Biópsia da tireóide - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Biópsia da tireóide

Informação sobre Biópsia da tireóide

A biópsia da tireóide ou biópsia incisional aberta é realizada para diagnóstico de câncer. A biópsia da tireóide é realizada sob anestesia geral na sala de cirurgia. Antes do exame é importante informar ao médico sobre alergias, medicamentos, sangramentos ou gravidez. Para a biópsia da tireóide recomenda-se jejum por 8 a 12 horas antes. O paciente recebe anestesia cerca de uma hora antes do procedimento. Normalmente coloca-se um cateter intravenoso (IV) no braço. Administra-se uma mistura de gases anestésicos e oxigênio durante todo o procedimento por meio de um tubo inserido na boca e nas vias respiratórias, que levam ao pulmão. Há dois procedimentos para a biópsia da tireóide. O procedimento com PAAF (punção aspirativa com agulha fina) faz-se com anestesia local. São feito várias laminas que são encaminhadas para diagnostico. Nos últimos anos a biópsia aspirativa de agulha fina vem sendo considerado a mais importante forma de investigação de tumores. É um método minimamente invasivo e de baixo custo. O procedimento com retirada das glândulas por processo cirúrgico, realiza-se também sob anestesia geral. Faz-se uma incisão na base do pescoço e retira-se a glândula tireoidiana para análise. Enquanto o paciente permanece na mesa de cirurgia, envia-se a amostra ao laboratório para ser examinada. Se for constatado um câncer, a tireóide é inteiramente removida. Depois o local da incisão é suturado. Após a biópsia da tireóide o paciente fica sonolento por várias horas. Pode apresentar uma leve dor de garganta devida ao tubo de oxigênio. Também pode haver algum desconforto no local da biópsia.

Possui uma dúvida concreta sobre Biópsia da tireóide? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Biópsia da tireóide?

Nossos especialistas responderam 75 perguntas sobre Biópsia da tireóide.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá, Não é esperado crescimento rápido em nódulos tiroidianos benignos. É necessário melhor caraterização do nódulo bem como detalhes ultrassonograficos.

  • 25
  • 6
  • 8
Dra. Rafaela Fontenele Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista

São Paulo

A melhor pessoa para julgar a conduta ideal é O médico que está de posse dos dados da história clínica, exames laboratoriais e de imagem. Nódulos com citologia do aspirado categoria bethesda V tem risco de serem cânceres de tireoide de 60 a 75%. A conduta, em geral, é cirúrgica.

  • 64
  • 48
  • 114
Dra. Alina Coutinho Rodrigues Feitosa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médica clínica geral

Salvador

Pode ter havido uma complicação do procedimento, como uma pequeno sangramento ou infecção. De qualquer forma, é importante que você retorne ao seu médico e relate sobre estes sintomas para que ele tome as providências para diagnosticar o que pode estar acontecendo.

  • 36
  • 17
  • 35
Marcos Vinicius da Silva Franca Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oncologista

Taguatinga

Não, geralmente a PAAF para tireóide não é dolorosa, além de ser um exame rápido. Pode-se utilizar um anestésico local para a punção, porem este também é bastante dolorido, por este fato, geralmente não se utiliza anestésico local para para a PAAF. Quanto à chance de malignidade ou não, depende de diversos fatores, especialmente tamanho e aspecto do nódulo a ser funcionado, descritos pela ecografia, bem como o padrão de fluxo ao doppler colorido, que juntos fornecem uma classificação de risco, chamada de Bethesda.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 57
  • 12
  • 26
William Augusto Casteleins Cecilio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Curitiba

Ver as 75 perguntas sobre Biópsia da tireóide