Para que serve Clexane

Indicações de Clexane
Profilaxia da TVP e recidivas; profilaxia do tromboembolismo pulmonar e prevenção da coagulação do circuito extracorpóreo durante hemodiálise.


Contra-Indicações de Clexane
Hipersensibilidade à enoxaparina ou a qualquer componente do produto; endocardite bacteriana aguda com ou sem prótese valvar; alterações graves da hemostasia; lesões orgânicas suscetíveis de sangramento; trombocitopenia em pacientes que apresentem teste de agregação positiva in vitro na presença de enoxaparina; úlcera gastroduodenal ativa; acidente vascular cerebral (recente), exceto se existir, embolização sistêmica; e associação com antiplaquetários (ticlopidina, salicilatos, dipiridamol) e antiinflamatórios não-asteróides.


Princípios ativos Clexane

Composição
Cada 0,1 ml da solução contêm, l0 mg de enoxaparina.


Considerações Clexane

Como Usar (Posologia)
Para profilaxia da TVP/EP: Usar durante 7 a l0 dias. Sob risco moderado: 20 mg (0,2 ml) em dose subcutânea única diária, com início 2 horas antes da cirurgia. Sob alto risco: 40 mg (0,4 ml) em dose subcutânea única diária, com início 12 horas antes da cirurgia. Nos casos cirúrgicos, caso a anestesia para o ato cirúrgico seja por bloqueio espinhal, CLEXANE deverá ser iniciado 1 hora após a punção para o bloqueio anestésico ter sido realizado. O uso de cateter para bloqueio contínuo contra-indica o início da profilaxia até sua retirada. Hemodiálise: 1 mg/kg (no acesso arterial) e, se houver necessidade, mais 0,5 a 1 mg/kg; se houver risco hemorrágico, usar 0,75 mg/kg (acesso vascular duplo) ou 0,75 mg/kg (acesso vascular simples).


Interações Medicamentosas
Deseconselha-se o uso concomitante com: ácido acetilsalicílico, antiinflamatórios não-asteróides, tidopidina e heparina; deve-se ter cautela durante o uso concomitante com: anticoagulantes orais, glicocorticóides e Dextran 40.


Laboratório
Rhodia Farma Ltda.
Remédios da mesma Classe Terapêutica Fraxiparina, Marevan


Precauções
Não se deve misturar CLEXANE com outras infusões; não se deve administrar por via intramuscular; não se deve administrar em diátese hemorrágica nem durante o primeiro trimestre da gravidez ou na mãe lactante. Recomenda-se cautela em insuficiência hepática, hipertensão arterial não-controlada e antecedentes de úlcera pastroduodenal. Em idosos e na insuficiência renal, a eliminação de enoxaparina é retardada. Durante o uso de enoxaparina é necessária a contagem de plaquetas ao menos uma vez por semana; em caso de plaquetopenia, suspender o uso do medicamento. Deve-se ter cautela no uso que precede a anestesia por via espinhal.


Superdosagem Acidental
Se houver manifestações hemorrágicas, a atividade anti-lla da enoxaparina pode ser neutralizada pela administração intravenosa lenta da protamina (sulfato ou cloridrato). A dose de protamina deverá ser igual à dose da enoxaparina. A neutralização da atividada anti-Xa máxima é de 60%, permitindo a persistência da atividade antitrombótica.


Efeitos adversos Clexane

Efeitos Colaterais de Clexane
Manifestações hemorrágicas, trombocitopenia, equimoses no local das injeções, manifestações alérgicas e elevação das transaminases. Raramente podem ocorrer hematoma intra-espinhal após punção diagnóstica/anestésica, febre, náuseas, anemia hipocrômica, edema.


Apresentações de Clexane

Clexane Apresentações
Caixas com 1 e 10 seringas pré-enchidas de 20 e 40 mg de enoxaparina sódica para injeção subcutânea. Maiores informações à disposição de classe médica. RHODIA FARMA Ltda.


Tem perguntas sobre Clexane?

  • Pergunte gratuitamente a milhares de especialistas registrados em Doctoralia.
  • Os profissionais especialistas em Clexane receberão sua pergunta e responderão.

A sua pergunta se publicará de forma anônima.

Últimas mensagens no fórum Clexane

Gostaria de compartir com outros usuários alguma experiência relacionada com Clexane? Visite fórum de Clexane ou inicie um novo tema
Especialistas relacionados: Cardiologistas, Hematologistas