Perguntas sobre Fluoxetina

Perguntas sobre Fluoxetina

12Perguntas

32Respostas

7Especialistas de acordo

29Pacientes agradecidos

Existem opções de medicamentos, como a desvenlafaxina, agomelatina ou bupropiona, por exemplo, que podem trazer benefícios equivalentes ou até mesmo superiores à fluoxetina, sem efeitos colaterais sobre a libido.
Alguns tratam apenas quadros depressivos, outros também quadros de ansiedade.
É muito importante que você se sinta à vontade para discutir essa questão com o seu médico.
Atualmente o conceito de escolha informada se refere ao cuidado do profissional ao compartilhar informações sobre os prós e contras de diversas opções de tratamento de forma que os pacientes possam participar ativamente do processos de decisão.
Isso deve ser feito de maneira habilidosa para não sobrecarregar o paciente com informações e o médico precisa deixar muito claro qual é o seu ponto de vista. Respeitam-se os princípio de autonomia do paciente em contraposição a posturas paternalistas e autoritárias, que cada vez mais se mostram ultrapassadas e anacrônicas.

Dr. Fábio Fonseca
  • 164
  • 285
  • 350

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Ver as 4 respostas

Concordo com o colega, e acrescento que existem diversos laboratórios que comercializam o cloridrato de fluoxetina. A maioria de fato comercializa em forma de cápsula, mas existe a possibilidade do uso em gotas (já citada pelo colega), e a fórmula em comprimidos (que geralmente são muito menores que as cápsulas). Um exemplo seria o medicamento Verotina.

Respeitosamente,

Dr. Fábio José Pereira da Silva
  • 208
  • 558
  • 1678

Dr. Fábio José Pereira da Silva

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

A sua pergunta é muito específica e trata justamente da condução de um tratamento pelo seu médico assistente. Não sei os motivos pelos quais ele propôs esse prazo de 14 dias. Entretanto se você se sente insegura, deve perguntar ao mesmo e fortalecer a sua relação médico paciente. Ter um bom relacionamento com o seu médico, poder tirar as suas dúvidas é muito importante para que você se sinta tranquila quanto aos tratamentos que ele propõe. Abços.

Dra. Rita Cytryn
  • 246
  • 87
  • 146

Dra. Rita Cytryn

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Salvador

Ver as 3 respostas

Os inibidores seletivos de recaptação de Serotonina (Fluoxetina, Sertralina, Citalopram, Escitalopram, Fluvoxamina, Paroxetina, Fluvoxamina) são usados no tratamento de diversos transtornos psiquiátricos, indo desde os transtornos de Humor (Como a depressão), passando pelos transtornos de ansiedade (Transtorno do Pânico, Transtorno de Ansiedade Generalizada, Transtorno do Estresse Pós Traumático, Transtornos Fóbicos), Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtornos Alimentares (Bulimia Nervosa e Anorexia), além de alguns outros transtornos. No entanto existem características farmacológicas, de perfil de ação e perfil de efeitos adversos que vão fazer o seu médico escolher um remédio em relação à outro. Um abraço! Luiz Dieckmann

Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann
  • 173
  • 747
  • 1624

Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

Consulte seu médico assistente.

É um medicamento relativamente seguro, mas somente ele poderá liberá-la ao uso.

Att.

Ver as 3 respostas

Você nao menciona questão de doses e se as mesmas foram aumentadas com o passar do tempo, mesmo assim é possível dizer que após 3 meses de uso que sua ansiedade não deve estar relacionada ao uso de fluoxetina e topiramato. Volte ao seu médico ou procure um psiquiatra para avaliar este sintoma. Em teoria, o uso regular de fluoxetina e topiramato deveria contribuir para redução dos níveis de ansiedade.

Prof. Dr. David De Lucena
  • 449
  • 539
  • 329

Prof. Dr. David De Lucena

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Fortaleza

Ver as 3 respostas

A fluoxetina não costuma se uma das primeiras opções para tratar Transtorno do pânico, embora alguns pacientes possa se beneficiar. Medicações como paroxetina, sertralina, venlafaxina e escitalopram são mais consagrados e trazem melhor índice de resposta.
Avaliamos a eficácia de uma medicação para determinado condição através de um índice chamado NNT (número necessário para tratar). Quanto menor a quantidade de pacientes que passaram a fazer uso e obtiveram resposta, melhor. Isto quer dizer que quanto menor o NNT mais aquela medicação se adequa ao transtorno e mais chance de o paciente responder

Dr. Fábio Fonseca
  • 164
  • 285
  • 350

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Ver as 3 respostas

Converse com o médico que prescreveu a Fluoxetina, em quase todas situações o uso dela deve ser contínuo, dependendo do diagnóstico da sua doença. Lembrar que todas as medicações podem sim reagir com o álcool devido a metabolização hepática.
Atenciosamente.
Dra. Karina

Dra. Karina Izumi Thichaki Barradas
  • 138
  • 197
  • 119

Dra. Karina Izumi Thichaki Barradas

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Santos

Ver as 3 respostas

Caro paciente,
O uso de medicamentos da classe do Frontal no tratamento dos transtornos de ansiedade tem a finalidade, geralmente, de atenuar alguns sintomas que estejam muito exacerbados naquele momento de início de tratamento, como insônia ou ataques de pânico. Uma vez que os antidepressivos demoram cerca de 2 semanas para começar exercer seus efeitos terapêuticos, às vezes vezes precisamos lançar mão de medicamentos com efeitos imediatos como o Frontal, por exemplo. Porém, este tipo de medicamento não está tratando a patologia como um todo, e sim apenas uma de suas manifestações. Dessa forma, é comum que, com o tempo, não seja mais necessária a manutenção dessa medicação complementar, uma vez que o antidepressivo, como a fluoxetina, já estará agindo de forma a controlar toda a sintomatologia associada ao trantorno.
Converse com seu psiquiatra para juntos encontrarem o esquema medicamentoso mais adequado para o momento atual de seu tratamento!
Cordialmente,
Dr. Daniel Cavalcante

Dr. Daniel Azevedo Cavalcante
  • 80
  • 77
  • 43

Dr. Daniel Azevedo Cavalcante

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 2 respostas

O tinnitus, ou zumbido, pode ser efeito colateral de antidepressivos, sejam eles da classe dos tricíclicos (amitriptilina, nortriptilina, clomipramina), ou dos ISRS (fluoxetina, paroxetina, fluvoxamina, citalopram, sertralina). Porém, o surgimento do zumbido não é indicativo de que a medicação será ineficaz.

Rafael Dias Lopes
  • 99
  • 61
  • 56

Rafael Dias Lopes

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Osasco

Ver as 2 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Fluoxetina?

Nossos especialistas responderam 12 perguntas sobre Fluoxetina.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.