Perguntas sobre Fluoxetina

Perguntas sobre Fluoxetina

16Perguntas

42Respostas

9Especialistas de acordo

44Pacientes agradecidos

Existem opções de medicamentos, como a desvenlafaxina, agomelatina ou bupropiona, por exemplo, que podem trazer benefícios equivalentes ou até mesmo superiores à fluoxetina, sem efeitos colaterais sobre a libido.
Alguns tratam apenas quadros depressivos, outros também quadros de ansiedade.
É muito importante que você se sinta à vontade para discutir essa questão com o seu médico.
Atualmente o conceito de escolha informada se refere ao cuidado do profissional ao compartilhar informações sobre os prós e contras de diversas opções de tratamento de forma que os pacientes possam participar ativamente do processos de decisão.
Isso deve ser feito de maneira habilidosa para não sobrecarregar o paciente com informações e o médico precisa deixar muito claro qual é o seu ponto de vista. Respeitam-se os princípio de autonomia do paciente em contraposição a posturas paternalistas e autoritárias, que cada vez mais se mostram ultrapassadas e anacrônicas.

Dr. Fábio Fonseca
  • 164
  • 286
  • 360

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Ver as 4 respostas

Concordo com o colega, e acrescento que existem diversos laboratórios que comercializam o cloridrato de fluoxetina. A maioria de fato comercializa em forma de cápsula, mas existe a possibilidade do uso em gotas (já citada pelo colega), e a fórmula em comprimidos (que geralmente são muito menores que as cápsulas). Um exemplo seria o medicamento Verotina.

Respeitosamente,

Dr. Fábio José Pereira da Silva
  • 208
  • 558
  • 1689

Dr. Fábio José Pereira da Silva

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

Os inibidores seletivos de recaptação de Serotonina (Fluoxetina, Sertralina, Citalopram, Escitalopram, Fluvoxamina, Paroxetina, Fluvoxamina) são usados no tratamento de diversos transtornos psiquiátricos, indo desde os transtornos de Humor (Como a depressão), passando pelos transtornos de ansiedade (Transtorno do Pânico, Transtorno de Ansiedade Generalizada, Transtorno do Estresse Pós Traumático, Transtornos Fóbicos), Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtornos Alimentares (Bulimia Nervosa e Anorexia), além de alguns outros transtornos. No entanto existem características farmacológicas, de perfil de ação e perfil de efeitos adversos que vão fazer o seu médico escolher um remédio em relação à outro. Um abraço! Luiz Dieckmann

Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann
  • 173
  • 747
  • 1640

Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

Olá. Os medicamentos da classe dos antidepressivos (Inibidores Seletivos, Inibidores duais, Tricíclicos, etc) são drogas que não causam dependência e tolerância.

Dependencia é caracterizada por sindrome de abstinencia mediante redução acentuada ou interrupção abruptas do uso da droga.
Tolerancia é a necessidade de doses progressivamente maiores para se obter um mesmo efeito terapêutico.

A Fluoxetina é prescrita diariamente para manter uma concentração sangüínea acima do limiar terapêutico mínimo de forma sustentada. Convém lembrar que existe uma formulação de Fluoxetina para uso semanal, isto é, uma vez apenas na semana.

Alguns Antidepressivos como a Paroxetina e a Venlafaxina causam síndrome de retirada caso descontinuadas abruptamente. A síndrome de retirada é diferente de síndrome de abstinência e geralmente se manifesta com dor de cabeça, náuseas, sensações de choque, tonteira, etc. Essa síndrome se relaciona com a meia-vida curta dessas drogas.

Dr. Rodrigo Vasconcellos Vilela
  • 37
  • 4
  • 26

Dr. Rodrigo Vasconcellos Vilela

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

Belo Horizonte

Ver as 3 respostas

A sua pergunta é muito específica e trata justamente da condução de um tratamento pelo seu médico assistente. Não sei os motivos pelos quais ele propôs esse prazo de 14 dias. Entretanto se você se sente insegura, deve perguntar ao mesmo e fortalecer a sua relação médico paciente. Ter um bom relacionamento com o seu médico, poder tirar as suas dúvidas é muito importante para que você se sinta tranquila quanto aos tratamentos que ele propõe. Abços.

Dra. Rita Cytryn
  • 255
  • 90
  • 161

Dra. Rita Cytryn

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Salvador

Ver as 3 respostas

Consulte seu médico assistente.

É um medicamento relativamente seguro, mas somente ele poderá liberá-la ao uso.

Att.

Ver as 3 respostas

Levando em consideração a questão da diminuição do apetite, este é o prazo em média que a fluoxetina deixa de ter esse efeito.
Teria que ver com seu médico o aumento da dosagem, caso não esteja no máximo e avaliar a troca para Fluvoxamina , um medicamento da mesma classe , porém com efeito de assegurar a diminuição do apetite por mais tempo .
São somente sugestões e tudo depende de uma avaliação completa que só o seu médico pode ter do seu quarto.
Atenciosamente,

Dr. Daniel Jacomo Mauad
  • 30
  • 15
  • 75

Dr. Daniel Jacomo Mauad

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Uberaba

Ver as 3 respostas

Fluoxetina é, sim, uma boa opção para tratar alguns indivíduos com síndrome do pânico.
Apesar da bula sugerir a medicação para tratamento de algumas patologias, ela pode ser excelente escolha para o tratamento de outras.
O psiquiatra sugere a medicação envolvendo características do paciente, como por exemplo história de tratamentos prévios, história familiar, características pessoais; diagnóstico; informações mais recentes sobre o tratamento; tipo de sintomas; e efeitos e efeitos colaterais das opções disponíveis.
A prescrição é portanto, individualizada.

Atenciosamente.

Dr. Marcelo Paoli
  • 25
  • 19
  • 31

Dr. Marcelo Paoli

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

A fluoxetina pode aumentar a ansiedade nas duas primeiras semanas. Caso persista procure seu Psiquiatra.

Dr. Luís Henrique Braga Gomes
  • 17
  • 4
  • 7

Dr. Luís Henrique Braga Gomes

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Salvador

Ver as 3 respostas

Fluoxetina tem uma vida média (duração no seu corpo) de dias (a quantidade vai diminuindo mas a substância está lá). O tratamento com antidepressivos fica extremamente prejudicado quando não usado todos os dias, você pode ficar com os efeitos colaterais da medicação e não aproveitar o efeito realmente desejado. Converse com seu medico sobre o uso de bebidas alcoólicas e a medicação. Nunca suspenda para beber sem conversar antes.

Dra. Vivian Machado
  • 41
  • 40
  • 48

Dra. Vivian Machado

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Ver as 3 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Fluoxetina?

Nossos especialistas responderam 16 perguntas sobre Fluoxetina.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.