Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia

Os especialistas falam sobre a Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia

Amigdalectomia é a cirurgia das amigdalas normalmente tem algumas indicalçoes: Quando apresenta hipertrofiadas ou seja aumentadas e isto incomoda a respirar,falar e comer. Quando apresenta um numero recorrente de infecções o qual atrapalhar o paciente pois toma muitas medicações, vai muitas vezes ao médico E quando apresenta acumulo de restos de comida(caseo ou caseum) e isto ocasiona mau hálito -halitose E pode ser acompanhada da cirurgia da adenoide que é quando ela esta aumentada e dificulta a respiração. Realizo a cirurgia em um sábado pela manha e no final da tarde, se tudo ocorrer bem terá alta. É realizado dentro da boca, se cortes visíveis no pescoço e sem deslocar a mandíbula.
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Curitiba

É uma das cirurgias mais realizadas na atualidade, principalmente durante a infância. Indicações são diversas, como: hipertrofia adenotonsilar, que podem ocasionar desconforto respiratório, distúrbios do sono, da deglutição e da fonação e, em longo prazo, podem gerar alterações no desenvolvimento craniofacial. Além de outras indicações como: amigdalite de repetição, abscessos periamigdaliano, amigdalite crônica caseosa, dentre outras. A cirurgia é sempre realizada com anestesia geral e intubação oro-traqueal. Existem diversas técnicas cirúrgicas com eficácia e taxa de complicações semelhantes. Nenhuma necessita de incisões na pele. A taxa de complicação é bastante baixa.
Dr. Carlos Henrique Tolomei
Dr. Carlos Henrique Tolomei Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Bauru

Amigdalectomia trata-se da remoção cirúrgica das amígdalas palatinas (tecido linfóide localizado bilateralmente na orofaringe) e tem como principais indicações: ronco e apneia do sono, amigdalites de repetição, antecedentes de abscessos periamigdalianos, suspeita de neoplasia maligna e amigdalite caseosa. Adenoidectomia é a cirurgia que remove as vegetações adenoidianas (tecido linfóide situado na parte alta da faringe, atrás das fossas nasais) e é indicada quando um aumento exagerado causa obstrução nasal significativa e consequente respiração oral, ronco e/ou apneia do sono, assim como em casos de otites médias de repetição, sinusites de repetição, otite secretora e suspeita de malignidade
Dra. Juliana Gama Mascarenhas
Dra. Juliana Gama Mascarenhas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Goiânia

Ver mais

Tem perguntas sobre Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia?

Nossos especialistas responderam 5 perguntas sobre Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Sim, a cirurgia está indicada nesse caso.

  • 9
  • 6
  • 22
Dra. Marcia Sayuri Murao

Otorrino

Taubate

É a remoção das amígdalas sem se abordar a adenóide

  • 51
  • 49
  • 108
Dr. Daniel Paiva de Oliveira

Otorrino

Natal

Prezados país, A adenotonsilectomia é um procedimento cirúrgico de médio porte (nem tão simples quanto uma cirurgia ocular, nem tão agressiva quanto uma cirurgia cardíaca) e seus critérios de indicação atualmente são: hiperplasia / hipertrofia (aumento), causando obstrução ou colapso respiratório, quandro recorrente de infecções ou até mesmo halitose (em adultos). Como tudo na vida, a prática médica envolve o pleno exercício da relação risco-beneficio das coisas e, diante da comorbidade pulmaonar de sua filha, de fato, a família é o seu otorrino deverão avaliar todo o contexto em que se situa a pequena paciente para julgarem se efetivamente as possibilidades de melhora ou cura justificam ou compensam os riscos de complicações. Boa sorte e que Deus vos ilumine em vossa decisão.

  • 910
  • 348
  • 692
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Não, pois elas "teoricamente " não existem mais após a cirurgia. Digo teoricamente porque já vi casos em que ficaram "restos amigdalianos" decorrentes de cirurgias incompletas, e estes podem inflamar. Daí a importância de uma Amigdalectomia bem executada. Trata-se de uma cirurgia relativamente simples ,mas deve ser muito bem executada para que não permaneçam resquícios amigdalianos que possam a vir inflamar no futuro.

  • 131
  • 62
  • 182
Dr. Sandro Sérgio Muniz da Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Mogi das Cruzes

Marcar consulta

Ver as 5 perguntas sobre Amigdalectomia Com Ou Sem Adenoidectomia