Biópsia da tireóide - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Biópsia da tireóide

Definição

A biópsia da tireóide ou biópsia incisional aberta é realizada para diagnóstico de câncer. A biópsia da tireóide é realizada sob anestesia geral na sala de cirurgia. Antes do exame é importante informar ao médico sobre alergias, medicamentos, sangramentos ou gravidez. Para a biópsia da tireóide recomenda-se jejum por 8 a 12 horas antes. O paciente recebe anestesia cerca de uma hora antes do procedimento. Normalmente coloca-se um cateter intravenoso (IV) no braço. Administra-se uma mistura de gases anestésicos e oxigênio durante todo o procedimento por meio de um tubo inserido na boca e nas vias respiratórias, que levam ao pulmão. Há dois procedimentos para a biópsia da tireóide. O procedimento com PAAF (punção aspirativa com agulha fina) faz-se com anestesia local. São feito várias laminas que são encaminhadas para diagnostico. Nos últimos anos a biópsia aspirativa de agulha fina vem sendo considerado a mais importante forma de investigação de tumores. É um método minimamente invasivo e de baixo custo. O procedimento com retirada das glândulas por processo cirúrgico, realiza-se também sob anestesia geral. Faz-se uma incisão na base do pescoço e retira-se a glândula tireoidiana para análise. Enquanto o paciente permanece na mesa de cirurgia, envia-se a amostra ao laboratório para ser examinada. Se for constatado um câncer, a tireóide é inteiramente removida. Depois o local da incisão é suturado. Após a biópsia da tireóide o paciente fica sonolento por várias horas. Pode apresentar uma leve dor de garganta devida ao tubo de oxigênio. Também pode haver algum desconforto no local da biópsia.

Tem perguntas sobre Biópsia da tireóide?

  • Pergunte gratuitamente a milhares de especialistas registrados em Doctoralia.
  • Os profissionais especialistas em Biópsia da tireóide receberão sua pergunta e responderão.

A sua pergunta se publicará de forma anônima.

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Nossos especialistas responderam 57 perguntas sobre Biópsia da tireóide. Estas são as mais populares:

Tenho que fazer uma punção para biópsia da tireóide e não conheço nenhum médico ou clínica na cidade que estou. É recomendável fazer somente com médico indicado, ou o exame é tranquilo que possa ser feito em uma clínica recomendada pelo próprio plano de saúde?

Resposta de Solange Abrao Jana: existem profissionais especializados em biopsias de tireoide sim, mas com certeza os planos de saude tamebm credenciam serviços que tenham profissionais especializados na area.

Após um nódulo na tireoide e biópsia deu benigno qual o próximo passo ?

Resposta de Dra. Luciana Valadares Ferreira: Na maior parte dos casos, a indicação é de seguimento com ultrassonografia semestral ou anual, para acompanhar se há crescimento do nódulo ou surgimento de alguma característica que indique novamente a punção. Mas esse acompanhamento deve ser individualizado, cada caso é um caso!

Quando tempo pra receber o diagnostico em media?

Resposta de Dr. Luiz De Almeida: Em média 07 a 10 dias para o laudo do patologista ficar pronto.

Retirei a tireoide faz uns 30 anos e na pois estava com varios nodulos benignos Tomo a medicaçao e esta sempre bem Recentemente fiz uma ultra e acusou um nodulo no tecido remanescenete Um especialista indicou a punçao. Estou em duvida. Esse nodulo pode ser a paratireoide?

Resposta de Dr. Luiz De Almeida: Se o diagnóstico do exame por imagem afirma que é tecido remanescente da tireoide provavelmente é tireoide e não paratireoide. De qualquer modo ainda que seja uma das paratireoides o objetivo da punção aspirativa por agulha fina( PAAF) é identificar neoplasia, seja benigna ou...

Ver as 57 perguntas sobre Biópsia da tireóide