Rodrigo Puppi

Rodrigo Puppi

Psicólogo

Especialista em: Analista do Comportamento, Terapia Comportamental, Psicologia Clínica, Depressão, Transtornos de Ansiedade

Número de Identificação Profissional: 08/19702

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Rua Padre Anchieta, 2540 (Sala 1713) 80730000 Bigorrilho Curitiba

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

Ampliar
1

Opiniões para Rodrigo Puppi

5

Baseado em 2 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Rodrigo Puppi?

Opinar

O melhor: "Profissional muito capacitado"

Flavia S. marcou consulta com Rodrigo Puppi em Rua Padre Anchieta, 2540 (Sala 1713)

Marcou consulta na Doctoralia

Rodrigo Puppi respondeu a esta opinião

Muito obrigado pelo feedback! Fico contente em poder contribuir pelo meu trabalho!

O melhor: "Pontual, atencioso e muito profissional"

Motivo da visita: Sono ruim

Brunno Z. marcou consulta com Rodrigo Puppi em Rua Padre Anchieta, 2540 (Sala 1713)

Marcou consulta na Doctoralia

Rodrigo Puppi respondeu a esta opinião

Muito obrigado pelo feedback!

Experiência

Formação

  • Graduação em PsicologiaUniversidade Positivo2013

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 08/19702

Psicólogo formado pela Universidade Positivo. Atualmente também estou vinculado como professor no Curso Técnico em Enfermagem da Universidade Positivo, onde leciono disciplinas relacionadas à psicologia geral e aplicada.

Em consultório trabalho com psicoterapia comportamental atendendo crianças, adolescentes e adultos. Os métodos do meu trabalho são fortemente baseados em princípios éticos, científicos e humanos, orientado para um atendimento bastante acolhedor, personalizado, e ao mesmo tempo tecnicamente preciso. Busco constantemente os recursos terapêuticos mais eficazes para auxiliar cada paciente a caminhar em direção a uma vida gratificante de acordo com seus próprios valores e objetivos.

Tenho trabalhado com grande frequência em casos relacionados a depressão, transtorno bipolar, ansiedade, estresse, dificuldades de aprendizagem, desenvolvimento de habilidades sociais, dificuldades de relacionamentos pessoais e profissionais. Além dessas demandas mais frequentes, os benefícios da terapia comportamental não se limitam a uma lista enxuta e podem ser direcionados a inúmeras outras necessidades.

Fique à vontade para entrar em contato para tirar suas dúvidas e conferir a minha disponibilidade de horários para seu atendimento. Até em breve!

Observação: realizo apenas atendimentos particulares, mas com a possibilidade de reembolso por plano de saúde. Essa possibilidade depende das normas especificadas no contrato do seu plano.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Artigos escritos por Rodrigo Puppi

Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

O TDAH é um transtorno que descreve comportamentos de impulsividade e desatenção. Embora seja um transtorno onde se procura em primeiro lugar a medicalização como forma de tratamento, a psicoterapia tem se confirmado como a melhor alternativa a longo prazo, pois não se abordam apenas os sintomas do TDAH, mas as causas. O paciente aprende ao longo do tempo a desenvolver estratégias eficientes para lidar com situações onde frequentemente agiria com impulsividade ou a desatenção se manifestaria. Em terapia comportamental se abordam várias atividades práticas de exercício e um trabalho sobre pensamentos e emoções que estão relacionadas a esse transtorno.

Dificuldades no relacionamento

Um dos desafios sempre presentes ao conviver com outras pessoas: frequentemente surgem dificuldades em se relacionar com o outro, seja um cônjuge, um colega de trabalho, um amigo ou familiar. A psicoterapia comportamental pode auxiliar a descobrir como se dão as suas relações em diversos níveis, observando como o paciente se coloca diante do outro, como se sente, como pensa, como o outro reage, quais são os limites de cada um dentro de uma relação. O paciente passa a se conhecer melhor e pode agir com maior assertividade, se adequando com maior flexibilidade às necessidades de cada relação que vive, sempre respeitando seus valores, necessidades e individualidade.

Veja os 4 artigos escritos por Rodrigo Puppi

Respostas de Rodrigo Puppi

82 Respostas

137 Especialistas de acordo

49 Pacientes agradecidos

Rodrigo Puppi está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Existem alguns transtorno que oferecem maiores riscos do que outros, com maior incidência de óbitos. Observe apenas que é preciso distinguir se o óbito foi provocado pelo transtorno em si ou por comportamentos que estejam indiretamente associados a ele. Ex. muitos óbitos são provocados por suicídios relacionados aos transtornos mentais, mas esses transtornos isoladamente não levariam o indivíduo a óbito. Entre os transtornos mentais e comportamentais, dependendo da gravidade, pode-se citar os mais frequentes: depressão, transtorno bipolar (tanto em episódio depressivo ou maníaco/hipomaníaco), transtornos psicóticos (esquizofrenia, tr. esquizoafetivo), transtornos dissociativos (tr. dissociativo de personalidade, tr. de despersonalização/desrealização), anorexia nervosa, bulimia nervosa, transtornos por uso de substâncias (álcool, cocaína, crack, etc.). Os transtornos com riscos não se limitam a esses, mas são os mais frequentes.

Rodrigo Puppi

Rodrigo Puppi

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Olá! Pelo o que parece a partir de seus comentários, há mais de um comportamento relacionado à sexualidade: histórico de abuso, vício em pornografia (somente pornografia na internet?)... um ponto de partida necessário é buscar auxílio com um psicólogo. É preciso avaliar com cautela o que pode ser feito junto a um profissional de sua confiança, mas é provável que se aborde todas as suas queixas em paralelo, ajudando a reduzir os comportamentos compulsivos e a resgatar a qualidade do relacionamento com sua esposa. Procure um profissional com o qual você se sinta à vontade e tenha segurança para acompanha-lo nesse processo psicoterápico.

Rodrigo Puppi

Rodrigo Puppi

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Olá! O TDAH costuma estar relacionado a baixo desempenho acadêmico em função da falta de atenção (p. ex. ao estudar ou assistir aulas) ou pela impulsividade/hiperatividade (p. ex. baixa persistência na resolução de problemas ou leitura de textos longos). Embora não seja obrigatória a queda no desempenho escolar quando se tem um quadro de déficit de atenção e/ou hiperatividade, ele é muito frequente. O uso de estratégias adequadas de estudo e de controle de variáveis ambientais podem minimizar com eficácia os efeitos do TDAH sobre o estudo. Também é possível que os sintomas que você observe sejam comuns a outros diagnósticos diferentes do TDAH (p. ex. ansiedade). Se achar necessário ou estiver enfrentando algum tipo de prejuízo com isso, busque um psiquiatra ou psicólogo para confirmar o seu diagnóstico (e eventuais encaminhamentos).

Rodrigo Puppi

Rodrigo Puppi

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Ver as 82 perguntas respondidas por Rodrigo Puppi

{0}{1}