Arovit - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Arovit

Para que serve Arovit

Indicações de Arovit
Como suplemento vitamínico - carência de vitamina A, caracterizada por um ou mais dos seguintes sintomas: cegueira crepuscular, xeroftalmia, manchas de Bitot, crescimento retardado. Com finalidades terapêuticas - distúrbios da queratinização (hiperceratoses), alterações mucosas (metaplasia e atrofia), afecções das mucosas das vias aéreas superiores e inferiores, do aparelho digestivo e genito-urinário. Como adjuvante no tratamento da acne vulgar (paralelamente e tratamento local) e no tratamento da surdez do ouvido interno.


Princípios ativos Arovit

Composição
Gotas: Cada ml (ca. de 30 gotas) contém 150.000 U.I., o que corresponde a cerca de 82 mg de palmitato de retinol em solução coloidal hidromiscível. Drágeas: Cada drágea contém 50.000 U.I., o que corresponde a cerca de 17 mg de acetato de retinol. Cada drágea contém, ainda 773 mg de glicídios, o que corresponde a 3 calorias/drágeas. Ampolas: Cada ampola de 1 ml contém 300.000 U.I. (ca. de 165 mg de palmitato de retinol).


Considerações Arovit

Como Usar (Posologia)
Tratamento dos sintomas de carência: 30.000-50.000 UI/dia, (6-10 gotas ou 1 drágea). A título terapêutico, recomenda-se doses diárias de 100.000-200.000 UI (20-40 gotas ou 2-4 drágeas; nos casos graves e rebeldes (p.ex., acne vulgar), 300.000 UI/dia (60 gotas ou 6 drágeas). Nos casos de distúrbios acentuados de absorção intestinal ou durante alimentação parenteral exclusiva, 1-2 ampolas por semana por via intramuscular profunda. As drágeas e as gotas (diluídas em um pouco de água ou suco de frutas) devem ser tomadas durante ou após as refeições.


Conduta Na Superdosagem
Suspender a administração; descompressão e controle contínuo das funções cardíaca, Hepática e renal; hemograma e fundo de olho. Registro ms-0100.0007 Nº de lote, data de fabricação, prazo de validade: vide cartucho.


Farmacocinética
A biodisponibilidade de vitamina A após administração oral ou intramuscular do Arovit® é da ordem de 50 - 70%. A concentração plasmática máxima (cerca de 6000 mcg de palmitato de vitamina A por litro) é alcançada em 5-10 horas. Após administração oral, a concentração sangüínea de vitamina A retorna progressivamente a seu valor inicial num período de 10 horas; em compensação, após administração intramuscular, este valor inicial só é alcançado após 150 horas, devido à formação de certo depósito.


Informação ao Paciente
Este medicamento é útil para prevenir e tratar a carência (deficiência) de vitamina A no organismo. No entanto, você deve considerar como princípio básico que todo medicamento só deve ser tomado mediante receita médica. Não tome, não doe e nem recomende este remédio sem o conhecimento do médico. O Arovit® não deve ser tomado durante a gravidez, a não ser mediante prescrição e supervisão médica. Este medicamento não deve ser tomado também em doses altas e nem por tempo prolongado. Somente seu médico sabe a dose ideal e o período de tratamento adequado para o seu caso. O Arovit® em geral é bem tolerado, mas quando existe hipervitaminose A, isto é, excesso de vitamina A no organismo, alguns efeitos adversos podem ocorrer, tais como: dor de cabeça, cansaço, vertigens, vômitos, aumento da pressão dentro do crânio, falta de disposição, excitação, alterações do sono, falta de apetite, náuseas, sangramento nasal, alterações nos olhos, pele, lábios, boca, queda de cabelos, distúrbios menstruais, dores nos ossos e articulações (juntas). Outros efeitos indesejáveis aqui não mencionados podem ocorrer, dependentes do estado e da sensibilidade do paciente. Caso ocorra qualquer um dos efeitos antes mencionados, ou outros, suspenda o uso do medicamento e informe imediatamente seu médico. Este produto tem prazo de validade a partir da data de fabricação (vide embalagem externa do produto). O uso de remédio com prazo de validade vencido não é recomendável. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.


Interações Medicamentosas
O uso concomitante de vitamina A e etretinato (Tigason® Roche), deve ser evitado, devido ao risco de surgimento de hipervitaminose A.


Laboratório
BIOSINTÉTICA FARMACÊUTICA LTDA.
Remédios da mesma Classe Terapêutica Accuvit, Adeforte, Alginac, Amplavit, Anemofer
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Adeforte, Babix Creme, Derlisa, Haar-intern, Repitelin


Propriedades
A vitamina A é necessária ao desenvolvimento normal e ao funcionamento da ectoderme (pele, mucosa e endotélio). Como constituinte da púrpura retiniana ela participa do processo da visão.


Restrições de Uso
Durante os primeiros meses da gravidez, a vitamina A, sobretudo em doses elevadas, só deve ser administrada sob orientação médica. Quando da administração de doses elevadas de vitamina A por tempo prolongado (mais de 4.000-5.000 UI/kg/dia, ou seja 250.000-300.000 UI/dia para um adulto) deve-se estar atento ao surgimento de sintomas de hipervitaminose A. Não se deve ultrapassar a dose máxima de 5.000 UI/kg/dia, ou seja, 300.000 UI/dia, para um adulto. Quando a administração diária for superior a 200.000 UI/dia recomenda-se, após 6 semanas de tratamento, reduzir a dose para 50.000-100.000 UI ou intercalar uma pausa de 2 semanas. As ampolas de Arovit® devem ser administradas por via i.m. profunda.


Tolerabilidade
Arovit® é em geral bem tolerado, podendo, no entanto, ocasionar sintomas de hipervitaminose A. Hipervitaminose A aguda: cefaléia (principalmente occiptal), fadiga, vertigens, vômitos, sintomas conseqüentes ao aumento da pressão intracraniana que, no recém-nascido manifesta-se pelo abaulamento típico da fantanela anterior (Síndrome de Marie-Sée) e, no adulto, sob forma de pseudo-tumor cerebral. Hipervitaminose A crônica: fadiga, inércia, hiperexcitabilidade, cefaléias, distúrbios do sono, anorexia, náuseas, vômitos. Sangue: em casos raros, hipoprotrombinemia, epistaxe. Olhos: edema de papila, diplopia. Pele e mucosas: descamação, prurido, alopécia, rágadas labiais, queilite. Órgãos internos: hepatomegalia, raramente esplenomegalia. Órgãos genitais: raramente distúrbios do ciclo menstrual. Esqueleto: dores nos ossos longos e nas articulações, hiperostoses corticais de ossos longos (principalmente na criança), soldadura precoce das epífises.


Apresentações de Arovit

  • Arovit Formas Farmacêuticas e Apresentações
    Gotas frascos com 20 ml Drágeas caixas com 30 drágeas Solução injetável caixas com 25 ampolas de 1 ml Atenção: Por motivo técnico estamos acondicionando Arovit® Gotas em vidro maior, não implicando porém em qualquer alteração no seu conteúdo ou nas suas caraterísticas. USO ADULTO E PEDIÁTRICO


    Identificação do Produto
    Nomes genéricos Palmitato de retinol (gotas e ampolas) Acetato de retinol (drágeas)


Tem perguntas sobre Arovit?

Nossos especialistas responderam 12 perguntas sobre Arovit.

Não, nao corta! Absolutamente!

  • 1152
  • 456
  • 1225
Dr. Luiz De Almeida

Endocrinologista

Nova Iguaçu

O uso de derivados da vitamina A durante a gravidez pode causar malformações severas no coração, rosto e sistema nervoso do bebê.

  • 186
  • 12
  • 206
Dra. Cintia M Guedes Mendonça Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

São Paulo

Não , o fabricante orienta não usar o medicamento em caso de amamentação pois não existem estudos que garantam a segurança do produto para os lactentes.

  • 155
  • 71
  • 120
Daniel Di Renzo Paulo

Endocrinologista, Médico clínico geral

São Paulo

Depende de cada caso, o melhor é consultar seu dermatologista assistente para decidir a melhor conduta.

  • 127
  • 15
  • 150
Dra. Lais Borges de Carvalho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

Goiânia

Ver as 12 perguntas sobre Arovit