Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Psicóloga

Experiência em: Sexologia, Terapia Sexual, Terapia Cognitivo-Comportamental, Mindfulness

Número de Identificação Profissional: 12/14695

Consultório

1

Opiniões para Marjorie Carvalho

5

Baseado em 8 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Marjorie Carvalho?

Opinar

O melhor: "Adorei, apesar de aparentar ser bem jovem, expressa um conhecimento incrível, me ajudou muito."

Motivo da visita: autoconhecimento e depressão

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

O melhor: "Além de muito humana, dedicada e atenciosa, considero a Marjorie uma excelente profissional! A terapia me ajudou mto com questões pessoais que antes não tinha tido oportunidade de falar com ninguém. Me senti mto a vontade e acolhida desde o comecinho. As reflexões que fizemos juntas foram essenciais!"

Poderia melhorar: "Nada. Recomendo com certeza!!"

Motivo da visita: Terapia Sexual

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

O melhor: "A Marjorie se mostrou uma profissional muito atenciosa, competente e que sabe interpretar muito bem nossa situação. Senti que fui muito bem tratado e hoje me encontro muito mais feliz e em paz comigo mesmo. Recomendo a todos."

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho

O melhor: "A Marjorie me ajudou bastante com o que precisava, eu tinha um problema recorrente e bem intimo porém senti segurança e muito profissionalismo."

Poderia melhorar: "Nada"

Motivo da visita: Terapia sexual

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

Ver as 8 opiniões sobre Marjorie Carvalho

Experiência

Formação

  • PsicólogaUniversidade Federal de São Paulo2011
  • Especialista em Sexualidade HumanaFaculdade de Medicina da USP2013

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 12/14695

Ofereço atendimento clínico a adolescente e adultos.

Você está em dúvida sobre começar a fazer terapia? A psicoterapia é um compromisso com você mesmo que lhe garante uma jornada de aprendizado, crescimento e realização pessoal."Quando começar?" é uma pergunta comum. Não há idade estabelecida para iniciar, desde que você esteja disposto a entrar em um processo de autoconhecimento e de autodesenvolvimento.

A terapia sexual é indicada quando existe algum motivo que dificulte ou impossibilite uma vivência sexual saudável e prazerosa. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a sexualidade é um dos pilares da qualidade de vida de uma pessoa, sendo necessário, portanto, cuidado e atenção constantes a este aspecto natural da vida humana.

Parece contraditório, mas na nossa cultura ainda é tabu conversar seriamente sobre sexo. E aí mora o maior inimigo da vida sexual: o silêncio. Não há por que viver desconfortável com sua sexualidade e deixar de desfrutar de uma intimidade sexual satisfatória.

Eu trabalho com psicoterapia e terapia sexual, ambos na abordagem cognitivo comportamental aliada a Mindfulness, que é uma forma bem sucedida de disciplina mental.

O tempo que alguém permanece em terapia é pessoal, dependendo do andamento do processo. As sessões são personalizadas de acordo com o seu perfil, suas necessidades específicas e o que se quer alcançar. A psicoterapia, geralmente, acontece em sessões semanais.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Respostas de Marjorie Carvalho

51 Respostas

49 Especialistas de acordo

99 Pacientes agradecidos

Marjorie Carvalho está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

O diálogo é a base de qualquer relacionamento. Quando ele é precário (como o que vem acontecendo com você e seu marido), compromete a relação pois acaba não tendo mais cumplicidade, intimidade e confiança entre vocês.
Como parece que você já tentou muitas vezes estabelecer isso e não foi possível, e agora tem a sensação de que está ficando depressiva, minha sugestão é que você procure uma terapia.
Se ele concordar, vocês podem procurar uma terapia de casal, que trabalhará primeiramente para estabelecer esse diálogo. No entanto, este profissional irá avaliar se é melhor uma terapia de casal ou cada um ter a sua terapia individual, o que é muito mais eficaz em alguns casos.
Espero ter ajudado!
Grande abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Florianópolis

É importante romper o silêncio e denunciar o agressor. Há leis que te protegem e campanhas nacionais para agilizar os processos judiciais destes casos.
Qualquer profissional da saúde é obrigado a notificar casos de violência doméstica que identificarem.
Além disso, deixo como recomendação a procura por um psicólogo ou psiquiatra para iniciar um processo psicoterapêutico, uma vez que esta situação pode ter um impacto emocional e psicológico muito grande.
Grande abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Florianópolis

Bom dia,

Se você desconfia que possa ter o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade porque de certa forma está tendo prejuízos na sua vida diária, recomendo que você realmente procure um profissional para confirmar isso ou então descartar essa possibilidade, uma vez que o autodiagnóstico não é um bom caminho.
Você pode procurar um psicólogo, psiquiatra e até um neurologista.
Não são necessários exames porque o diagnóstico é inteiramente clínico. Por isso, deve ser um profissional de sua confiança.

Abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Florianópolis

Ver as 51 perguntas respondidas por Marjorie Carvalho

Fotos

{0}{1}