Herpes Simples - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Herpes Simples

Informação sobre Herpes Simples

O que é herpes simples?

O vírus herpes simples (HSV) causa infecções envolvendo superfícies mucocutânea, o sistema nervoso central e órgãos. Aqui nos referimos ao cutâneo exclusivamente e especificamente ao herpes labial simplex.

Existem vários tipos de vírus herpes simplex. Entre os mais comuns são:

  • HSV tipo I, que é o tipo mais comum, geralmente produz feridas (nos referimos a ele a partir de agora)
  • HSV tipo II, que muitas vezes produzem herpes genital.

Mas ambos os tipos podem infectar qualquer área da pele ou membranas mucosas

Como é a infecção?

Herpes simplex tem uma distribuição mundial. 80% da população tem anticorpos específicos contra o herpes simplex, isto é, tem estado em contacto já com o vírus.

O ser humano é o único lugar onde ele vive, é o seu hospedeiro natural. Transmissão é o contato direto e íntimo de uma pele ou mucosas traumatizados. A fonte do vírus pode ser uma lesão aparente (primitiva ou recorrente), ou portador assintomático (alguém que tenha o vírus, mas não têm a doença) na saliva ou secreções genitais.

O período de incubação (período entre a exposição e o aparecimento dos sintomas) varia entre 1 e 26 dias com uma média de 7 dias. A maioria das pessoas entram em contato com o vírus na infância, geralmente entre três e cinco anos de idade. 99% dos casos, o primeiro contacto (infecção primária) com o vírus não produz sintomas e o contato só pode ser demonstrado pelo aparecimento de anticorpos no sangue (defesas à infecção criado pelo corpo).

Durante a infecção primária, o vírus se multiplica nas células da epiderme (camada externa da pele) no ponto de inoculação e também infecta as terminações nervosas na área. De lá, através dos nervos, o vírus viaja para as raízes daqueles e permanecem dormente ("dormindo, mas não morto"), sem causar a morte das células onde se estabeleceram.

Mais tarde, quando há um enfraquecimento do sistema imunitário (as defesas do organismo), o vírus reativa ("despertar"), começa a se multiplicar de novo e viaja de volta através dos nervos da pele onde ocorre recaída, as lesões típicas aparecendo.

Quais são os sintomas?

A primeira infecção pode evoluir de diferentes maneiras. A maioria das pessoas não têm sintomas ou eles são muito leves.

Para aqueles que desenvolvam sintomas durante a infecção primária, a apresentação mais comum é a gengivoestomatite (envolvimento das gengivas e boca). Ocorre geralmente em crianças com idades entre 1-5 anos. Período de incubação é de cerca de uma semana. Existem múltiplas vesículas (claro bolhas cheias de líquido), que rapidamente se decompõe, deixando erosões localizadas na boca, gengiva, língua e lábios. A criança geralmente tem secreção abundante de saliva, dor ao engolir, mau hálito e sintomas gerais como febre, irritabilidade, fadiga, etc. Linfadenopatia são comuns (aumento dos gânglios linfáticos) no pescoço. Sem fazer tratamento, ele cura entre duas e seis semanas. Mais tarde, se o vírus é reativado, as bolhas reaparecem.

As recorrências (novos sintomas) são sintomas mais leves com tendência a novos surtos sempre no mesmo local. O primeiro sintoma é geralmente uma coceira e sensação de queimação na pele. Logo há uma pequena área avermelhada que é coberta de vesículas. Geralmente afeta preferencialmente a área ao redor da boca e da borda dos lábios. Cura espontaneamente dentro de sete a dez dias.

Fatores de recorrências são múltiplas: o stress, trauma, luz solar, febre ("febre"), menstruação, etc.

Cerca de 20% das pessoas com anticorpos HSV sofrem ataques recorrentes de herpes labial durante toda a vida.

O que você pode fazer para prevenir feridas?

  • Evitar o contato direto com as lesões pois podem se espalhar como parte do corpo, incluindo dedos e genitais.
  • Evite tocar as lesões como essas podem ser infectadas.
  • Lavar as mãos depois de tocar seus lábios.
  • Fortalecer as defesas do corpo com um estilo de vida saudável: Comer uma dieta variada, fazer exercícios regularmente e dormir o suficiente.
  • Tente evitar os gatilhos (stress, infecções por outros vírus, jejum prolongado, privação do sono, etc.) Variam de pessoa para pessoa.

Como é diagnosticado herpes labial?

Normalmente, a combinação de histórico do paciente eo aspecto típico das lesões é suficiente para fazer o diagnóstico de infecção por herpes simplex e pode ocasionalmente ser necessária a confirmação do diagnóstico, em seguida, realizar uma raspagem das lesões sob um microscópio para observar ou executar uma cultura ..

Quais são as possíveis complicações?

  • Erosões podem ser overinfected por bactérias.
  • Se ele se espalha para os olhos, pode causar lesões oculares que prejudicam a visão normal.
  • Em pessoas com dermatite atópica, herpes simplex pode, em alguns casos, se espalhar para áreas maiores do corpo.
  • Às vezes, um simples resfriado pode indicar a condição de outras doenças (pneumonia, deficiências imunológicas, etc) ..

Qual é o tratamento de herpes simplex?

O tratamento pode ser sintomático, na tentativa de aliviar o desconforto que ocorre, ou podem iniciar o tratamento com vários medicamentos tópicos e orais (de preferência por via oral ou tópica que é ineficaz). Alguns destes medicamentos são o aciclovir, valaciclovir, famciclovir, e assim por diante.

Se você decidir começar o tratamento deve ser iniciado logo após os primeiros sintomas (coceira, ardor ou sensação de puxar), porque se você tratar desde o começo será mais eficaz.

Previsões

O desenvolvimento da doença é diferente para cada pessoa. Algumas pessoas sofrem poucas reações ou nenhuma, enquanto outras sofrem de infecções recorrentes de bastante contínua. Recorrências são geralmente menos freqüentes com a idade.

Possui uma dúvida concreta sobre Herpes Simples? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Herpes Simples

A forma de transmissão do herpes simples (Herpesvirus hominis) mais comum é o beijo, na fase de vesículas, sendo outras formas de contato direto incluídas na transmissão. O herpes simples transmite-se somente por contato direto ou aerossóis em imunodeprimidos. A primoinfecção acomete geralmente crianças, levando a um quadro de gengivoestomatite e odinofagia.
Dra. Naihma Salum Fontana
Dra. Naihma Salum Fontana Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

|

Sorocaba

Herpes é causada por um vírus e só quem tem as lesões sabe o quanto isso incomoda e diminui a autoestima. Visando prevenir e tratar este quadro, buscamos tratar a herpes por meio de um método alternativo, que possui muita eficácia, utilizando métodos biofísicos e suplementação individualizada. Isso fará com que você passe por momentos de estress e não apresente as temíveis lesões ao redor dos lábios. Agende sua consulta!
Dr. Felipe Aragao
Dr. Felipe Aragao Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médico clínico geral, Nutrólogo

|

São Paulo

Tem perguntas sobre Herpes Simples?

Nossos especialistas responderam 17 perguntas sobre Herpes Simples.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Oftalmologista sempre! Urgente! O herpes ocular pode levar a seqüelas permanentes! Se for na pele ao redor dos olhos, oftalmologista ou dermatologista podem ajudá-lo e o risco de problemas sérios é menor.

  • 143
  • 31
  • 220
Dr. Andre Lauth Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

Curitiba

Marcar consulta

Olá, existe relação entre esse período e as recidivas do herpes. Mas temos outras alternativas pra reduzir as repetições. Pode ser usado medicações via ora e vacinas injetáveis para melhorar a imunidade. Procure o dermato pra te ajudar. Melhoras e disponha.

  • 324
  • 75
  • 161
Dr. Danilo Talarico Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista, Especialista em Medicina Estética

Campinas

Olá, o pó anaseptil é antibacteriano e o herpes é vírus. Só seria indicado mediante uma infecção de bactérias sobre a lesão inicial do herpes, o que chamamos de infecção secundaria por bactéria. Por tanto o exame físico da lesão pelo dermatologista é imprescindível. Disponha.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 324
  • 75
  • 161
Dr. Danilo Talarico Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista, Especialista em Medicina Estética

Campinas

Por favor esse tipo de dúvida tem que ser respondida examinando o paciente e sabendo da historia. quanto tempo tem a lesao? quais os sintomas? enfim consulta médica não pode ser por e mail.Procure um especialista na sociedade brasileira de Dermatologia ou a um Oftalmologista.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 9
  • 2
  • 8
Luna Azulay Abulafia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 17 perguntas sobre Herpes Simples