Turbinectomia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Turbinectomia

Informação sobre Turbinectomia

O que é?

Turbinectomia ou turbinoplastia é uma cirurgia realizada no nariz. Seu objetivo é melhorar a respiração do paciente. A técnica consiste na remoção de parte da estrutura dos cornetos nasais (ossos e cartilagens) da cavidade. Essas conchas podem ampliar-se e causar uma obstrução capaz de prejudicar a respiração. Os cornetos nasais são responsáveis pela filtração, umidificação e o aquecimento do ar que vai para os pulmões. Seu mau funcionamento causa, principalmente, a rinite alérgica. Com sua remoção parcial ou total, os sintomas da doença são sensivelmente reduzidos. A turbinectomia remove parte ou a totalidade dessas conchas abrindo espaço para a circulação do ar e facilitando a respiração. Como é considerada uma cirurgia exploratória, o médico terá que tomar algumas decisões, sem o conhecimento do paciente, durante a realização do procedimento. A cirurgia pode ser feita com anestesia local ou geral e dura aproximadamente meia hora. O paciente deve ficar internado por um ou dois dias após a realização do procedimento. Às vezes há necessidade de colocar um tampão dentro do nariz para evitar sangramento. Esse tampão é removido em até três dias após a realização da operação. O nariz tem três conchas. Uma vez removidas, as conchas nasais não voltam a crescer. Se forem removidas em excesso, há possibilidades de que os pacientes sofram dores de cabeça, secura, hemorragia e desenvolvam até um quadro de depressão.

Qual é a causa?

Dois são os fatores principais que podem modificar a estrutura dos cornetos nasais causando obstruções: infecções e traumas.

Quais os sintomas?

O principal sintoma da obstrução é a dificuldade para respirar. Essa situação conduz a outros problemas: sinusite, dor de cabeça, cansaço, dificuldade para dormir, roncos e nariz entupido.

Como fazer o diagnóstico?

Um exame físico é suficiente para detectar o problema.

Qual o tratamento?

Inicialmente é recomendada a utilização de medicamentos para controlar os sintomas controlando a situação. Só mesmo quando esses remédios não oferecem resultados significativos e os sintomas tornam-se crônicos é que a cirurgia se torna uma opção.

Possui uma dúvida concreta sobre Turbinectomia? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Turbinectomia?

Nossos especialistas responderam 63 perguntas sobre Turbinectomia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá, depende muito da experiência do cirurgião, não existe uma melhor técnica para a redução dos cornetos. A radiofrequência tem suas vantagens quando a indicação de hipertrofia de cornetos for mucosa, e a chance de síndrome do nariz vazio é quase inexistente, pois não há corte de tecido. A turbinectomia ou turbinoplastia quando bem realizadas também são seguras e possuem pouco risco de evoluir para a síndrome. Na minha opinião, não se preocupe com as complicaçőes, sim elas podem acontecer, porém o risco é muito baixo nas mãos de um bom cirurgião.

  • 18
  • 13
  • 10
Dr. Arnaldo Tamiso Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

São Paulo

Marcar consulta

O exame de escolha e a videonasofibroscopia, que e realizado no próprio consultório do otorrinolaringologista. O Exame e fácil e rápido .

  • 3
  • 3
  • 1
Dra. Natalie Piai Ravazzi Rapchan

Otorrino

Presidente Prudente

Prezado internauta. Não existe possibilidade de reimplante de cornetos nasais. A cirurgia dos cornetos (turbinectomia ou turbinoplastia) com o objetivo de melhorar o fluxo aéreo nasal deve ser sempre realizada de forma parcial, nunca total. A remoção total ou quase total dos cornetos pode trazer consequências indesejadas, como a "síndrome do nariz vazio", em que há persistência ou até piora da sensação de obstrução nasal.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 17
  • 16
  • 10
Dr. Pedro Ivo Machado de Araujo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Goiânia

Olá! O ronco noturno e a apneia do sono são distúrbios com múltiplos fatores envolvidos. Desde anatomia da cavidade nasal, base de língua, faringe e laringe, como também sobrepeso e doenças de base influenciam na sua formação e intensidade. As correções das alterações nasais, como a septoplastia e turbinectomia, podem sim amenizar um pouco, mas em geral não são terapias exclusivas e suficientes para o tratamento. Espero tê-lo ajudado.

  • 20
  • 20
  • 6
Dr. Deusdedit Brandão Neto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 63 perguntas sobre Turbinectomia