Infecções Por Hiv - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Infecções Por Hiv

Os especialistas falam sobre a Infecções Por Hiv

Diante do diagnóstico do HIV, muitas questões são levantadas pelo paciente e as intervenções e tratamento psicológico serão norteados pela visão subjetiva do paciente sobre a própria vida e adequação à nova realidade de vida, considerando as possíveis limitações e considerando as comorbidades que acompanham o quadro. Todas as intervenções são voltadas para a promoção da melhor qualidade de vida. O sigilo psicoterapeuta/paciente é respeitado em todos os atendimentos.
Marcia Kelen Moscatelli
Marcia Kelen Moscatelli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Psicopedagoga

|

Sorocaba

Tem perguntas sobre Infecções Por Hiv?

Nossos especialistas responderam 15 perguntas sobre Infecções Por Hiv.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Relação de risco? Se a pessoa toma os remédios antiretrovirais regularmente, na hora certa, e os remédios estão dando certo, quer dizer a quantidade de virus é indetetável no laboratório, o risco é teórico, ou seja, quase ausente. Mas você precisa poder confiar que a pessoa te informa corretamente sobre o seu tratamento. Isto é possível só se você vive com ela ou conhece as 24 horas dela. No teste, você pode ter confiânça, mas é aconselhado repeti-lo após um tempo, talvez um mês. Também um teste só lhe fala sobre o passado. Se você continua com esta relação e não se protege, o teste não é o que lhe protege. Se você precisa de ajuda para entener porquê você mantém uma relação de risco, não se protege e ao mesmo tempo fica preocupad@ com a confiabilidade do teste, procure uma psicoterapia ou psicanálise. Este comportamento parece contraditório e pode ser sinal de outros sentimentos que você tem e que atrapalham a sua vida.

  • 218
  • 162
  • 146
Dirk Albrecht Dieter Belau

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Olá, A contaminação pelo HIV se dá através do contato de fluidos corporais contaminados (sêmen, secreção vaginal e sangue) com mucosas ou sangue da pessoa sadia. Durante o sexo anal podem ocorrer pequenas fissuras da pele por onde o vírus pode penetrar com mais facilidade. A contaminação pode ocorrer em qualquer forma de relação sexual desprotegida, por isso, conhecendo ou não seu parceiro, use sempre camisinha. Lembre que AIDS não tem cara! Proteja-se Abraço

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
  • 23
  • 25
  • 25
Heloisa Helena Kizys Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São José dos Campos

Marcar consulta

Ocorrências pontuais não são alarmantes, especialmente se espaçadas por dias. Entretanto, se você tem alguma suspeita de que tenha tido contágio com o vírus, procure uma clínica e faça o exame, ele não tem custo pelo SUS. O quadro de infecção aguda por HIV inicia-se aproximadamente 2 a 4 semanas após o contágio. É caracterizado por vários sintomas (podendo desenvolver qualquer um deles, em qualquer quantidade), como: febre (geralmente 38,3ºC ou mais), fadiga, inchaço dos gânglios linfáticos, dor de garganta, perda de peso, dores musculares, dor de cabeça, náuseas, suores noturnos, diarreia e rash. Esses sintomas duram cerca de duas semanas, sem intervalos. O teste de 4ª geração do HIV é feito rapidamente e você pode obter o resultado na hora.

  • 1183
  • 273
  • 3389
Dra. Keilla Mara Freitas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

São Paulo

Toda e qualquer relação sexual sem preservativo ou com rompimento de preservativo é considerada de risco para o HIV, a não ser que se saiba da condição sorológica de ambos, e que ambos estejam fora da janela imunológica, que hoje pode variar de 30 a 90 dias de acordo com o teste utilizado. Se você não teve nenhuma nova situação de exposição de risco e já está fora da janela imunológica, tendo repetido o exame várias vezes, seja Elisa, WB, ou mesmo testes rápidos para o HIV, e todos não reagentes, você não tem HIV. Te aconselho a procurar um clínico para avaliar teus sintomas, ok? Caso o clínico descarte qualquer outro diagnóstico ou patologia, vale lembrar que aspectos psicológicos também podem interferir no aparecimento e evolução de alguns sintomas físicos.

  • 4
  • 13
  • 3
Luiza Azem Camargo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 15 perguntas sobre Infecções Por Hiv