Matergam - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Matergam

Para que serve Matergam

Indicações de Matergam
Profilaxia da sensibilizacao por rho (d): 1. na mae: administrada pos-parto ou pre-parto e pos-parto, para prevenir a doenca hemolitica do recem-nascido como resultado da incompatibilidade rho, nas seguintes circunstancias: - pos-parto: a) mae d (rh-negativo) crianca d (rh-positivo); b) mae d (rh-negativo) crianca du (du-positivo); c) mae du (du-positivo) crianca d (rh-positivo); pre-parto e pos-parto: administrado na 28a semana da gravidez em maes rh-negativas (d) ou du-positivas (du). isto deve ser seguido pela profilaxia pos-parto. se o pai for rh-negativo (d) ou du-negativo ou se a crianca for rh-negativa (d), nao ha necessidade para a profilaxia da sensibilizacao por rho (d) com matergam. 2. em mulheres rh-negativas (d) apos aborto, gravidez extra-uterina, mola hidatiforme (a partir da 6a semana em diante) e apos cada amniocentese ou biopsia do corio. 3. apos transfusoes com sangue rho (d)-incompativel. nao ha risco intra-uterino para a crianca rh-positiva quando profilaxia pre-natal e efetuada com matergam na dose especificada. entretanto, de acordo com a literatura, e possivel reduzir o indice de ocorrencia de sensibilizacao rho (d) de cerca de 1,6 % para menos de 0,1 % pelo inicio da profilaxia com anti-d antes do nascimento. em criancas nascidas apos profilaxia pre-natal com anti-d, so ocasionalmente encontra-se um resultado fraco positivo no teste de coombs direto.


Contra-Indicações de Matergam
Em pacientes com hipersensibilidade conhecida aos constituintes do produto, deve ser avaliado o risco de reacoes de hipersensibilidade, contra as possiveis consequencias para uma gravidez posterior. matergam nao deve ser utilizado em pacientes com trombocitopenia severa ou outras alteracoes de coagulacao nas quais injecoes intramusculares estao contra-indicadas. deve ser tomado cuidado na administracao de matergam em pacientes com deficiencia absoluta de iga e que apresentem anticorpos anti-iga.


Princípios ativos Matergam

Composição
Cada ml contem: imunoglobulina humana (100 a 170 mg) com anticorpos aos eritrocitos rho (d) (equivalente a 1000 ui) 200 ug; veiculo q.s.p. 1 ml.


Considerações Matergam

Como Usar (Posologia)
1. em combinacao com gravidez, nascimento e intervencoes ginecologicas: profilaxia pos-parto: e recomendada 300 ug (= 1500 ui) como uma dose padrao otima sem teste previo para infiltracao de celulas hbf (teste de kleihauer-betke). a injecao deve ser dada para a mae cerca de 2 horas apos o parto se possivel, mas nao mais que 72 horas apos o parto. apos o nascimento de uma crianca com o fator du, uma dose de 500 ug (= 2500 ui) de matergam e recomendada para a mae rh-negativa. - profilaxia pre-parto e pos-parto: 300 ug (= 1500 ui) na 28a semana da gravidez seguida de uma dose posterior de 300 ug (= 1500 ui) de 2 a 72 horas apos o parto. - apos aborto, gravidez extra-uterina ou mola hidatiforme: - antes da 12a semana de gravidez: 120 a 150 ug (= 600 a 750 ui) se possivel dentro de 72 horas apos o evento. apos a 12a semana da gravidez: 250 a 300 ug (= 1250 a 1500 ui) se possivel dentro de 72 horas apos o evento. - apos amniocentese ou biopsia do corio: 200 a 300 ug (= 1250 a 1500 ui) se possivel dentro de 72 horas apos a cirurgia. 2. apos uma transfusao de sangue rh-incompativel: para cada 10 ml de sangue transfundido, administrar 100 a 200 ug (500 a 1250 ui) em doses divididas por um periodo de alguns dias. administracao: apos o parto, somente a mae recebe matergam. injecoes de matergam devem ser aplicadas somente por via intramuscular. notar que ha um grande risco de injecao intravascular acidental em pacientes que tenham recebido repetidamente injecoes intramusculares. uma injecao intravascular pode causar no paciente o desenvol-vimento de sintomas do tipo choque. apos a abertura da ampola, o conteudo deve ser usado imediatamente. imunoglobulinas devem ser administradas na temperatura do corpo, preferencial-mente na regiao glutea, com o paciente deitado.


Laboratório
Hoechst Marion Roussel
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Partogama (r)


Precauções
Interacoes medicamentosas: apos a administracao de preparados de imunoglobulinas, deve ser obedecido um intervalo de pelo menos 3 meses antes da administracao de outras vacinas de virus vivos por via parenteral (por exemplo parotidite, sarampo, rubeola, varicela, vacinas combinadas, assim como febre amarela). este intervalo nao e necessario para vacinacao contra rubeola puerperal apos a administracao de matergam na dose padrao. em tais casos, pode ser realizado um teste sorologico para anticorpos contra rubeola 8 a 10 semanas apos a vacinacao. nao e necessario nenhum intervalo entre a administracao de preparados de imunoglobulinas e vacinas orais (por exemplo, poliomielite, febre tifoide), vacinas contendo patogenos inativados (por exemplo, gripe) ou vacinas toxoides (por exemplo, difteria, tetano). quando forem realizados testes sorologicos, deve ser lembrado que produtos com imunoglobulinas suprem o paciente com uma grande gama de anticorpos, os quais podem as vezes conduzir a resultados falso-positivos. quando tais testes sao realizados, devem ser consideradas a quantidade administrada de imunoglobulina, o intervalo de tempo entre a administracao de imunoglobulina e o teste e a sensibilidade do metodo do teste.


Efeitos adversos Matergam

Efeitos Colaterais de Matergam
Ocasionalmente podem ocorrer sensibilidade dolorosa transitoria no local da aplicacao e/ou elevacoes da temperatura de curta duracao. reacoes cutaneas, reacoes circulatorias, dificuldades respiratorias, nauseas e vomitos sao raros. em caso de aplicacao intravascular acidental pode haver ocorrencia de sintomas, chegando ate ao choque. - medidas imediatas em caso de reacoes anafilaticas: reacoes cutaneas anti-histaminicos. dispneia, choque ou sinais isolados de choque: 1) administrar epinefrina por via intravenosa; 2) administrar corticosteroides em altas doses por via intravenosa; 3) restaurar o volume sanguineo e aplicar oxigenio atraves cateter intranasal. parada cardiaca ou respiratoria: reanimar.


Apresentações de Matergam

  • Matergam Apresentação
    Solucao injetavel - apresentada em ampolas com 1,5 ml.


Tem perguntas sobre Matergam?

Nossos especialistas responderam 86 perguntas sobre Matergam.

Deve ser feito o teste de coombs a princípio, pois se já houver sensibilização, a indicação da imunoglobulina fica comprometida.

  • 38
  • 24
  • 258
Dr. Christóvão Damião Júnior

Ginecologista

Rio de Janeiro

Se você tem sangue Rh negativo e seu marido Rh positivo e teve um aborto retido então deve ter recebido na época do abortamento uma dose da vacina Imunoglobulina anti D (anti Rh) para assim evitar a contaminação sensibilização sua na hora deste abortamento e prevenindo não ter problemas numa futura gestação por estar sensibilizada ao fator Rh positivo do marido. A causa do aborto não deve ter sido pela diferença do tipo sanguíneo e para verificar isso se faz no pré-natal de uma gestante Rh negativo o exame de Coombs indireto que deve dar resultado negativo normal sem sensibilização. Converse com seu médico.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 704
  • 704
  • 799
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá. A imunoglobulina anti-D ou Matergan deve ser feita durante a gravidez e após o parto com a intenção de evitar que você desenvolva uma reação imunologica ao tipo sanguíneo do seu filho se ele for Rh positivo. Essa medicação não é realizada devido ao fato da mulher ser Rh negativo e o homem ser Rh positivo e não fornece nenhuma proteção neste caso. Se voce quiser engravidar, converse com o seu médico. Ele solicitará alguns exames de rotina e iniciará o ácido fólico.

  • 1058
  • 573
  • 537
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Se você é Rh negativo você deveria ter tomado a imunoglobulina com 28 semanas, mesmo sem saber como é o tipo sanguíneo do seu filho. Agora com 39 semanas, essa dose já não é recomendada e você deverá fazer a imunoglobulina ou Matergan após o nascimento de seu filho, se o coombs indireto continuar negativo e se o seu filho for Rh positivo. Converse com o seu médico.

  • 1058
  • 573
  • 537
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 86 perguntas sobre Matergam