Há um ano tive uma laceração após o parto normal que quase uniu a vagi...

A colpoperineoplastia posterior auxilia na reconstrução da musculatura do assoalho pélvico, que pode ter sido lesada durante o parto, segundo a sua descrição. É importante que seja realizada uma avaliação detalhada através do exame físico da região para comprovar a indicação cirúrgica do seu caso.

É muito provável que a cirurgia esteja indicada no seu caso, mas somente após uma avaliação seria possível indicar o procedimento

Olá. Obrigado por perguntar. Se tudo veio de uma laceração de parto deste tamanho, é possível que a musculatura pélvica tenha sido lesada, motivo pelo que a fisioterapia não trouxe ajuda. Nesses casos a reconstrução cirúrgica se impõe, como primeiro passo.Depois de tudo cicatrizado, veja se houve a resolução que você esperava, mas não tenha ilusões. Depois de cada filho, a musculatura muda e a mulher deixa de ser o que era. Então, levando em consideração a idade e a paridade, caso ainda haja sensação de flacidez, flatulência, não percepção do pênis, etc, você pode e deve reiniciar a fisioterapia pélvica que não terá época para terminar. Por fim, caso ainda reste algo a ser feito, existe a cirurgia da intimidade. Procure alguém versado em cada um desses assuntos, nessa ordem. Não desista. Lembre-se de que, uma vez resolvido tudo, o próximo filho virá por cesárea.

Ver as 232 perguntas sobre Colpoperineoplastia anterior e posterior

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Colpoperineoplastia anterior e posterior?

Nossos especialistas responderam 232 perguntas sobre Colpoperineoplastia anterior e posterior.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.