Doenças Do Colo Do Útero - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Doenças Do Colo Do Útero

Informação sobre Doenças Do Colo Do Útero

O que é?

O útero é parte do aparelho reprodutor feminino. No Brasil, o câncer desenvolvido nessa região é o mais comum entre as mulheres. Ele corresponde a 24% de todos os cânceres. As principais patologias que atingem o colo do útero são:

Câncer do colo do útero

Embora o câncer do útero seja o responsável pela grande maioria dos cânceres em mulheres no Brasil, seu índice de cura é muito próximo a 100% quando o diagnóstico é feito precocemente. Durante o exame ginecológico anual, os médicos devem fazer a coleta de material para o Papanicolau. Esse exame consiste na raspagem do colo do útero para análise em laboratório patológico. As células retiradas indicarão se há o desenvolvimento de algum tumor. Quando o tumor é detectado, há três opções de tratamento: quimioterapia, radioterapia ou cirurgia. Os dois primeiros oferecem a possibilidade de a mulher continuar fértil.

Cercivite

É uma irritação no colo do útero. Sua origem pode ser congênita, hormonal (no período de gravidez ou pelo uso de anticoncepcionais) ou bacteriana (infecções). As infecções podem ser causadas pelas bactérias que já fazem parte da flora do corpo da mulher ou transmitidas através do ato sexual. Eventualmente as cercivites podem ser desenvolvidas pela sensibilidade do colo do útero a produtos químicos como o látex dos preservativos, espermicidas e tampões. Após o parto a mulher pode desenvolver cercivite crônica. Normalmente, a cercivite não apresenta sintomas. Em algumas mulheres, no entanto, causa corrimento vaginal, dor intensa na região e sangramento durante a relação sexual. O diagnóstico pode ser feito através do exame ginecológico e o tratamento, no caso de indícios de infecção, deve utilizar medicamentos antibióticos. As cercivites podem causar o aparecimento de lesões (feridas, erosão ou ectrópio) que precisam ser tratadas com a cauterização do colo do útero.

Feridas no colo do útero

Embora sejam popularmente como feridas ou lesões, naturalmente não é uma ferida comum. Trata-se de um trecho do colo do útero que se vira e deixa o tecido do canal cervical exposto. As feridas do útero podem sangrar, especialmente após o relacionamento sexual. A condição normalmente é consequência de alterações hormonais em mulheres no período fértil e motivada, na grande maioria das vezes, pela utilização de medicamentos anticoncepcionais. O tratamento deve ser feito a partir da suspensão do uso de contraceptivos hormonais. Antibióticos em forma de creme devem ser aplicados na vagina. Depois de sanado o problema da infecção, a cauterização do colo do útero pode acabar com as feridas.

Possui uma dúvida concreta sobre Doenças Do Colo Do Útero? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Doenças Do Colo Do Útero?

Nossos especialistas responderam 98 perguntas sobre Doenças Do Colo Do Útero.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

HSIL é uma sigla em inglês para lesão intraepitelial de alto grau. é uma alteração importante, causada pelo vírus HPV, que pode evoluir para um tumor de colo de útero e que merece uma investigação maior, mas não quer dizer que você vá precisar tirar o útero necessariamente. O próximo passo é procurar seu ginecologista para realizar uma COLPOSCOPIA. Esse exame vai avaliar a presença de alguma lesão no colo do útero causada pelo vírus HPV, ou seja, que represente essa alteração encontrada no CP. caso haja uma lesão no colo do útero, será indicada uma biópsia para confirmar essa alteração (HSIL) e então, pode ser necessário uma traquelectomia ou conização - retirada do colo uterino ou de parte dele. Tudo isso depende de outros fatores, como a sua idade, se tem ou deseja ter filhos, tipo de lesão, ... Converse com seu médico para lhe orientar e esclarecer melhor suas dúvidas.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 212
  • 66
  • 104
Ingrid Cruz Hillesheim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Porto Alegre

Pode sangrar e ser normal, necessita checar o resultado da análise.

  • Obrigado 11
  • 1 especialista está de acordo
  • 237
  • 121
  • 1264
Dr. Gustavo Kröger Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Barueri

A princípio, não. Mas pode aumentar o risco de trabalho de parto prematuro dependendo do tamanho prévio do colo do útero, assim como do tamanho da peça removida durante a cirurgia.

  • 212
  • 66
  • 104
Ingrid Cruz Hillesheim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Porto Alegre

Nic I - Lesão HPV induzida de baixo grau NICII e NIC III - lesão HPV induzida de alto grau.

  • 130
  • 7
  • 135
Dra. Mirela Magalhães de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Rio de Janeiro

Ver as 98 perguntas sobre Doenças Do Colo Do Útero