HPV - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre HPV

Informação sobre HPV

Nomes alternativos: Infecções Por Papillomavirus, Vírus do papiloma humano.

 

O HPV é um vírus localizado no trato genital com vários sorotipos. Alguns deles são produtores de verrugas e outros responsáveis ​​por lesões pré-malignas e malignas.

Possui uma dúvida concreta sobre HPV? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a HPV

A infecção pelo HPV é uma das doenças de transmissão sexual mais comum em todo o mundo.Cerca de 90% dos casos de câncer de colo uterino tem relação com a infecção pelo HPV. Acomete homens, mulheres que já tenham iniciado sua vida sexual.A infecção pode se manifestar como verrugas na região genital ou sob a forma subclínica que será detectada pelo Preventivo e pela colposcopia. A transmissão mais comum é pelo contato direto durante as relações sexuais. A paciente que descobre a infecção pelo HPV, frequentemente, apresenta medo, ansiedade, depressão, raiva e sentimento de culpa, com redução da sua qualidade de vida. Converse com seu ginecologista e não deixe de usar "camisinha".
Dra. Aparecida Monteiro
Dra. Aparecida Monteiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Rio de Janeiro

Preventivos alterados com presença de HPV devem ser avaliados através de um ex. chamado colposcopia e se necessário biópsia. Ao sair o resultado desta biopsia procede- se então o tratamento ,que pode ser conservador ou cirúrgico. Depois deverá ser feito um seguimento protocolar e a seguir a paciente pode retornar a realizar seus preventivos normais.
Dra. Mirela Magalhães de Oliveira
Dra. Mirela Magalhães de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Rio de Janeiro

HPV e um virus de transmissao sexual, com predisposicao pela regiao perineal e colo uterino. Existem quase 200 tipos de HPV que se dividem em baixo e alto risco. Os de baixo risco estao mais associados as verrugas genitais, enquanto os de alto risco se associam com lesoes do colo uterino e ate cancer cervical. Nao existe tratamento do virus, mas sim das complicacoes causadas por eles. Nas verrugas sao usados metodos destrutivos (acido, laser, cauterizacao, retirada ou medicacao imunologica) e as lesoes do colo uterino sao tratadas conforme seu grau, de acordo com protocolos mundiais. Unica forma de protecao ao virus e a vacina contra HPV (segura e eficaz)
Dra. Debora Santos dos Santos
Dra. Debora Santos dos Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Curitiba

O papiloma vírus humano (HPV) é um vírus transmitido sexualmente e o principal responsável pelo câncer de colo uterino e pelas verrugas genitais. A prevenção do câncer de colo é feita pela colpocitologia oncótica (papanicolaou) com o objetivo de identificar e tratar as lesões iniciais que são as neoplasias intracervicais (NIC), quando indicado O vírus do HPV não tem um tratamento específico, mas melhorias na imunidade, como parar o tabagismo e estilo de vida saudável ajudam nosso corpo a combater e manter o vírus inativo. Em alguns tipos de lesões causadas pelo HPV, o tratamento cirúrgico pode ser indicado e inclui cauterização, laser, e conização do colo uterino.
Dra. Marina De Paula Andres
Dra. Marina De Paula Andres Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

O HPV ou Papilomavírus humano é uma vírus sexualmente transmissível. Não pode ser transmitido de vaso sanitário, roupa íntima, toalhas e papel higiênico. 70 a 80% dos homens e mulheres são portadores do HPV como infecção crônica. Os HPV oncogênicos mais comuns são os 16,18, 31, 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56, 58, 59, 66 e 68. Os HPVs não oncogênicos mais comuns são o 6 e 11. Os oncogênicos podem gerar alterações no colo uterino que podem levar ao câncer de colo uterino. Os não oncogênicos geram as verrugas genitais. A colpocitologia oncótica ou Papanicolaou serve para detectar lesões no colo utero que futuro podem levar ao câncer do colo uterino.
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Ribeirão Preto

Ver mais

Tem perguntas sobre HPV?

Nossos especialistas responderam 237 perguntas sobre HPV.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Você deve procurar um urologista para ele avaliar essas lesões e te propor a melhor forma de tratamento. Não postergue!

  • 64
  • 24
  • 56
Guilherme Philomeno Padovani Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

São Paulo

Marcar consulta

Ao diagnosticar HPV, o profissional de saúde deve informar ao paciente que o vírus pode ficar ate 20 anos no organismo. As vezes a pessoa nem se deu conta da contaminação, e quando o vírus se manifesta, fica a desconfiança quem transmitiu pra quem. Se você tem dúvida quanto ao diagnostico, procure outro médico e faça novo exame, o resultado e imediado assim como o tratamento também. Lembrado, o tratamento não é sinônimo de cura. O HPV tem tratamento mas não tem cura. Abs

  • 413
  • 189
  • 438
Dr. Sebastião Nascimento Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

Manaus

Olá. O HPV pode infectar mucosa bucal e determinar lesões em lábio, bochecha, língua e gengiva. Não é uma lesão tipica do consultório do ginecologista e aparece mais para o dentista, otorrinolaringologia e cirurgião de cabeça e pescoço. As lesões genitais são mais frequentes.

  • 294
  • 139
  • 127
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Existem diversos métodos para o tratamento do HPV, desde métodos físicos (cromoterapia, eletrocauterizacao, laserterapia) e químicos (cauterização química com ácidos, imunomoduladores e anti-mitoticos). O mais importante é o diagnóstico diferencial. Será que lesões tão pequenas são pelo HPV? Discuta o melhor método de tratamento com o seu médico.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 294
  • 139
  • 127
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 237 perguntas sobre HPV