Hepatite C - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Hepatite C

Informação sobre Hepatite C

Que tipo é a hepatite C?

A hepatite é uma palavra latina que significa inflamação do fígado. Hepatite tipo C é causada por um vírus chamado hepatite C. Antes de descobrir esse vírus da hepatite era conhecido como "A não B não". Outros tipos de hepatite viral são a hepatite A e hepatite B.

Como a hepatite tipo C?

O vírus da hepatite C pode ser transmitido das seguintes formas:

  • Contato com o sangue de uma pessoa infectada.
  • Por sexo, embora o risco seja muito pequeno.
  • Transmissão de mãe para filho durante o nascimento, embora esta possibilidade é rara.
  • O vírus pode ser adquirido por picada de agulha acidental com agulha contaminada. Esse mecanismo ocorre principalmente em profissionais de saúde.

Tipo C da hepatite é comum em drogas por via intravenosa, devido à prática do compartilhamento de agulhas contaminadas. Visto também em hemofílicos e pessoas que receberam transfusões de sangue ou hemoderivados contaminados, quando ainda não bem familiarizado com o vírus. Desde 1991, todo o sangue coletado para transfusão é submetido à análise de triagem de hepatite vírus C e, atualmente, o risco de transmissão da hepatite através do sangue contaminado é insignificante.

Não é possível identificar a fonte da infecção em cerca de um terço dos casos de hepatite tipo C.

Quais são os sintomas do tipo hepatite C?

O tempo entre a exposição a um agente infeccioso e o desenvolvimento da doença é chamado de período de incubação. No caso do tipo A hepatite C este período dura de um a seis meses.

Os sintomas iniciais consistem em perda de apetite, a indiferença à comida, náuseas e dores articulares e febre baixa. Mais tarde, icterícia, um amarelamento da pele, membranas mucosas e esclerótica (parte branca dos olhos), fezes e urina mais escura mais clara que o normal.

Quando esses sintomas aparecem, a maioria dos pacientes começa a se sentir melhor rapidamente. A duração da doença é geralmente entre dois e oito semanas.

Apenas um em cada 10 pessoas com hepatite aguda tipo C tem sintomas. Os restantes 90% não têm sintoma algum. Aproximadamente 70% dos pacientes desenvolvem uma infecção crônica. Pacientes com hepatite crônica C pode não ter sintomas ou apenas um leve desconforto, como fadiga, sensação de peso ocasional sob as costelas inferiores do lado direito, devido ao aumento do fígado e dores musculares e articulares.

Aproximadamente um terço dos pacientes desenvolvem cirrose após alguns anos, o que pode causar falência do fígado e outras complicações graves. Em média, leva cerca de 20 anos cirrose aparecem uma vez que ele contraiu o vírus.

Como você pode impedir que tipo de hepatite C?

  • Não compartilhe agulhas ou seringas.
  • Não compartilhe lâminas de barbear ou escovas de dentes com alguém infectado.

Infelizmente ainda não temos uma vacina para prevenir a infecção com hepatite C.

Que pode ser feito em casa?

  • Abster-se de comer todos os tipos de bebidas alcoólicas se exames de sangue indicam que a doença está ativa.
  • Não beber álcool regularmente, mesmo com moderação, se você tem hepatite crônica C. Álcool e vírus da hepatite C potencializam mutuamente a agressividade contra o fígado.
  • Se você tem hepatite crônica deve ser submetido a exames médicos regulares.
  • Fazer uma dieta variada e equilibrada.

Como é diagnosticado tipo de hepatite C?

O diagnóstico é baseado em um exame de sangue revela a presença de material genético (RNA) ou anticorpos contra o vírus da hepatite C contra o vírus da hepatite C no sangue do paciente. Exames de sangue tem como objetivo estudar a função hepática para definir a gravidade da doença, ou seja, o grau de envolvimento do fígado pelo vírus.

No caso de hepatite crônica, pode ser desejável estabelecer a gravidade da doença pelo estudo microscópico de um fragmento de tecido hepático. Isso é obtido por biópsia hepática.

Previsão

  • A maioria dos pacientes com hepatite C aguda tipo de recuperação clínica após 4-8 semanas, mas só cura (eliminar o vírus) para 15%.
  • Muito poucos doentes (1 em 300) sofrem de insuficiência hepática aguda no curso da hepatite aguda e correm o risco de morrer da doença.
  • A doença se torna crônica em 85% dos casos.
  • As complicações mais graves de hepatite crônica C são a cirrose e, raramente, câncer do fígado. Para um paciente com câncer de crônicas do vírus da hepatite tipo C no fígado precisa ter previamente desenvolvido cirrose.

Como a hepatite tipo C?

Hepatite crônica do tipo C pode ser tratada com uma combinação de interferon injeções e comprimidos de ribavirina. Metade dos pacientes se beneficiam com este tratamento. Tem uma formulação de interferon combinado com uma substância que retarda a sua absorção. Interferon peguilado é mais confortável e talvez mais eficaz do que o interferon padrão. Dada a complexidade e os potenciais efeitos colaterais deste tratamento deve ser aplicado por unidades especializadas.

Os ensaios clínicos estão em andamento para o tratamento da hepatite C aguda com interferon, dado o alto risco de essa doença se tornar crônica. Os primeiros resultados até agora são animadores.

Possui uma dúvida concreta sobre Hepatite C? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Hepatite C

A hepatite C é uma inflamação do fígado causado por um vírus chamado VHC. A transmissão deste vírus é feita através do contato com sangue ou derivados de portadores do vírus ou com o uso em comum de utensílios perfuro-cortantes como lâminas de barbear e depilar, tesouras, alicates de unha ou cutículas, seringas ou agulhas. Acredita-se que no Brasil, a maioria dos portadores do vírus desconhece tal condição ou mesmo como o adquiriu e por ser uma doença assintomática nas suas fases iniciais deva evoluir com complicações como cirrose hepática ou câncer no fígado a menos que tratada à tempo. Os tratamentos atuais são muito eficazes com chances de cura acima de 95% na maioria das vezes.
Fabio Luiz Maximiano
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

|

São Paulo

Tratamento da hepatite C crônica com as novas drogas antivirais
Dra. Lilian Amorim Curvelo
Dra. Lilian Amorim Curvelo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista, Gastroenterologista

|

São Paulo

Tem perguntas sobre Hepatite C?

Nossos especialistas responderam 57 perguntas sobre Hepatite C.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O vírus da hepatite C sobrevive por muito pouco tempo no meio ambiente. Logo, apesar de não ser impossível, é muito pouco provável que vc tenha contraído o vírus. As principais formas de transmissão é por uso comum de materiais pérfuro-cortantes, como agulhas de injeções usadas por viciados em drogas injetáveis, tatuagens; além de transfusões sanguíneas (porém depois de 1992 esta via de transmissão ficou rara pela controle restrito dos bancos de sangue) e menos comumente relações sexuais. Porém, sabe-se que aproximadamente 50% dos casos não se identifica a forma de transmissão, por isso sempre oriento os pacientes a evitar o uso comum de objetos de higiene, como escova de dentes, tesouras, alicates de unha, etc.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 8
  • 2
  • 2
Valéria Dantas de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Brasilia

Como geralmente a infecção pelo Vírus da hepatite C não causa qualquer sintoma durante grande parte de sua evolução, a pessoa já pode ter a infecção muito tempo antes do diagnóstico e, consequentemente o fígado já pode estar bastante debilitado. O infecção em si pode ser tratada pelo medico infectologista ou pelo hepatologista, mas se já existe um acometimento importante do fígado, o hepatologista deve acompanhar e tratar a parte da doença do figado enquanto o infectologista trata a infecção em sí.

  • 1205
  • 276
  • 3451
Dra. Keilla Mara Freitas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

São Paulo

O ANTI-HCV é o teste mais simples pra detectar se o paciente é portador do vírus C da hepatite. Caso o resultado do ANTI-HCV seja positivo, deve ser feito o exame HCV-RNA Não existe medicamento que possa interferir no resultado destes exames. Caso vc seja portador do vírus C procure imediatamente um médico hepatologista ou um gastroenterologista e / ou infectologista que tenha conhecimento em hepatites virais.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 111
  • 25
  • 48
Dr. Carlos Sérgio Menezes Mendes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista, Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Atualmente os tratamentos para hepatite C além de muito eficazes são muito simples. Acredito que em alguma cidade próxima a sua deva haver alguém capacitado para tratá-lo. Uma boa opção seriam hospitais escolas da região. O tratamento usualmente é feito por um gastroenterologista, infectologista ou hepatologista.

  • 279
  • 136
  • 271
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 57 perguntas sobre Hepatite C