Traquelectomia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Traquelectomia

Informação sobre Traquelectomia

A traquelectomia é a extirpação cirúrgica do colo uterino com preservação do útero. A traquelectomia é uma cirurgia conservadora da função reprodutora. A traquelectomia está indicada para o tratamento de lesões intraepitaliais em colo uterino e para câncer invasivo. Pode ser realizada com anestasia geral endovenosa, local ou peridural, com duração de aproximadamente 20 minutos. Às vezes existe a necessidade de dilatar o colo uterino para poder realizar o procedimento com mais segurança. Na traquelectomia pode ser possível o emprego de pontos intra vaginais no colo uterino, a fim de conter eventuais sangramentos que se façan presentes no momento da cirurgia. Pode tornar-se necessário a colocação de compressas de gazes para contenção de possíveis sangramentos resultantes do ato cirúrgico. Após a traquelectomia a paciente pode apresentar cólicas abdominais que melhoram com medicação. A alta geralmente ocorre duas a três horas depois da traquelectomia. As complicações que pode haver são infecção uterina, lesão do trato urinário, fechamento de canal endocervical, lesão intestinal, hemorragias, etc.

Possui uma dúvida concreta sobre Traquelectomia? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Traquelectomia?

Nossos especialistas responderam 210 perguntas sobre Traquelectomia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A princípio, um exame com ASC que não seja de alto grau poderia ser acompanhado com exames periódicos. No caso de ser um resultado persistente ou de alto grau, estaria indicado realizar uma colposcopia e, eventualmente, uma biópsia. A traquelectomia me parecer um tratamento um pouco exagerado, mas não conheço teu histórico para opinar melhor. Em relação a gestação, também não vejo nenhum problema por se tratar de uma alteração leve que, ao meu ver, não requer intervenção agora. Mas volto a lembrar, não conheço teu passado ginecológico para afirmar com toda a certeza sobre a melhor opção. Converse melhor com seu médico!

  • 264
  • 88
  • 154
Ingrid Cruz Hillesheim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Porto Alegre

Pode ser anestesia local ou sedação venosa. Se a paciente tem assistência médica ou condição de pagar, melhor que seja feita em ambiente hospitalar, no centro cirúrgico e com sedação venosa.

  • 142
  • 39
  • 598
Dra. Marisabel Boere de Moraes Reis Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Salvador

Apos a realizacao de uma conizacao,a atividade fisica como natacao podera estara liberada apos um periodo medio de 15 dias,mas atividades sexuais so poderam ser liberadas apos exame com seu medico boa sorte em sua recuperacao

  • 1
  • 0
  • 1
Dr. Fábio Eduardo Benati Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Há duas formas de se fazer a traquelectomia. Uma forma com poucas indicações (para Adenocarcinoma in situ) conhecida como traquelectomia por bisturi a frio e a EZT (Exérese da Zona de Transformação). A a mais utilizada atualmente é a EZT por ser ambulatorial, retirar uma quantidade menor de tecido, porém suficiente, e não interferir com o coleta de material endocervical posteriormente. Em ambas as formas de traquelectomia a cicatrização se dá em torno de 15 dias, porém esta nova área é mais suscetível a nova infecção pelo HPV, por isso o recomendado é abstinência sexual por 30 dias após o procedimento. A área retirada não se regenera, o que faz com que a EZT seja preferencial em comparação à traquelectomia a frio.

  • 7
  • 2
  • 0
Dra. Luciana Silva dos Anjos Franca

Ginecologista

Goiânia

Ver as 210 perguntas sobre Traquelectomia