Roacutan - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Roacutan

Para que serve Roacutan

Indicações de Roacutan
Para formas severas de acne nódulo-cística resistentes a terapêuticas anteriores, em particular acne cística e acne conglobata, principalmente quando as lesões envolvem o tronco. Roacutan® deve ser prescrito somente por médicos dermatologistas experientes no uso de retinóides sistêmicos e que compreendem os riscos da teratogenicidade de Roacutan® quando utilizado na gravidez.


Contra-Indicações de Roacutan
Roacutan® é contra-indicado nos seguintes casos: gravidez (vide abaixo), insuficiência renal e hepática, hipervitaminose A, pacientes com valores lipídicos sangüíneos excessivamente elevados, hipersensibilidade à droga.


    Princípios ativos Roacutan

    Composição
    Roacutan® tem como princípio ativo o ácido 13-cis-retinóico (isotretinoína). Cápsulas de 20,0 mg de isotretinoína.


    Considerações Roacutan

    a Dose
    Somente seu médico sabe a dose ideal para o seu caso. Não mude as doses por sua conta. As cápsulas de Roacutan® devem ser engolidas, sem mastigar, durante as refeições.


    Absorção
    Foram alcançados picos de concentrações plasmática (Cmax) de aproximadamente 250 ng/ml em voluntários sadios e em pacientes com acne cística de uma a quatro horas (Tmax) após a administração de 80-100 mg de isotretinoína. A isotretinoína administrada às refeições eleva sua biodisponibilidade ao dobro com relação à isotretinoína administrada em jejum, provavelmente como resultado de uma absorção mais facilitada deste medicamento altamente lipofílico. Além disso, houve uma diminuição global nas oscilações da disponibilidade sistêmica quando a isotretinoína foi ingerida com a alimentação.


    Como Usar (Posologia)
    A terapêutica deve ser iniciada com 0,5 mg/kg diários. O agravamento da acne durante um curto período de tempo no início do tratamento é relativamente comum. A eficácia e efeitos colaterais variam de acordo com o paciente; depois de mais ou menos quatro semanas, portanto, a dose da terapêutica de manutenção deve ser ajustada na variação de 0,1-1,0 mg/kg diários, conforme as necessidades individuais. A dose máxima de 1 mg/kg diários somente deve ser administrada por um período de tempo limitado. O tratamento geralmente dura um total de 16 semanas. Ao se avaliar os resultados da terapêutica, deve-se levar em consideração que é normal uma melhora continuada após a interrupção do tratamento. Por esta razão, deve haver um intervalo de, pelo menos, oito semanas antes de se retomar o tratamento, que deve novamente seguir as orientações acima mencionadas. As cápsulas são ingeridas durante as refeições.


    Como Usar Roacutan®
    Roacutan® só deve ser usado quando receitado por médico, especialista em doenças da pele (dermatologista). Além disso, as precauções especiais que são necessárias quando da utilização do Roacutan® requerem acompanhamento médico constante. Roacutan® não deve ser dado a qualquer outra pessoa. Roacutan® ocasiona, em geral, vários efeitos colaterais, que exigem acompanhamento permanente. Assim, informe seu médico: se estiver tomando outros remédios, em especial remédios que contenham vitamina A ou tetraciclina (antibiótico). Não use e não misture remédios por conta própria; se é portador de doenças graves do fígado, dos rins ou apresenta altas taxas de lipídios (gordura) no sangue; se após tomar Roacutan®, você apresentar secura nos lábios, vermelhidão dos olhos, rachaduras na pele. O médico lhe dirá a maneira de atenuar estes efeitos indesejáveis (às vezes, no início do tratamento, observa-se uma piora passageira nas lesões da pele. Este fenômeno é normal); se sentir dor de cabeça freqüente e intensa, perturbações da visão, ou ainda, dores musculares ou articulares (dores nas juntas); se ocorrer queda de cabelos e as unhas tornarem-se quebradiças (este fenômeno é passageiro e seus cabelos reaparecerão normalmente após o tratamento).


    Conduta Na Superdosagem
    Embora a toxicidade aguda de roacutan® seja baixa, sinais de hipervitaminose a podem aparecer em casos de sobredosagem acidental. tais sintomas são reversíveis. contudo, a lavagem estomacal pode ser indicada nas duas primeiras horas após a ingestão. Atenção: este é um novo medicamento. embora as pesquisas realizadas tenham Indicado eficácia e segurança quando corretamente indicado, podem ocorrer Reações adversas imprevisíveis ainda não descritas ou conhecidas. em caso de suspeita de reação adversa, o médico responsável deve ser notificado.


    Distribuição
    A isotretinoína é altamente ligada às proteínas plasmáticas (99,9%), com o resultado da fração livre ativa da droga inferior a 0,1% do total em uma ampla variedade de concentrações terapêuticas. A albumina é aparentemente a principal proteína de ligação. O volume de distribuição da isotretinoína é desconhecido no homem, uma vez que não se dispõe da mesma para administração intravenosa. A isotretinoína atravessa a barreira placentária em quantidades que levam a deformidades congênitas. Devido à sua lipofilia, há uma alta probabilidade de que a isotretinoína seja excretada no leite materno. Este medicamento, portanto, é contra-indicado a lactantes.


    Eliminação
    A isotretinoína é aparentemente eliminada quase que exclusivamente através do metabolismo hepático e excreção biliar. Após a administração oral da isotretinoína, a meia-vida de eliminação da droga inalterada variou de 7 a 39 horas (média: aproximadamente 20 horas) tanto nos voluntários sadios quanto nos pacientes portadores de acne cística. A meia-vida de eliminação do metabólito 4-oxi nos pacientes com acne cística é levemente superior (25 horas; variação: 17-50 horas) à da substância ativa.


    Farmacocinética Em Situações Excepcionais
    Sendo a isotretinoína contra-indicada a pacientes com insuficiência renal ou hepática, não há informações sobre a farmacocinética da droga nessa população.


    Farmacocinética
    As concentrações plasmáticas podem ser previstas baseando-se na farmacocinética linear.


    Gravidez
    Roacutan® é altamente teratogênico. É, portanto, contra-indicado não só para mulheres grávidas ou que possam vir a engravidar enquanto estiverem sob tratamento, mas para todas as mulheres com potencial de engravidar. Existe um risco extremamente alto de nascimento de uma criança deformada no caso de gravidez durante a administração de Roacutan® em qualquer quantidade, mesmo durante curtos períodos. Todos os fetos expostos podem potencialmente ser afetados. Roacutan® é contra-indicado a mulheres com potencial de engravidar, a menos que a paciente do sexo feminino satisfaça todas as seguintes condições: seja portadora de acne cística desfiguradora resistente às terapêuticas convencionais; seja confiável na compreensão e cumprimento das instruções; seja capaz de cumprir as medidas anticoncepcionais obrigatórias; seja informada por seu médico sobre o perigo de engravidar durante e um mês após tratamento com Roacutan® e seja advertida sobre a possibilidade de uma falha do método anticoncepcional; a paciente confirme que compreendeu as precauções; a paciente apresente um teste de gravidez negativo duas semanas antes de iniciar a terapêutica. Recomenda-se a repetição mensal do teste de gravidez; a paciente utilize um anticoncepcional eficaz, sem interrupção, durante um mês antes do início da terapêutica com Roacutan®, durante a terapêutica e um mês após a descontinuação da terapêutica; a paciente inicie a terapêutica com Roacutan® somente no segundo ou terceiro dia do próximo período menstrual normal; no caso de repetição do tratamento, ela deverá normalmente utilizar as mesmas medidas anticoncepcionais ininterruptas um mês antes, durante e um mês após a terapêutica com Roacutan®. Inclusive, pacientes do sexo feminino que normalmente não utilizam métodos anticoncepcionais devido à infertilidade, devem ser aconselhadas a fazer o mesmo, enquanto estiverem recebendo Roacutan®, seguindo as recomendações acima. Caso ocorra gravidez, apesar dessas precauções, na vigência do tratamento com Roacutan® ou no mês seguinte, há um grande risco de malformação muito severa do feto (envolvendo em particular o sistema nervoso central, o coração e os grandes vasos sangüíneos). Há também um risco elevado de aborto espontâneo. Foram documentadas grandes anormalidades fetais humanas associadas à administração de Roacutan®, as quais incluíram: hidrocefalia, microcefalia, anormalidades no ouvido externo (micropina, canais auditivos externos pequenos ou ausentes), microftalmia, anormalidades cardiovasculares, dismorfia facial, anormalidades na glândula do timo, deficiência do hormônio paratiroidal e malformação cerebelar.


    Informação ao Paciente
    Roacutan® contém em sua fórmula uma substância derivada da vitamina A - a isotretinoína. Roacutan® deve ser usado somente para o tratamento da acne cística severa e acne conglobata resistentes a outras formas de tratamento.


    Interações
    Terapêutica concomitante de Roacutan® e vitamina A deve ser evitada, pois os sintomas de hipervitaminose A podem ser intensificados. Uma vez que as tetraciclinas podem também causar uma elevação na pressão intracraniana, sua combinação com Roacutan® é contra-indicada. Não foram observadas até hoje interações entre Roacutan® e outras drogas (p. ex. anticoncepcionais orais).


    Laboratório
    Prods. Roche Químs. Farms. S.A.
    Remédios da mesma Classe Terapêutica Ionil, Ionil Plus, Ionil Rinse, Ketonan, Polytar


    Lactantes
    Roacutan® não deve ser administrado em lactantes.


    Metabolismo
    O principal metabólito sangüíneo da isotretinoína é o 4-oxi-isotretinoína, que se forma rapidamente após a administração oral da droga. In vivo, a isotretinoína também se isomeriza para tretinoína (ácido all-trans retinóico) através de uma via metabólica alternativa. A glucuronidação dos metabólitos não foi demonstrada de forma definitiva no homem, mas foi bastante sugestiva nos experimentos com animais. As investigações em seres humanos e em cães apontam uma recirculação êntero-hepática da isotretinoína, o que contribui com as variabilidades interindividuais nas concentrações plasmáticas observadas.


    Prazo de Validade
    Este medicamento possui prazo de validade a partir da data de fabricação (vide embalagem externa do produto). O uso de qualquer remédio com prazo de validade vencido não é aconselhável. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.


    Precauções
    A função hepática deve ser examinada antes e um mês após o início do tratamento e subseqüentemente em intervalos trimestrais. Os lipídeos séricos (valores em jejum) também devem ser examinados (antes e um mês após o início da terapêutica e também no final de cada período de três a quatro meses de tratamento). Em pacientes de alto risco (com diabetes, obesidade, alcoolismo ou distúrbios do metabolismo lipídico) que se submetem ao tratamento com Roacutan®, pode haver a necessidade de exames mais freqüentes. Em pacientes portadores ou com suspeita de diabetes, recomenda-se a verificação freqüente dos níveis da glicose sangüínea. Embora não se tenha estabelecido nenhuma relação causal, foram relatados altos níveis de glicose no sangue em jejum e novos casos de diabetes foram diagnosticados durante a terapêutica com Roacutan®. Casos raros de hipertensão intracraniana benigna foram relatados após o uso de Roacutan® e das tetraciclinas. O tratamento complementar com tetraciclinas é, portanto, contra-indicado. A doação de sangue de pacientes em tratamento ou que foram recentemente tratados com Roacutan® a mulheres com risco de gravidez é contra-indicada.


    Propriedades e Efeitos
    A isotretinoína, substância ativa de Roacutan®, é um estereoisômero sintético do ácido all-trans-retinóico (tretinoína). O mecanismo de ação do Roacutan® ainda não foi elucidado em detalhes, mas já se estabeleceu que a melhora observada no quadro clínico da acne severa está associada com a supressão dose-dependente da atividade da glândula sebácea e com a redução no tamanho das glândulas sebáceas demonstradas histologicamente. Estabeleceu-se, inclusive, o efeito antiinflamatório dérmico da isotretinoína.


    Quando Suspender o Tratamento
    Seu médico sabe o momento ideal para suspender o tratamento. Siga corretamente as suas instruções.


    Restrições de Uso do Roacutan®
    Roacutan® é teratogênico, isto é, pode ocasionar graves defeitos físicos ao feto quando ocorrer gravidez durante o seu uso ou mesmo até um mês após sua interrupção. Por este motivo, Roacutan® não deve ser tomado por mulheres grávidas ou que possam engravidar. Caso ocorra gravidez, apesar de todas as precauções, durante o tratamento com Roacutan® ou no mês seguinte após sua interrupção, o médico deverá ser imediatamente informado. Roacutan® pode passar para o leito materno e, por este motivo, mulheres que estão amamentando não devem tomar este medicamento.


    Terapêutica Tópica Concomitante
    A administração concomitante de outros agentes antiacne ceratolíticos e esfoliativos não é indicada. A terapêutica com radiação de luz ultravioleta também não é indicada. Os pacientes devem evitar exposição ao sol. A terapêutica adjuvante com uma droga antiacne tópica suave pode ser aplicada, caso seja necessário.


    Efeitos adversos Roacutan

    Efeitos Indesejáveis
    A maioria dos efeitos colaterais de Roacutan® estão associados à dosagem. Na dosagem apropriada, a tolerabilidade da droga é geralmente aceitável, visto a severidade da doença. Os sintomas mais freqüentemente observados são os relacionados à hipervitaminose A, i.e. secura das mucosas, que pode ser aliviada nos lábios através da aplicação de um ungüento gorduroso; a secura da mucosa nasal pode levar à epistaxe e a secura da mucosa faríngea à rouquidão. A secura dos olhos pode causar conjuntivite e opacidade da córnea. A conjuntivite pode apresentar melhora através de um ungüento suave. A intolerância a lentes de contato pode obrigar o paciente a usar óculos durante o tratamento. Casos isolados de fotofobia, distúrbios de adaptação ao escuro (visão noturna prejudicada) e catarata lenticular foram relatados, bem como vasculite ( p. ex. granulomatose de Wegener), diminuição na contagem de hemácias e leucócitos (p. ex. anemia e neutropenia), elevações e diminuições na contagem de plaquetas, taxa de sedimentação elevada, audição prejudicada em determinadas freqüências e infecções locais ou sistêmicas causadas por microorganismos Gram-positivos (Staphylococcus aureus). Além disso, podem ocorrer exantema, prurido, dermatite facial, sudorese, granuloma piogênico, paroníquia, distrofia ungüeal e aumento na formação de tecidos de granulação. Foram relatados casos raros de queda persistente de cabelos. A alopécia reversível foi observada, assim como dores musculares e articulares e, mais raramente, doença inflamatória intestinal (p. ex. colite, ileíte, hemorragia), hiperuricemia e distúrbios psíquicos ou do SNC (p. ex. distúrbios de comportamento, depressão e convulsões). Alterações ósseas e hiperostose ocorreram em crianças (p. ex. fechamento epifisário prematuro) e em adultos durante períodos prolongados com doses elevadas de Roacutan®. Uma hiperostose mínima foi ocasionalmente observada nos pacientes com acne cística tratados com Roacutan® em ciclos únicos. Devido à possível ocorrência dessas alterações ósseas, uma avaliação cuidadosa da relação risco/benefício deve ser conduzida em todos os pacientes e a administração de Roacutan® deve restringir-se a casos severos. Foram observados casos isolados de hipertensão intracraniana benigna e distúrbios da visão, e ocasionalmente, náuseas e cefaléia. Elevações transitórias e reversíveis da transaminase, bem como alguns casos de hepatite associados à administração de Roacutan® foram observados. Em muitos desses casos, as alterações estiveram dentro da variação normal e os valores retornaram aos níveis basais durante o tratamento. Em outros casos, entretanto, foi necessário reduzir a dosagem ou descontinuar o tratamento com Roacutan®. Foram também observadas elevações nos níveis séricos de triglicerídeos e colesterol, bem como diminuições no HDL, em particular com altas dosagens e em pacientes predispostos (com antecedente familiar de distúrbios metabólicos dos lipídeos, diabetes, obesidade ou alcoolismo). Essas alterações estão associadas à dose e os valores retornaram ao normal quando da redução da dosagem ou descontinuação da droga. Todo paciente deve ser advertido sobre a possível ocorrência de efeitos colaterais.


    Apresentações de Roacutan

    • Roacutan Forma Farmacêutica e Apresentação
      Gravidez proibida! Cápsulas de 20,0 mg - caixas com 30 cápsulas Risco de malformação! USO ADULTO


      Identificação do Produto
      Nome genérico Isotretinoína


    Tem perguntas sobre Roacutan?

    • Pergunte gratuitamente a milhares de especialistas registrados em Doctoralia.
    • Os profissionais especialistas em Roacutan receberão sua pergunta e responderão.

    A sua pergunta se publicará de forma anônima.

    • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
    • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
    • Seja breve e conciso.
    • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
    • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

    Nossos especialistas responderam 147 perguntas sobre Roacutan. Estas são as mais populares:

    Parei de tomar o roacutan há 7 meses e estou grávida de 7 semanas há algum perigo para o bebe?

    Resposta de Dra. Mariana Modesto Dantas de Andrade Lima: A gestação já estaria liberada após 2 meses após o término do tratamento, não existindo nenhum risco para o bebê. Boa sorte!

    Quais remédios eu não posso misturar com o roacutan?

    Resposta de Dra. Mariana Modesto Dantas de Andrade Lima: A isotretinoína de uso oral (roacutan) é uma medicação que deve ser usada sempre sob indicação médica específica, após consulta com o dermatologista e a realização de vários exames clínicos e laboratoriais. Entre os efeitos colaterais possíveis estão o ressecamento das mucosas e...

    Tem médico que fala que tenho que esperar 2 anos para engravidar após o uso do roacutan,e outros falam dois meses. Quem tá certo??

    Resposta de Dra. Cintia M Guedes Mendonça: O Roacutan ainda fica no corpo 1 mês após o término do tratamento. Então o indicado é esperar, pelo menos, 2 meses depois do final do tratamento para tentar engravidar. Essa informação está na própria bula da medicação.

    Tomar o Buscofem junto a Isotretinoína faz algum mal?

    Resposta de Dra. Cintia M Guedes Mendonça: Não, pode usar tranquilamente.

    Ver as 147 perguntas sobre Roacutan

    Especialistas relacionados: Dermatologistas