Terapia sexual - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Terapia sexual

Informação sobre Terapia sexual

A terapia sexual é feita por especialistas em sexologia para tratar de questões sobre a própria sexualidade do parceiro. As disfunções mais comuns são sobre a ejaculação, ereção, orgasmo, desejo sexual, fobias, dor, apego, orientação e parafilia.

Possui uma dúvida concreta sobre Terapia sexual? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Terapia sexual

Indicada para quando não se esta conseguindo aproveitar a vida sexual com satisfação. Apoio especializado para questões relativas ao sexo e ao erotismo. Terapia verbal associada a técnicas corporais e técnicas de mindfulness. Atuo como psicóloga atendendo também pacientes com queixas sexuais no Projeto Sexualidade, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas.
Mariana Farinas
Mariana Farinas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Sexóloga

|

São Paulo

A Psicoeducação é um componente fundamental na terapia sexual. Uma queixa recorrente de casais que procuram essa modalidade de terapia é a falta de prazer nas relações sexuais. É necessário entender que o sexo não ocorre somente na cama; o sexo ocorre, principalmente, no relacionamento, nas 24 h do casal. Parceiros que se “estimulam” através de trocas prazerosas, onde ambos se sintam bem cuidados, tendem a ter uma vida sexual plena, lembrando que o prazer sexual é uma parte importante da condição humana. Aprender a surpreender o parceiro (a) com gestos que expressam “eu te amo meu amor” e um ganho imenso no relacionamento de qualquer casal.
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Rio de Janeiro

A sexualidade humana é compreendida como um processo o qual recebe influencias de fatores biológicos, fisiológicos, emocionais, sociais e culturais, alcançando de forma contínua a vida e a saúde plena das pessoas. Em função do enorme campo do saber e da complexidade na explicitação de assuntos ligados a vida sexual, surgiu a Sexologia, que estuda o comportamento sexual. Sua atuação é de caráter inter e multidisciplinar, abrangendo a Psicologia, a Medicina e a Fisioterapia. Entretanto, é limitado apenas aos Psicólogos e Psiquiatras sexólogos a fazerem terapia Sexual.
Dr. Jr. Gaia
Dr. Jr. Gaia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

Fortaleza

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, saúde não é apenas ausência de doença, é preciso também interação social e uma vida sexual satisfatória. Por esse vértice, psicoterapia sexual visa tirar dúvidas quanto: ao conceito de sexo e sexualidade, aos pré-conceitos e tabus sobre sexo; alem de tratamentos das disfunções sexuais psicogênicas. Promover qualidade de vida e saúde sexual para as pessoas, ajuda-las a compreender melhor os benefícios da satisfação sexual e o significado de uma vida plena, são alguns dos deveres da psicoterapia sexual.
Dr. Sebastião Nascimento
Dr. Sebastião Nascimento Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

Manaus

O sexo é parte fundamental da vida. E, embora na nossa civilização ocidental sejamos educados para separar mente e corpo, isto é uma fantasia... Somos uma coisa só. Se há problemas na área sexual o psicológico precisa ser investigado e tratado tanto quanto o físico. A psicologia Cognitiva para a Terapia Sexual acredita que as crenças distorcidas a respeito de sexo, a forma como o indivíduo interpreta as situações sexuais, tem impacto direto na maneira como a pessoa se sente, como o organismo se prepara para a relação e no comportamento sexual, propriamente dito. E isto é trabalhado em Terapia.
Edith Vieira Carneiro Andrade
Edith Vieira Carneiro Andrade Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Nova Iguaçu

Ver mais

Tem perguntas sobre Terapia sexual?

Nossos especialistas responderam 52 perguntas sobre Terapia sexual.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Inicialmente pesquise se há problema orgânico, com a ajuda de um ginecologista. Caso não sejam encontradas justificativas clínicas para o desejo sexual hipoativo, consulte um psicólogo para investigar as razões emocionais. Boa sorte e forte abraço

  • 211
  • 292
  • 196
Rita K. A.Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Procure um psicólogo para expor tais conteúdos. Existem muito mais dados a serem analisados e tratados, que merecem e precisam ser acessados. A privacidade e pessoalidade de uma sessão de terapia ajuda a entrar em contato com seu emocional, de forma acolhedora e assertiva. Neste espaço de perguntas, nem sempre consegue-se detalhar a real situação, mas um profissional capacitado irá conduzir a questão de forma habilidosa para lhe garantir melhoria de sua qualidade afetiva-relacional. Boa sorte e grande abraço

  • 211
  • 292
  • 196
Rita K. A.Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Olá! Você relata sentimentos negativos por desejar realizar uma mudança. Acontece que essa negatividade está sendo associada a um momento que é para ser de prazer, de troca e de intimidade com outra pessoa. Seria interessante considerar um acompanhamento terapêutico para que possa compreender o que significa para você ser ativo e ser passivo. Que sentimentos estão associados à prática sexual? Por que razão deseja realizar essa mudança? Por que razão sente vergonha ao praticar algo que te da prazer? Refletir também sobre como é a relação e a comunicação com seu parceiro seria importante. Você se sente a vontade para conversar com ele sobre isso? É uma relação de troca, há mutualidade? Como a rotina do casal acaba refletindo no âmbito sexual? Essas são questões que permitem refletir o sentimento de vergonha e insegurança relatados. Um acompanhamento com psicólogo te permitirá voltar todas essas questões para sua individualidade e para uma maior compreensão própria. Um abraço!

  • 29
  • 37
  • 16
Alana Zanlorenzi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Curitiba

Marcar consulta

Olá! O primeiro passo é fazer uma avaliação inicial, para saber, com maior precisão, o que está acontecendo. Uma possibilidade seria ela fazer uma avaliação e possível processo de psicoterapia individual com foco nessa temática. Uma outra possibilidade seria um processo de psicoterapia de casal com esse mesmo foco.É preciso ver se ela tem interesse em fazer psicoterapia e qual a modalidade (individual ou casal) em que ela se sente mais confortável para falar dessas questões. No caso da psicoterapia de casal, ambos precisam estar disponíveis para o processo. Um outro ponto é que o processo de psicoterapia de casal normalmente inclui momentos de escuta individual. Espero ter ajudado. Boa sorte!

  • 64
  • 103
  • 33
Alexandro Paiva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 52 perguntas sobre Terapia sexual