Fluoxetina - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Fluoxetina

Tem perguntas sobre Fluoxetina?

Nossos especialistas responderam 23 perguntas sobre Fluoxetina.

Existem opções de medicamentos, como a desvenlafaxina, agomelatina ou bupropiona, por exemplo, que podem trazer benefícios equivalentes ou até mesmo superiores à fluoxetina, sem efeitos colaterais sobre a libido. Alguns tratam apenas quadros depressivos, outros também quadros de ansiedade. É muito importante que você se sinta à vontade para discutir essa questão com o seu médico. Atualmente o conceito de escolha informada se refere ao cuidado do profissional ao compartilhar informações sobre os prós e contras de diversas opções de tratamento de forma que os pacientes possam participar ativamente do processos de decisão. Isso deve ser feito de maneira habilidosa para não sobrecarregar o paciente com informações e o médico precisa deixar muito claro qual é o seu ponto de vista. Respeitam-se os princípio de autonomia do paciente em contraposição a posturas paternalistas e autoritárias, que cada vez mais se mostram ultrapassadas e anacrônicas.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
  • 164
  • 292
  • 472
Dr. Fábio Fonseca Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Estudos recentes tem demonstrado que alguns antidepressivos podem dar o drive necessário para o suicídio nas pessoas que tenham a ideação com muita apatia. São efeitos possíveis, especialmente em adulto jovem ou em ideações/tentativas prévias, ocorrendo nas primeiras semanas após o início do tratamento e tendem a melhorar conforme o remédio tenha sua ação. Também é possível uma piora inicial dos sintomas ansiosos ou agravamento do quadro depressivo no início do tratamento. Não é frequente a ideação suicida causada pela medicação, mas é possível. Acredito que o medo de ter tais pensamentos sejam muito maiores do que realmente vir a tê-los, mas isso precisa ser compartilhado com o seu médico.

  • 36
  • 29
  • 48
Dr. Luís Guilherme De Oliveira Labinas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São José dos Campos

Marcar consulta

As duas medicações podem ser utilizadas em associação com segurança. Não existe nenhuma interação ou efeito adverso do uso concomitante.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 22
  • 27
  • 17
Priscila Vilela Silveira Bueno Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Santo André

Marcar consulta

São medicamentos bem diferentes. A fluoxetina foi uma das primeiras medicações da classe dos ISRS, num momento em que a medicina achava que o bloqueio seletivo da recaptacao de serotonina seria o suficiente para tratar os quadros de depressão. Na época, foi uma revolução pois permitiu os pacientes se tratarem com poucos efeitos colaterais, o que não acontecia com os triciclicos e IMAOs. Ja a bupropiona é uma medicação com leve semelhança aos derivados anfetaminicos, tendo sido desenvolvida para diminuir fissura ao cigarro. Na sequencia foi aprovada para depressão maior e bloqueia a recaptacao de noraadrenalina e dopamina. Deste modo tem efeitos bem diferentes da fluoxetina, principalmente na parte sexual e sintomas de ansiedade. Podem ser usadas em associação em alguns esquemas.

  • 588
  • 735
  • 597
Prof. Dr. David De Lucena Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Fortaleza

Ver as 23 perguntas sobre Fluoxetina