R. Conselheiro Brotero, 1486 (Higienópolis) 01232-010 São Paulo, São Paulo SP | ver mapa

Especialidades e Profissionais

Equipe Médica

Opiniões para Hospital Samaritano de São Paulo

5

Baseado em 35 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a em Hospital Samaritano de São Paulo?

Opinar

O melhor: "Dr. é muito atencioso, explica tudo o que a gente precisa saber, transmite confiança."

Poderia melhorar: "Nada."

Motivo da visita: Pedra na vesícula

Ieda S. marcou consulta com Dr. Luis Kazuo Ogawa em Hospital Samaritano de São Paulo

O melhor: "A forma cm fui atendida."

Poderia melhorar: "A instalação do consultório."

Paciente que marcou consulta com Dr. Giuliano Moyses Borrelli em Hospital Samaritano de São Paulo

O melhor: "Excelente Médica. Identificou várias coisas que nunca haviam me dito. Por exemplo que um possível desencadeador da minha falta de ar era minha azia constante (refluxo). Enfim, tenho me tratado com ela e nunca me senti tão bem."

Poderia melhorar: "Em nada. Nota 10!"

Motivo da visita: Asma

Paciente que marcou consulta com Dra. Marta Teresa Cipolotti Pirola em Hospital Samaritano de São Paulo

O melhor: "Atendimento médico com Dr. João Francisco Crosera, excelente médico! Sou eternamente agradecida a ele porque me deixou segura para realizar a cirurgia e tirou toda a dor que eu sentia! Nem morfina aliviava a minha dor. Muito obrigada."

Poderia melhorar: "Talvez mais no treinamento com os enfermeiros. Ex.: evitar de acordar o paciente quando este está internado fazendo um planejamento melhor para dar remédio. As vezes me acordavam as 5h para dar somente PANTOPRAZOL."

Motivo da visita: Fratura vértebra na coluna

Paciente que marcou consulta com Dr. Joao Francisco Crosera em Hospital Samaritano de São Paulo

Ver as 35 opiniões sobre Hospital Samaritano de São Paulo

Serviços

  • Cancerologia
  • Primeira consulta Cancerologia
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo
    Preço
    Preços aproximados informados pelo profissional para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Ultima atualização: 10/10/2017
  • Cirurgia Geral
  • Primeira consulta Cirurgia Geral
  • Coloproctologia
  • Primeira consulta Coloproctologia
  • Consulta domiciliar Coloproctologia

Respostas dos especialistas

12 Especialistas participando

1314 Respostas

348 Especialistas de acordo

2944 Pacientes agradecidos

Especialistas de Hospital Samaritano de São Paulo estão respondendo perguntas que os usuários enviam a Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

É possível que a gravidez ocorra naturalmente quando ao menos uma das tubas uterinas for normal, a ovulação estiver ocorrendo regularmente, o útero for normal e a qualidade do sêmen do parceiro for adequada. Isto é, a retirada de uma das tubas uterinas por si só não impede que a gravidez ocorra naturalmente, desde que não haja nenhum outro fator que atrapalhe para engravidar. Em relação a tuba uterina que não será retirada, durante a cirurgia ela normalmente é avaliada, para estimar de forma mais precisa as chances da gravidez ocorrer naturalmente.

Dr. Paulo Homem de Mello Bianchi
  • 36
  • 63
  • 90

Dr. Paulo Homem de Mello Bianchi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Quem tem pedra na vesícula deve evitar comida gordurosa. Isso porque o fígado produz bile mas que é armazenada na vesícula. A presença de gordura na alimentação estimula um hormônio que chama colecistoquinina que irá fazer a contração da vesícula. Assim, se houver cálculos na vesícula, um deles pode ficar preso em uma região específica e provocar muita dor na parte superior do abdome que irradia para as costas com muito enjôo principalmente que piora após a alimentação. Nessa situação de crises frequentes, sugiro que busque um bom cirurgião do aparelho digestivo para fazer a cirurgia de colecistectomia videolaparoscópica. A cirurgia é geralmente rápida, geralmente meus pacientes são operados de manhã e vão embora de tardezinha. Em 7 dias já pode retornar ao trabalho. Por outro lado a retirada da vesícula por via convencional (cirurgia aberta) tem recuperação mais demorada, com mais dor e deve-se deixar de pegar peso por 6 semanas. O paciente fica 30 dias sem trabalhar. Melhoras!

Dra. Clarissa Alster Vicente
  • 531
  • 99
  • 852

Dra. Clarissa Alster Vicente Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Caso sua duas tubas estejam obstruídas a inseminação não irá funcionar. Você precisará ser submetida a fertilização in vitro

Dr. Renato Gil Nisenbaum
  • 540
  • 121
  • 1714

Dr. Renato Gil Nisenbaum

Ginecologista

Ver as respostas de especialistas de Hospital Samaritano de São Paulo.

{0}{1}