Dr. Andrea Petruzziello

Dr. Andrea Petruzziello

Cirurgião geral, Oncologista

Experiencia em: Cirurgia Oncológica, Cancerologista Cirurgico

Número de Identificação Profissional: 26107

Consultório

1
2
3

Opiniões para Dr. Andrea Petruzziello

5

Baseado em 9 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. Andrea Petruzziello?

Opinar

O melhor: "Profissional excelente, especialista em sua área, com técnicas atuais e super humano. Num momento destes poder confiar plenamente em um profissional, que te atende sem pressa, explicando detalhadamente tudo e te deixando segura é raro. Agradeço ao Dr. Andrea pelo sucesso em minha cirurgia."

Poderia melhorar: "Nada a melhorar. É uma pena vermos que esse não é o quadro da maioria dos médicos em nosso país, mas pude contar com um atendimento de alto nível e dedicação deste profissional."

Motivo da visita: Neoplasia de Ovário e Peritônio

Katiane B. marcou consulta com Dr. Andrea Petruzziello em Neosaúde

O melhor: "O Doutor Andrea é um profissional raro por reunir todos os méritos que alguém possa esperar de um médico e cirurgião. Somos muito gratos e ficamos realmente impressionados com a qualidade deste profissional que prova ser possível ao médico exercer sua vocação com grande talento e humanidade."

Poderia melhorar: "Nada a melhorar. Simplesmente EXCELENTE. Agradecemos a Deus por termos encontrado o Doutor Andrea, alguém que além de toda a sua formação e reconhecimento na área, demonstra apreço e respeito pela importância das palavras para o estado emocional do paciente."

Motivo da visita: Neoplasia de Ovário e Peritônio

Pedro H. marcou consulta com Dr. Andrea Petruzziello em Hospital Marcelino Champagnat

O melhor: "Nosso eterno agradecimento ao Dr. Andrea e sua equipe, pois sua competência, segurança e cuidado no pré e pós-operatório salvaram o meu marido, a situação era grave, febre, desnutrição. A tomada firme de decisão sobre o quadro, foi o que possibilitou a ele ir para a cirurgia e sair com vida e melhor."

Poderia melhorar: "A medicina é uma profissão de muita dedicação e estudo, encontramos em nosso caminho aquele que ama a profissão. O Dr. Andrea pacientemente elucidou nossas inúmeras dúvidas, inclusive pelo WhatsApp. Generoso em seu tempo conosco, fortaleceu o nosso coração. Obrigada Dr. somos gratos por tudo."

Motivo da visita: Neoplasia Maligna do Apendice

Paciente que marcou consulta com Dr. Andrea Petruzziello em Hospital Marcelino Champagnat

O melhor: "Não tenho palavras para expressar o meu carinho e minha gratidão a esse profissional, ele não é apenas um medico e sim um amigo, alma boa e generosa, paciência sem limites, cuidados e zelo com o paciente sem limites, e muito atencioso com a família, um anjo que deus transformou em médico, recomendo!"

Poderia melhorar: "Não ha nada para melhorar, esse medico oncologista deveria ser um exemplo a muitos médicos desse país, dedicado, atencioso, super profissional, excelente médico, logo se percebe q ele ama o que faz, parabéns Dr Andrea, você é um excelente médico, agradeço a deus por vc existir e ter cuidado de mim!!"

Paciente que marcou consulta com Dr. Andrea Petruzziello em Hospital Marcelino Champagnat

Ver as 9 opiniões sobre Dr. Andrea Petruzziello

Experiência

Formação

  • Graduação em MedicinaUniversidade Federal do Paraná, Curitiba - Brasil2009
  • Residência em Cirurgia GeralUniversidade Federal do Paraná, Curitiba - Brasil2011
  • Observer fellow em Cirurgia Minimamente InvasivaMcGill University, Montreal - Canadá2012
  • Residência em Cirurgia OncológicaHospital Erasto Gaertner, Curitiba - Brasil2014
  • Pós-graduação em Cirurgia Hepatobiliar - Tumores hepáticos e da via biliarUniversité Paris Sud - Hôpital Paul Brousse, Paris - França2015
  • Surgical Oncology Clinical Fellowship - ênfase em Oncologia Peritoneal e Cirurgia HepatobiliarInstitut Régional du Cancer, Montpellier - França2015
  • Pós-Graduação em Oncologia PeritonealUniversité Lyon-1 / Université Paris-Diderot - França2016

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 26107

Atua no tratamento cirúrgico/multidisciplinar das neoplasias do trato gastro-intenstinal alto (estômago/duodeno/pâncreas), baixo (colon/reto), retroperitônio.

Dedicação especial à cirurgia hepatobiliar, e ao tratamento cirúrgico das neoplasias com disseminação peritoneal, com uso das técnicas de cirurgia de citorredução e HIPEC: metástase peritoneal de tumores de apêndice, coloretais e ovarianos, de estômago, pseudomixoma peritoneal, e mesotelioma peritoneal.

Cirurgia de citorredução avançada para câncer de ovário, com implante de catéter para quimioterapia intra-peritoneal pós-operatória.

Tratamento cirúrgico das metástases hepáticas, tumores hepáticos primários, tumores da via biliar. Implante de catéter para quimioterapia intra-arterial hepática.

Tratamento cirúrgico minimamente invasivo (laparoscopia) dos tumores do trato digestivo.

Tratamento videolaparoscópico da colelitiase (pedra na vesícula)


O que é HIPEC? É uma sigla em inglês ("hyperthermic intraperitoneal chemotherapy"), que significa "quimioterapia hipertérmica intra-peritoneal". Esta técnica é utilizada para o tratamento de alguns tumores que apresentam metástase peritoneal, e que sejam passíveis de tratamento cirúrgico com intenção curativa. O nome mais adequado é "cirurgia de citorredução máxima com HIPEC", porque a parte mais importante do tratamento é a cirurgia realizada para a retirada completa de todas os implantes tumorais do abdômen. A infusão da quimioterapia aquecida (a cerca de 42-43 graus) é realizada ao final do procedimento, para erradicar as últimas células tumorais e implantes microscópicos ainda existentes.

É um tratamento de alta complexidade, com cirurgias de grande porte que podem se estender por volta das 12 horas de duração. Para que o tratamento tenha sucesso, e os riscos sejam reduzidos ao mínimo, a cirurgia deve ser realizada em um centro de excelência com uma equipe experiente e especializada neste procedimento.

No Brasil ainda existem poucos centros que realizam de forma rotineira este tratamento.

 

 

 

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Francês
  • Italiano

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Artigos escritos por Dr. Andrea Petruzziello

Câncer de ovário

O câncer de ovário não é o tumor ginecológico mais comum na mulher, mas é o mais letal. É um tumor com comportamento peritoneal, ou seja, a disseminação ocorre preferencialmente para o peritônio. Geralmente é diagnosticado em uma fase mais avançada, quando o tumor já saiu dos ovários e se implantou em outras regiões do abdômen. Apesar de grandes avanços com a quimioterapia, a cirurgia segue sendo o tratamento mais importante. Por se tratar de uma cirurgia de altíssima complexidade, é fundamental que o tratamento cirúrgico seja realizado por um cirurgião oncológico especialista em tumores ginecológicos ou em tumores peritoneais.

Pseudomixoma Peritoneal

O que é o Pseudomixoma Peritoneal e como se trata? É uma doença rara, mas apesar da sua aparente gravidade, hoje é uma condição curável. Implantes no peritônio (uma membrana que reveste a maior parte dos órgãos abdominais), originados de um tumor no apêndice cecal, produzem e secretam uma grande quantidade de mucina (um muco gelatinoso). O paciente percebe um crescimento lento e progressivo das dimensões do abdomen. A quimioterapia por via endovenosa não é eficaz. O tratamento "padrão-ouro" aceito hoje no mundo inteiro é a cirurgia de citorredução máxima, com aplicação de quimioterapia hipertérmica intra-peritoneal (HIPEC).

Respostas de Dr. Andrea Petruzziello

4 Respostas

3 Especialistas de acordo

2 Pacientes agradecidos

Dr. Andrea Petruzziello está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Prezado sr ou sra, entre todas as doenças para as quais é indicada a cirurgia de citorredução + HIPEC, o pseudomixoma peritoneal é a situação na qual são indicados os procedimentos cirúrgicos mais agressivos. Por vezes as sequelas como diarreia crônica, ou dores abdominais/pélvicas podem se tornar muito impactantes para a qualidade de vida. O primeiro ano é o pior; a tendência é destes sintomas diminuirem, principalmente as dores. A diarreia depende muito da extensão de intestino delgado e cólon que foi ressecado durante a cirurgia. O acompanhamento multidisciplinar da equipe que operou é importantíssimo no processo de recuperação.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Andrea Petruzziello

Dr. Andrea Petruzziello

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Curitiba

É importante procurar um centro de cirurgia oncológica de alta complexidade, e entrar em contato com uma equipe que tenha experiência em neoplasias do peritônio.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Andrea Petruzziello

Dr. Andrea Petruzziello

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Curitiba

É importante saber se o pólipo (adenoma) foi totalmente ressecado pela colonoscopia, ou apenas biopsiado.
O "adenocarcinoma" já representa o diagnóstico de "câncer de colon", mas pode se tratar de um câncer em fase extremamente inicial.
Em alguns casos excepcionais, a polipectomia (ressecção) por colonoscopia pode ser suficiente como tratamento. Nos outros casos pode ser indicado um tratamento cirúrgico.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Andrea Petruzziello

Dr. Andrea Petruzziello

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Curitiba

Ver as 4 perguntas respondidas por Dr. Andrea Petruzziello

Fotos

{0}{1}