Tricomoníase - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Tricomoníase

Tem perguntas sobre Tricomoníase?

Nossos especialistas responderam 16 perguntas sobre Tricomoníase.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Com a mais absoluta certeza! Procure um urologista! Att

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 4128
  • 738
  • 4187
Dr. Prof. Ricardo Alexandre Fernandes Ferro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

Brasilia

Marcar consulta

Nem todos os corrimentos brancos são considerados DST. Candidíase por exemplo é provocado pelo fungo cândida(normal da flora vaginal).Ja tricomoniase é uma DST q atinge homens e mulheres sem proteção durante o ato sexual. Exame clínico ginecológico e papanicolau detectam o diagnóstico diferencial.Procure um ginecologista,abraços

  • 93
  • 20
  • 60
Eunice Fernandes Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá. A tricomoniase é uma doença sexualmente transmissível. Para ser tratada adequadamente precisa ser realizado o seu tratamento e do seu parceiro. Essa doença não se cronifica. Assim que vocês fizerem o tratamento correto estarão livres da doença. A tricomoniase está fortemente associada com a gonorréia e a clamidiase. Essas doenças podem afetar sua fertilidade, obstruir trompas, provocar dilatação das trompas, abscessos pélvicos, aderências pélvicas e dor pélvica crônica. Converse com o seu médico a respeito do tratamento.

  • 797
  • 475
  • 425
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Você precisa avaliar isso junto com um médico infectologista. ele irá analisar a presença de outras infecções concomitantes, possibilidade de reinfecção, esquemas de remédios com dose e tempo de tratamento dependendo do seu caso em particular e sua imunidade.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 1342
  • 307
  • 3744
Dra. Keilla Mara Freitas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

São Paulo

Ver as 16 perguntas sobre Tricomoníase