Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Psicóloga

Experiência em: Sexologia, Terapia Sexual, Terapia Cognitivo-Comportamental, Mindfulness

Número de Identificação Profissional: 12/14695

Consultório

1

Opiniões para Marjorie Carvalho

5

Baseado em 8 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Marjorie Carvalho?

Opinar

O melhor: "Adorei, apesar de aparentar ser bem jovem, expressa um conhecimento incrível, me ajudou muito."

Motivo da visita: autoconhecimento e depressão

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

O melhor: "Além de muito humana, dedicada e atenciosa, considero a Marjorie uma excelente profissional! A terapia me ajudou mto com questões pessoais que antes não tinha tido oportunidade de falar com ninguém. Me senti mto a vontade e acolhida desde o comecinho. As reflexões que fizemos juntas foram essenciais!"

Poderia melhorar: "Nada. Recomendo com certeza!!"

Motivo da visita: Terapia Sexual

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

O melhor: "A Marjorie se mostrou uma profissional muito atenciosa, competente e que sabe interpretar muito bem nossa situação. Senti que fui muito bem tratado e hoje me encontro muito mais feliz e em paz comigo mesmo. Recomendo a todos."

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho

O melhor: "A Marjorie me ajudou bastante com o que precisava, eu tinha um problema recorrente e bem intimo porém senti segurança e muito profissionalismo."

Poderia melhorar: "Nada"

Motivo da visita: Terapia sexual

Paciente que marcou consulta com Marjorie Carvalho em Rod. Admar Gonzaga, 440 (sl 413)

Ver as 8 opiniões sobre Marjorie Carvalho

Experiência

Formação

  • PsicólogaUniversidade Federal de São Paulo2011
  • Especialista em Sexualidade HumanaFaculdade de Medicina da USP2013

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 12/14695

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Serviços

  • Primeira consulta Psicologia
  • Primeira consulta Sexologia
  • Mindfulness
  • Psicoterapia
  • Terapia Cognitivo-Comportamental
  • Terapia de Casal
  • Terapia sexual

Respostas de Marjorie Carvalho

51 Respostas

50 Especialistas de acordo

101 Pacientes agradecidos

Marjorie Carvalho está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

O diálogo é a base de qualquer relacionamento. Quando ele é precário (como o que vem acontecendo com você e seu marido), compromete a relação pois acaba não tendo mais cumplicidade, intimidade e confiança entre vocês.
Como parece que você já tentou muitas vezes estabelecer isso e não foi possível, e agora tem a sensação de que está ficando depressiva, minha sugestão é que você procure uma terapia.
Se ele concordar, vocês podem procurar uma terapia de casal, que trabalhará primeiramente para estabelecer esse diálogo. No entanto, este profissional irá avaliar se é melhor uma terapia de casal ou cada um ter a sua terapia individual, o que é muito mais eficaz em alguns casos.
Espero ter ajudado!
Grande abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Psicóloga

Florianópolis

Bom dia,

Se você desconfia que possa ter o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade porque de certa forma está tendo prejuízos na sua vida diária, recomendo que você realmente procure um profissional para confirmar isso ou então descartar essa possibilidade, uma vez que o autodiagnóstico não é um bom caminho.
Você pode procurar um psicólogo, psiquiatra e até um neurologista.
Não são necessários exames porque o diagnóstico é inteiramente clínico. Por isso, deve ser um profissional de sua confiança.

Abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Psicóloga

Florianópolis

É importante romper o silêncio e denunciar o agressor. Há leis que te protegem e campanhas nacionais para agilizar os processos judiciais destes casos.
Qualquer profissional da saúde é obrigado a notificar casos de violência doméstica que identificarem.
Além disso, deixo como recomendação a procura por um psicólogo ou psiquiatra para iniciar um processo psicoterapêutico, uma vez que esta situação pode ter um impacto emocional e psicológico muito grande.
Grande abraço!

Marjorie Carvalho

Marjorie Carvalho

Psicóloga

Florianópolis

Ver as 51 perguntas respondidas por Marjorie Carvalho

{0}{1}