Ouvidonal - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Ouvidonal

Para que serve Ouvidonal

Indicações de Ouvidonal
Tratamento tópico dos processos infecciosos do ouvido externo, causados por germes sensíveis ao cloranfenicol.


Contra-Indicações de Ouvidonal
Tratamento de infecções viróticas ou causadas por fungos, pacientes com perfuração da membrana timpânica ou portadores de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.


Princípios ativos Ouvidonal

Composição
Cada ml contém: cloranfenicol 25 mg; cloridratode lidocaína 30 mg. Excipientes: cloreto de benzalcônio, propilenoglicol, álcool etílico, ácido bórico, borato de sódio e água destilada.


Considerações Ouvidonal

Como Usar (Posologia)
Adultos: instilar 2 a 3 gotas no ouvido externo afetado 3 ou 4 vezes ao dia. Crianças: instilar 1 a 2 gotas no ouvido externo afetado até 3 vezes ao dia. A posologia adequada e a duração do tratamento devem ser ajustadas pelo médico de acordo com cada quadro clínico. - Superdosagem: nestes casos o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o médico avisado para a instituição da terapêutica adequada.


Laboratório
Lab. Neo Quím. Com. e Ind. Ltda.


Precauções
Para o tratamento de infecções profundas devem ser usados antibióticos sistêmicos adequados. Ouvidonal não é recomendado durante as duas primeiras semanas de vida, durante a gravidez ou lactação. O uso de antibióticos por tempo prolongado pode facilitar a proliferação de microorganismos não sensíveis, incluindo fungos. Pacientes idosos (acima de 65 anos) só devem fazer uso do medicamento exclusivamente a critério médico. Como existem riscos de toxicidade, o medicamento não deve ser utilizado em infecções banais, não definidas ou que possam ser tratadas com outros antibacterianos. Existe a possibilidade de ototoxicidade se o medicamento entrar em contato com o ouvido médio. A posologia determinada pelo médico deve ser seguida corretamente, pois devido ao cloridrato de lidocaína, que é um anestésico local, se a dose for excedida pode causar redução da audição; qualquer observação neste sentido, deve-se interromper imediatamente o uso e consultar o médico. - Interações medicamentosas: o uso de Ouvidonal simultaneamente com produtos que contenham penicilina pode diminuir o efeito terapêutico da mesma.


Efeitos adversos Ouvidonal

Efeitos Colaterais de Ouvidonal
As mais comuns são sinais de irritação local, com prurido e sensação de queimação; raramente podem ocorrer reações de hipersensibilidade com erupção cutânea, urticária, dermatite vesicular e maculopapular. Como efeito sistêmico podem ocorrer discrasias sangüíneas.


Apresentações de Ouvidonal

  • Ouvidonal Apresentação
    Frasco plástico gotejador com 10 ml.


Tem perguntas sobre Ouvidonal?

Nossos especialistas responderam 65 perguntas sobre Ouvidonal.

Prezado paciente e internauta, recomendamos que busque o seu otorrino imediatamente e não manipule nem introduza absolutamente nada no ouvido da criança.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 356
  • 94
  • 109
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrinolaringologista

Rio de Janeiro

Não se preocupe, não tem problema nenhum!!

  • 16
  • 18
  • 151
Dr. Erik Frota Haguette Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrinolaringologista

Fortaleza

Prezado internauta. Trata-se de um medicamento que contém uma associação com um antibiótico, portanto, pressupõe, para o seu uso seguro e correto, que a sua dor seja causada por um determinado grupo de bactérias sensíveis à ação desta droga. Do contrário, o remédio em questão pode não tão somente não atuar, como também desequilibrar as bactérias boa e naturais do ouvido, e gerar complicações, que variam das banais até reações mais graves. maneje a dor com o analgésico via oral com o qual está mais acostumado/a, evite pingar no ouvido sem avaliação do especialista. Procure seu otorrino!

  • 356
  • 94
  • 109
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrinolaringologista

Rio de Janeiro

Trata-se de uma associação muito "popular" entre um antibiótico (Cloranfenicol) e um anestésico local (lidocaína). Muito indicado antigamente para os casos de Otite Externa presumivelmente bacteriana causada por um determinado grupo de germes, diagnosticada através de otoscopia pelo otorrinolaringologista. Em razão do advento de antibióticos mais modernos e seguros que o cloranfenicol, este medicamento encontra-se, atualmente, em desuso na rotina da maior parte dos especialistas (otorrinos), que contam com um amplo arsenal terapêutico mais eficaz e com menores possibilidades de reações.

  • 356
  • 94
  • 109
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrinolaringologista

Rio de Janeiro

Ver as 65 perguntas sobre Ouvidonal