonadi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião, Neurologista

|

São Luis

Ver mais

Tem perguntas sobre Aneurisma Intracraniano?

Nossos especialistas responderam 7 perguntas sobre Aneurisma Intracraniano.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O Aneurisma é uma dilatação ( como se fosse um " crescimento") que ocorre de uma forma anormal na parede de um vaso sanguineo (esta dilatação pode ser causada por um enfraquecimento da parede do vaso, um trauma ou por alguma doença vascular). Quando são intracranianos devem ser prontamente acompanhados e tratados por um neurocirurgião, pois esta implicado em riscos graves caso haja rompimento do aneurisma. Fatores que são levados em consideração são as caracteristicas do aneurisma, a idade e saúde geral do paciente, a localização do aneurisma, entre outros fatores. Um abraço

  • 76
  • 136
  • 1170
Dra. Paula Guedes Macedo Dieckmann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

São Paulo

Geralmente os aneurismas intracranianos são assintomaticos , ou seja não se sente nada até o momento da ruptura do mesmo - dai sintomas como forte dor de cabeça ( a pior da vida ) , vômitos , desmaios podem ocorrer . Nessa situação a procura a um profissional capacitado é crucial .

  • 2
  • 2
  • 7
Dr. Rafael de Castro Aguiar

Neurocirurgião

Natal

Olá. Infelizmente dor no pós operatório pode ocorrer mesmo em mãos de cirurgioes muito experientes. O processo de cicatrização pode levar a esse quadro, causando aquela "dor chata" No entanto, mesmo que seja um sintoma esperado, o paciente deve deve ser avaliado com atenção. Sugiro que procure seu Neurocirurgião de confiança, pergunte como foi a cirurgia e peça pra ele te avaliar Um abraço

  • 26
  • 3
  • 1
Dr. Bruno Silva Pereira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

Rio de Janeiro

Os aneurismas cerebrais são mal formações das artérias cerebrais e que possuem uma evolução silenciosa, até que estejam grandes para comprimirem algum nervo e com isso o paciente tende a apresentar algum sinal, ou ainda serem descobertos após sua ruptura, que de forma geral são eventos mais graves. Uma vez diagnosticado o aneurisma cerebral, será sempre indicado seu tratamento pelo risco de ruptura. A cirurgia se faz por microcirurgia ou tratamento endovascular. Consulte um Neurocirurgião para uma avaliação pormenorizada de seu caso.

  • 37
  • 22
  • 23
Fábio Henrique Pinto da Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 7 perguntas sobre Aneurisma Intracraniano