Para que serve Climene

Ações
CLIMENE é uma associação estrógeno-progestágeno muito eficaz na atenuação e eliminação rápida dos distúrbios do climatério ocasionados por déficit hormonal, tais como sensação de calor, tendência a sudorese, distúrbios do sono, estados depressivos, irritabilidade, cefaléias e tontura. Também exerce efeito favorável sobre a atrofia da pele e mucosas (especialmente na região urogenital). CLIMENE também tem influência favorável na perda de massa óssea que acompanha a carência estrogênica. O acetato de ciproterona, progestágeno presente em CLIMENE tem propriedades antiandrogênicas e não interfere sobre o nível de lipoproteína sérica. Assim, o efeito favorável do estradiol sobre o metabolismo dos lipídios é exercido em toda sua extensão, o que é vantajoso para as alterações arterioescleróticas do sistema cardiovascular. CLIMENE não está destinado à contracepção.


Contra-Indicações de Climene
Gravidez; lactação; insuficiência hepática grave; antecedentes de icterícia ou prurido gestacional grave; tumor hepático existente ou antecedentes do mesmo; tumor de útero, ovários ou mamas, ou suspeita dos mesmos; endometriose; processos tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos; diabetes mellitus grave com alterações vasculares; anemia de células falciformes; dislipidemias antecedentes de herpes gravídico; otosclerose com agravamento durante alguma gestação anterior.


Indicações de Climene
Terapia de reposição hormonal na sintomatologia climatérica, manifestações de involução da pele e do trato urogenital, estados depressivos do climatério, manifestações carenciais após ovariectomia em doenças não-carcinomatosas e prevenção da osteoporose pós-menopáusica.


Princípios ativos Climene

Composição
Cada drágea branca contém 2 mg de valerato de estradiol. Cada drágea rosada contém 2 mg de valerato de estradiol e 1 mg de acetato de ciproterona.


Considerações Climene

Como Usar (Posologia)
Uma drágea diária, durante 21 dias, seguidos de um intervalo de 7 dias. As drágeas devem ser ingeridas com pequena quantidade de líquido, sem mastigar, e de preferência logo após o café da manhã ou do jantar. Iniciar o tratamento no 5º dia do ciclo menstrual. Se a paciente esquecer de tomar a drágea no horário habitual, deve ingeri-la no período das 12 horas subseqüentes.


Informações À Paciente
O medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente (15-30ºC) e protegido da umidade. O prazo de validade está indicado na embalagem externa do produto. Não usar medicamento com prazo de validade vencido. Informar imediatamente ao seu médico se houver suspeita de gravidez durante o tratamento. Como esta não deve ocorrer durante o tratamento, recomenda-se o emprego de métodos contraceptivos não-hormonais, com exceção dos métodos de ritmo (Ogino-Knaus) e de temperatura. Em pacientes com suspeita de gravidez, o tratamento só deve ser iniciado após afastada esta possibilidade. Durante o tratamento prolongado, consultar o médico em intervalos regulares, a cada seis meses aproximadamente, para submeter-se a exames de controle. Antes de iniciar o tratamento devem ser realizados exames clínico completo e ginecológico (Incluindo mamas). Começar o tratamento no 5º dia do ciclo menstrual, observando-se que o 1º dia do ciclo corresponde ao 1º dia de sangramento menstrual. Se não estiver menstruando, ou se os ciclos menstruais forem muito irregulares, seguir a recomendação médica para início do tratamento. Cada embalagem de CLIMENE contém um disco calendário auto-adesivo, que deve ser fixado ao estojo, fazendo coincidir o dia da semana em que se inicia o tratamento com a drágea identificada (início), por exemplo, se a primeira drágea for tomada em uma segunda-feira, a drágea identificada (início) deve coincidir com o dia "Seg". Desta forma, cada drágea estará indicada com o dia da semana correspondente, facilitando assim o controle da ingestão diária. Começar pela drágea identificada (início) e tomar uma drágea diariamente, seguindo o sentido das setas do estojo-calendário, até o término do mesmo (21 dias). Ingerir as drágeas com pequena quantidade do líquido, sem mastigar, de preferência sempre à mesma hora do dia. É indiferente o horário do dia em que a drágea será tomada, mas uma vez escolhido o horário, de preferência após o café da manhã ou o jantar, deve-se mantê-lo aproximadamente constante. Após o término das 21 drágeas, deve-se fazer uma pausa de 7 dias, durante a qual, cercada 2 a 4 dias após a ingestão da última drágea, deverá ocorrer sangramento semelhante à menstruação: Após este intervalo, salvo outra prescrição, reiniciar o tratamento com a primeira drágea do estojo seguinte no mesmo dia da semana que o anterior, independentemente do sangramento ter cessado ou não. Em caso de esquecimento, a drágea omitida deve ser ingerida com até 12 horas do tolerância do horário habitual. À medida que se prolonga o tratamento produz-se, com maior freqüência, a ausência de sangramento no intervalo de pausa. Se houver indícios para suspeitar de gravidez, deve-se interromper a tomada até que esta possibilidade seja excluída. O tratamento não deve ser interrompido até o final do estojo-calendário, exceto por orientação médica. O aparecimento de sangramento genital, repetidamente, durante as três semanas em que se realiza o tratamento não é motivo para interrupção do mesmo sem que o médico seja consultado. Ocasionalmente podem ocorrer sensação de tensão nas mamas, sangramento durante as três semanas de uso do produto, problemas do estômago, náuseas, alterações do peso e do desejo sexual. Em casos isolados podem ocorrer inchaço, dores de cabaça e estados depressivos. Avisar imediatamente o médico, pois são motivos para interrupção do tratamento: aparecimento, pela primeira vez de dores de cabeça do tipo enxaqueca ou dores de cabeça com freqüência e intensidade não-habituais; perturbações repentinas dos sentidos (por exemplo, da visão, da audição); dores ou inchaço não-habituais nas pernas; dores do tipo pontada ao respirar ou tosse sem motivo aparente; sensação de dor e aperto no tórax; cirurgias já planejadas (6 semanas antes da data prevista); Imobilização forçada, como por exemplo em acidentes; aparecimento de icterícia; apresentação de hepatite; coceira no corpo todo; aumento de ataques epilépticos; aumento considerável da pressão arterial; gravidez. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. Informar ao médico se estiver usando qualquer outro medicamento, pois há alguns que não devem ser usados concomitantemente com CLIMENE. O produto é contra-indicado na gravidez, período de amamentação, doença grave do fígado, e em várias outras doenças, além do rato de que em alguns casos, como por exemplo diabetes a varizes. CLIMENE deve ser usado sob cuidadosa supervisão médica. Desta forma, é importante notificar o médico sobre qualquer doença, atual ou anterior. Não tome remédio sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde.


Interações Medicamentosas
A eficácia de CLIMENE pode ser reduzida com a administração regular de barbitúricos, fenilbutazona, hidantoína, rifampicina e ampicilina. Também podem ocorrer modificações nas necessidades de hipoglicemiantes orais ou insulina.


Laboratório
Schering do Brasil
Remédios da mesma Classe Terapêutica Cycrin, Dilena, Farlutal, Gestadinona, Ginecoside
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Ciclovular, Cliane, Diclin, Dilena, Estalis


Precauções
CLIMENE não se destina à contracepção. Antes de iniciar o tratamento com CLIMENE devem ser realizados exames clínico completo e ginecológico (incluindo mamas), e a possibilidade de gestação deve ser excluída. Durante o tratamento a paciente não deve engravidar. A contracepção deve ser realizada com métodos não-hormonais com exceção dos métodos de ritmo (Ogino-Knaus) e da temperatura. Durante tratamentos prolongados recomenda-se a realização de exames de controle em intervalos de aproximadamente seis meses. A medida que se prolonga o tratamento produz-se, com maior freqüência, a ausência de sangramento no intervalo de pausa. Se houver indícios para suspeitar da presença de gravidez, deve-se interromper a tomada até que esta possibilidade seja excluída. Caso ocorra, repetidamente, sangramento durante as três semanas de uso de CLIMENE, a suspensão ou não do tratamento ficará a critério médico. Os efeitos benéficos da terapia com preparados estrogênicos foram comprovados cientificamente. A monoterapia com estrógenos no climatério, em doses elevadas e por período prolongado, pode ocasionar hiperplasia endometrial e, nesse sentido, aumentar a incidência de carcinoma endometrial. Para prevenir a possível hiperplasia, recomenda-se administração adicional de um progestágeno, tal como é feito no tratamento com CLIMENE. Desta forma ocorre, em geral, uma transformação e descamação do endométrio e sangramento semelhante à menstruação. Pacientes com diabetes, hipertensão arterial, varizes, otosclerose, esclerose múltipla, epilepsia, porfiria, tetania, coréia menor, antecedentes de flebite, devem ser mantidas sob cuidadosa vigilância. Durante o tratamento com substâncias hormonais, tais como as contidas em CLIMENE, foram observadas, em casos raros, alterações hepáticas benignas e, mais raramente, alterações malignas que, em casos isolados, podem ocasionar hemorragias intra-abdominais com risco de vida para a paciente. Pode ser necessárias suspensão do medicamento quando ocorrerem queixas abdominais intensas, que não desapareçam rápida e espontaneamente. A medicação deve ser suspensa nos casos de ocorrência pela primeira vez de cefaléia semelhante a enxaqueca, ou de cefaléias com freqüência e intensidade fora do habitual; perturbações repentinas da percepção; sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias; dor e sensação de constrição do tórax, cirurgias programadas (com antecedência das semanas); imobilização forçada; aparecimento de icterícia; hepatite; prurido generalizado, aumento de crises epilépticas; acentuada elevação de pressão arterial e gravidez.


Efeitos adversos Climene

Efeitos Colaterais de Climene
Durante o tratamento com CLIMENE podem ocorrer tensão mamária, sangramento de escape, distúrbios gástricos, náuseas, alterações do peso e da libido. Em casos isolados podem ocorrer edema, cefaléias e estados depressivos. A medida que se prolonga o tratamento produz-se, com maior freqüência, a ausência de sangramento no intervalo de pausa.


Apresentações de Climene

Climene Apresentação
Cartucho com estojo-calendário com 21 drágeas (11 brancas e 10 rosadas). Informações detalhadas encontram-se à disposição da classe médica. SCHERING DO BRASIL, Química e Farmacêutica Ltda.


Forma Farmacêutica
Drágeas.


Tem perguntas sobre Climene?

  • Pergunte gratuitamente a milhares de especialistas registrados em Doctoralia.
  • Os profissionais especialistas em Climene receberão sua pergunta e responderão.

A sua pergunta se publicará de forma anônima.

Nossos especialistas responderam 18 perguntas sobre Climene. Estas são as mais populares:

Climene engorda?

Resposta de Dr. Fabiano Malzac Franco: Aumento de apetite e alteracoes do peso corporeo p...

Climene é anticoncepcional?

Resposta de Dra. Susana da Matta Machado Fernandes : Climene é um medicamento que contém valerato de es...

Ver as 18 perguntas sobre Climene

Últimas mensagens no fórum Climene

Gostaria de compartir com outros usuários alguma experiência relacionada com Climene? Visite fórum de Climene ou inicie um novo tema
Especialistas relacionados: Endocrinologistas, Ginecologistas