Saúde integrada Vida   http://www.saudeintegradavida.com/       (19)3722-8700 Campinas endoscopia, colonoscopia em campinas, dermatologista em campinas,Endocrino, dr.dra.  dra dr dr dra dra. dra. dr. ... mais

Informação de contato

Consultórios

A Saude Integrada Vida Hospital

RUA DUQUE DE CAXIAS, 933 (esquina com rua Padre Viera, 540), Centro

13015-311, Campinas, São Paulo SP

Informações de contato
Convênios e planos aceitos
Pacientes com seguro de saúde e pacientes particulares (sem convênio)

Quem somos

Saúde integrada Vida   http://www.saudeintegradavida.com/       (19)3722-8700
Campinas endoscopia, colonoscopia em campinas, dermatologista em campinas,Endocrino, dr.dra.  dra dr dr dra dra. dra. dr. ,cardio, cardiologista, dermato, hemorroida, crohn, doença, day campinas, são francisco, especialista, fisioterapeuta, anal, fistula, reticolite, ulcera, gastrit, dermatite, peeling, estetica, gastro, ruy, neto, junior, filho, silva, ricardo, carlos, joão, julio, neves, almir, geral, geral clinico, psicologo, aldo, endoscopia, colono, colonoscopia, gastrite, endocrinologista, procto, proctologista, Endoscopia em campinas, Endoscopia, endoscopia alta em campinas, Endoscopia digestiva alta, Gastro em campinas, centro, barriga, estomago, ulcera, gastro, endometriose, cardiologo, hospital day, day hospital, gastroentereologisata em campinas, Proctologista em campinas,Colono em campinas Colonoscopia, Retossigmoidoscopia flexível, Biópsia de esôfago, estômago e duodeno,Biópsia de reto e colon, Polipectomia de esôfago, estômago e duodeno, Polipectomia de reto e colon, Pesquisa de Helicobacter pylori (teste da urease), Manometria esofágica, PH-Metria de 24 horas, Ultrassonografia, clínica em campinas , consulta em campinas, médicos em campinas, laboratório de coleta em campinas, campinas day hospital, day hospital campinas, endoscopia em campinas, unimed, petrobras, caixa saúde, consulta particular em campinas Doença De Crohn Doença Inflamatória Pélvica Doenças Prostáticas Gastrite Gastrite Hipertrófica Seva  Gastroenterite Hemorragia Gastrointestinal Incontinência Urinária Refluxo Gastroesofágico Traumatismos Do Joelho, symco em campinas, pereira symco day hospital, carlos, abraão, pedro castro neto, cardiologista em campinas, unimed em campinas, dermatologista em campinas, proctologista em campinas, day hospital, nutricionista em campinas, estética em campinas, Arnaldo Amstalden Neto Urologia Carlos Eduardo Rissato  Dermato & Estética Prática Ortomolecular Carolina The Macedo Cardiologia e Eco Debora Helena Gonçalves Rossi - Cirurgia Geral Fabiana Duarte Mendes e Modolo  Cirurgia Plastica Gustavo Atra Giovanetti - Ultra sonografia João Lian Junior  Anestesiologista Joaquim José de Oliveira Filho- Proctologia e Cirurgia do Aparelho Digestivo Luiz Gustavo Capochin Romagnolo Cirurgia GeraL Marcelo Kassouf  Cirurgia Geral, Gastroenterologia e Cirurgia Vídeo-laparoscópica Renata de Paula Lian  Anestesiologista Sandra Pedroso de Moraes  Proctologista Waldivia Aparecida de oliveira Borghi  Nutricionista Natalia Corrêa  Psicologa Erika Hansen Barbarini  Psicologa Renata Campos  urologista Anderson Pinheiro, cardio em campinas, dermato em campinas, intestino, dor de cabeça, estômago irritado, hemorróida tratamento, intestino preguiçoso, tratamento dor de cabeça, tratamento dor na coluna, tratamento doença de crohn, médico clínico campinas, geneticista campinas, consultório médico, clinica, clinica medica, consultório, medico, especialista
A fistulectomia anal é a retirada cirúrgica da fístula anorretal. As fístulas anais não têm uma causa específica na maioria dos casos. Muitas são consequentes à obstrução dos canais de drenagem de glândulas no canal anal, junto aos esfíncteres anais. Esta obstrução provoca um processo inflamatório. Se forma um trajecto fistuloso com uma abertura na pele, através da qual será drenado o conteúdo. A fístula anorretal é um trajeto anormal, como se fosse um túnel, desde o ânus ou reto até a pele próxima ao ânus, ainda que, ocasionalmente, ele possa ir até outro órgão (p.ex. vagina). Consiste numa uma infecção local dolorosa com secreção permanente. Fístulas anais podem desenvolverse secundariamente a traumatismos perirectais ou anais, fissuras anais, doença de Crohn, diverticulite, doenças anorectais malignas, tuberculose e outras doenças infecciosas. Em geral, as fístulas anais nas crianças são congénitas. São mais comuns nos rapazes do que nas raparigas. Síntomas das fístulas anais são prurido anal, dor e outros síntomas típicos de infecção, abcessos recorrentes, secreção de pus ou sangue e tumefacção. No exame da região perianal encontra-se uma área endurecida, avermelhada e dolorosa. O único tratamento eficaz é a cirurgia. Há duas cirurgias básicas: a fistulotomia, que apenas abre a fístula em toda sua extensão, curetando o trajeto, transformando assim a fístula em uma canaleta que cicatriza por segunda intenção, e a fistulectomia anal que retira todo o trajeto fistuloso.
CISTO PILONIDAL
Definição
Doença pilonidal é a denominação mais adequada para o cisto pilonidal que consiste em um problema crônico.
problema ou doença de longa duração, que dura muito tempo.
Pode provocar várias apresentações: abscessos, orifícios que eliminam pus (fístulas), tecido morto (necrose) morte de célula ou tecido orgânico e espaços e túneis debaixo da pele. Esta é uma doença que não cicatriza se não for tratada adequadamente.
Acomete indivíduos jovens de ambos os sexos e incide habitualmente entre os 17 e os 30 anos, embora não seja incomum observarmos pacientes em idade acima de 35 ou 40 anos. A origem da doença ainda não está bem estabelecida. Mas, de maneira geral, está associada ao início do aparecimento de pelos que vão penetrando entre as nádegas na região próxima ao sacro osso grande e triangular localizado na base da coluna vertebral. Sua parte superior se conecta com a última vértebra lombar e sua parte inferior com o osso da cauda ou cóccix. e ao cóccix. é um pequeno osso da parte inferior da coluna vertebral. Faz parte da lista de doenças tratadas pelo coloproctologista (especialista que trata das doenças do intestino, reto e ânus), pois muitas vezes pode se confundir com doenças no ânus, como é o caso da fístula anal, sendo fundamental o exame proctológico para um diagnóstico preciso.
Sinais e Sintomas da Fase Aguda
Normalmente, como primeiro sinal, surge um abscesso acumulação de pus numa cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em conseqüência de inflamação. que pode necessitar de cirurgia para seu esvaziamento (incisão e drenagem). Muitas vezes a doença não reaparece nem prossegue após esta drenagem, cicatrizando e dando-se por curada. Muito importante para evitar que a doença reapareça é eliminar os pelos durante alguns meses. O acompanhamento pelo médico especialista é importante para as decisões quanto ao melhor tratamento.
Sinais e Sintomas da Fase Crônica
Na fase crônica restam persistentes orifícios que eliminam secreções, mostrando sinais de inflamação crônica, associado à vermelhidão e dor. A intervenção cirúrgica está indicada, quase sempre, nesta fase.
Tratamentos e Evolução
A primeira operação habitualmente é simples. Abrem-se as feridas e túneis sendo removidos os tecidos impróprios para cicatrização, limpando e raspando toda a cavidade que continha os pelos ou tecido morto, que então cicatriza com a ajuda de curativos diários. No pós-operatório é importantíssimo, até o fechamento total da ferida, promover a higiene local e manter a pele ao redor da cirurgia totalmente livre de pelos.
Existe também a chamada técnica fechada que consiste em remover todo o tecido afetado e depois dar pontos para fechar totalmente a ferida.
É possível que a doença retorne (recidiva) reaparecimento de uma doença ou de um sintoma, após período de cura mais ou menos longo; recorrência. após a cirurgia, independente da técnica utilizada. Nos casos de recidiva pode-se optar por técnicas mais elaboradas, próprias para estes casos mais complexos e de difícil cicatrização. Estas operações consistem em cobrir a pele muito comprometida pela doença pilonidal e cirurgias anteriores, por uma pele saudável da vizinhança. São as técnicas de “rotação de retalho” que oferecem um alto índice de sucesso. Exigem, porém, um maior cuidado no pósoperatório. A doença pilonidal é um problema benigno. Mas, em determinados casos pode requerer abordagem mais elaborada e complexa para seu tratamento definitivo.
CISTO PILONIDAL
Definição
Doença pilonidal é a denominação mais adequada para o cisto pilonidal que consiste em um problema crônico.
problema ou doença de longa duração, que dura muito tempo.
Pode provocar várias apresentações: abscessos, orifícios que eliminam pus (fístulas), tecido morto (necrose) morte de célula ou tecido orgânico e espaços e túneis debaixo da pele. Esta é uma doença que não cicatriza se não for tratada adequadamente.
Acomete indivíduos jovens de ambos os sexos e incide habitualmente entre os 17 e os 30 anos, embora não seja incomum observarmos pacientes em idade acima de 35 ou 40 anos. A origem da doença ainda não está bem estabelecida. Mas, de maneira geral, está associada ao início do aparecimento de pelos que vão penetrando entre as nádegas na região próxima ao sacro osso grande e triangular localizado na base da coluna vertebral. Sua parte superior se conecta com a última vértebra lombar e sua parte inferior com o osso da cauda ou cóccix. e ao cóccix. é um pequeno osso da parte inferior da coluna vertebral. Faz parte da lista de doenças tratadas pelo coloproctologista (especialista que trata das doenças do intestino, reto e ânus), pois muitas vezes pode se confundir com doenças no ânus, como é o caso da fístula anal, sendo fundamental o exame proctológico para um diagnóstico preciso.
Sinais e Sintomas da Fase Aguda
Normalmente, como primeiro sinal, surge um abscesso acumulação de pus numa cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em conseqüência de inflamação. que pode necessitar de cirurgia para seu esvaziamento (incisão e drenagem). Muitas vezes a doença não reaparece nem prossegue após esta drenagem, cicatrizando e dando-se por curada. Muito importante para evitar que a doença reapareça é eliminar os pelos durante alguns meses. O acompanhamento pelo médico especialista é importante para as decisões quanto ao melhor tratamento.
Sinais e Sintomas da Fase Crônica
Na fase crônica restam persistentes orifícios que eliminam secreções, mostrando sinais de inflamação crônica, associado à vermelhidão e dor. A intervenção cirúrgica está indicada, quase sempre, nesta fase.
Tratamentos e Evolução
A primeira operação habitualmente é simples. Abrem-se as feridas e túneis sendo removidos os tecidos impróprios para cicatrização, limpando e raspando toda a cavidade que continha os pelos ou tecido morto, que então cicatriza com a ajuda de curativos diários. No pós-operatório é importantíssimo, até o fechamento total da ferida, promover a higiene local e manter a pele ao redor da cirurgia totalmente livre de pelos.
Existe também a chamada técnica fechada que consiste em remover todo o tecido afetado e depois dar pontos para fechar totalmente a ferida.
É possível que a doença retorne (recidiva) reaparecimento de uma doença ou de um sintoma, após período de cura mais ou menos longo; recorrência. após a cirurgia, independente da técnica utilizada. Nos casos de recidiva pode-se optar por técnicas mais elaboradas, próprias para estes casos mais complexos e de difícil cicatrização. Estas operações consistem em cobrir a pele muito comprometida pela doença pilonidal e cirurgias anteriores, por uma pele saudável da vizinhança. São as técnicas de “rotação de retalho” que oferecem um alto índice de sucesso. Exigem, porém, um maior cuidado no pósoperatório. A doença pilonidal é um problema benigno. Mas, em determinados casos pode requerer abordagem mais elaborada e complexa para seu tratamento definitivo.
PÓLIPOS INTESTINAIS
Tema abordado por Dra.Sandra Pedroso de Moraes especialista em Proctologia e Nutrologia
O que são?
O pólipo intestinal é uma alteração causada pelo crescimento anormal da mucosa do intestino grosso (cólon e reto). É uma das condições mais comuns que afeta o intestino, ocorrendo em 15 a 20% da população. Alguns são baixos e planos, outros são altos e se assemelham a um cogumelo, podendo aparecer em qualquer parte do intestino grosso. Inicialmente são diminutos e benignos (adenoma), podendo crescer até sofrerem transformação maligna (adenocarcinoma). Por este motivo é tão importante a remoção dos pólipos, com a finalidade de prevenir o câncer.
Como surgem os pólipos?
Pólipos intestinais surgem como resultado das alterações (mutações) dos cromossomos de algumas células da mucosa, fazendo com que modifiquem seu comportamento. Estas mutações podem surgir ao longo da vida. Por este motivo foram realizados estudos que concluíram que a idade de maior risco para o surgimento dessas alterações (mutações) se inicia após os 50 anos. Entretanto, um maior risco de mutações pode ser transmitido dentro da família (hereditário), o que explica a importância de se pesquisar a história familiar ao analisar o risco de ter a doença.
Quais são os sintomas?
Quando provocam sintomas, podem provocar sangramento, saída de muco com as fezes, alterações no funcionamento do intestino e, em casos raros, dores abdominais. Mas, na maioria das vezes não apresentam sintomas, sendo descobertos com maior frequência através de exames como a colonoscopia ou raios-X contrastados.
Como os pólipos são diagnosticados?
Os pólipos podem ser diagnosticados através de exames endoscópicos ou radiológicos. Três exames endoscópicos podem ser utilizados com esta finalidade: a retossigmoidoscopia rígida, a retossigmoidoscopia flexível e a colonoscopia. A retossigmoidoscopia rígida permite a avaliação de aproximadamente 20 cm finais do intestino, enquanto a retossigmoidoscopia flexível permite o exame de 30 a 60 cm. A colonoscopia permite a avaliação de todo o intestino grosso. No exame radiológico chamado enema baritado (clister opaco) é injetado um contraste por via retal que irá mostrar as paredes intestinais no exame de raios-X. Exames mais simples também podem ser indicados para a detecção precoce. A pesquisa de sangue oculto nas fezes pode ser útil para selecionar pacientes candidatos aos exames completos como a colonoscopia. Mas, é importante enfatizar que um teste negativo não exclui a presença de um pólipo. A descoberta de um pólipo intestinal em um exame de retossigmoidoscopia obriga a uma completa avaliação do intestino, uma vez que até 30% desses pacientes poderá ter outros pólipos.
Os pólipos precisam ser tratados?
Todos os pólipos encontrados no exame endoscópico devem ser totalmente removidos e enviados para análise do médico patologista (exame histopatológico). A imensa maioria dos pólipos é removida através da colonoscopia, exame que permite a utilização de instrumentos delicados e especiais. Contudo, a localização e as características de alguns pólipos podem exigir sua remoção através de cirurgia. Há pouco mais de 20 anos a remoção dos pólipos era realizada através de cirurgia e era muito difícil o diagnóstico precoce de pólipos pequenos. Hoje, a remoção da maioria dos pólipos se faz através da colonoscopia. Este exame teve início na década de 80 e desde então foi aperfeiçoado e já representa um procedimento seguro. Atualmente, os equipamentos empregados no exame (colonoscópios) produzem imagens de excelente qualidade havendo grande variedade de acessórios destinados à remoção dos pólipos (polipectomia). Dessa forma, o especialista tem condições de usar o arsenal mais adequado de acordo com as características do(s) pólipo(s). As complicações são potencialmente graves (hemorragia ou perfuração intestinal), eventualmente requerendo tratamento cirúrgico para sua solução. Apesar da possibilidade de complicações, sua baixa incidência não deixa dúvidas a respeito do benefício de se propor a colonoscopia e a polipectomia como estratégia eficaz na prevenção do câncer de intestino.
Os pólipos voltam?
Uma vez que o pólipo é removido totalmente, sua recorrência (reaparecimento) não é comum, mas pode acontecer. Também podem surgir novos pólipos em locais diferentes, o que ocorre em cerca de 30% dos indivíduos. Por esse motivo, o acompanhamento periódico deve ser realizado, com a ajuda de médicos especialistas. O intervalo de tempo que um indivíduo deve voltar a realizar um exame depende dos achados do último exame, assim como do risco (pessoal e familiar) que cada indivíduo tem de desenvolver câncer intestinal. Algumas situações particulares caracterizam risco elevado para o câncer de intestino. Nestes casos a investigação através da colonoscopia é formal e o intervalo de tempo entre os exames deve ser abreviado, visando conferir proteção adequada a cada situação.
Nós do Hospital Dia Saúde Integrada Vida desejamos a todos as boas vindas.
Alguns de nossos exames :
Endoscopia e Colonoscopia
Retossigmoidoscopia flexível
Biópsia de esôfago, estômago e duodeno.
Biópsia de reto e colon
Polipectomia de esôfago, estômago e duodeno
Polipectomia de reto e colon
Pesquisa de Helicobacter Pylori (teste da urease)
Manometria esofágica
PH-Metria de 24 horas
Ultrassonografia
Mantenha sua saúde em dia
Faça seu check-up físico, laboratorial, nutricional e de condicionamento físico, tudo no mesmo local e com equipe integrada.
Dietas
Consulte nossa equipe integrada, médico nutrólogo, nutricionista e professor de educação física. Faça seu tratamento personalizado e se surpreenda com sua melhora nos primeiros três meses.
Nutrição educacional
Reeducação alimentar é o primeiro passo para sua saúde, agende uma consulta com a equipe de nutrição e médicos especializados
Exames médicos e cirurgias
Endoscopia digestiva alta
Colonoscopia
Retossigmoidoscopia flexível
Biópsia de esôfago, estômago e duodeno.
Biópsia de reto e colon
Polipectomia de esôfago, estômago e duodeno
Polipectomia de reto e colon
Pesquisa de Helicobacter Pylori (teste da urease)
Manometria esofágica
PH-Metria de 24 horas
Ultrassonografia
Cirurgias e procedimentos
Cirurgias laparoscópicas
Cirurgias para colocação de balão intragástrico
Hemorroidectomia com nova tecnologia
Cauterização de condilomas
ESTÉTICA E BEM ESTAR
TRATAMENTOS TÉCNICAS E EXAMES O enigma do rejuvenescimento com saúde
DERMATOLOGIA ESTÉTICA
BIOPLASTIA E PREENCHIMENTO
Redução de rugas, contorno, labial, facial e corporal ( ácido Hialurônico, PMMA e Aqualift )
CARBOXITERAPIA
Infiltrações de CO2, redução de medidas, flacidez, estrias, celulite e rejuvenescimento.
DERMA ROLLER
Rejuvenescimento cutâneo, redução de rugas, estrias, cicatrizes de acne e flacidez.
CIRURGIA DERMATOLÓGICA
Exerese de lesões dérmicas, pintas, verrugas, estrias, celulite, câncer de pele, etc.
CRIOTERAPIA
Técnica de congelamento com nitrogênio para câncer e lesões de pele.
LASER
Depilação definitiva, rejuvenescimento facial e corporal, tratamento de manchas, lesões vasculares, cicatrizes de acne, redução de gordura, celulite, e câncer de pele.
PRP – Redução de rugas e rejuvenescimento cutâneo com auxílio de fatores de crescimento celular e células tronco.
QUEDA DE CABELO E CALVÍCIE
Laser capilar, intradermoterapia com fatores de crescimento celular. RPR e carboxiterapia.
IMUNOTERAPIA ATIVADA
Imunização de aplicação sub-cutânea no controle de alergias.
PEELING
Rejuvenescimento, tratamento de rugas, manchas, acne e cicatrizes ( pelling de fenol, hidroxiácidos, ácidos retinóicos e ATA )
RÁDIO FREQUÊNCIA TRIPOLAR
Redução de medidas, flacidez, rugas e celulite.
TOXINA BOTULINICA
Redução de rugas e controle de sudorese ( botox )
TRATAMENTOS ORTOMOLECULAR E ANTI-AGE
A terapia ortomolecular tem o objetivo de amenizar o efeito oxidativo celular no organismo, envelhecimento, doenças degenerativas, desequilíbrio hormonal, stress e obesidade. Nossa proposta é a valorização de diagnóstico precoce e das alterações do metabolismo celular, oferecendo tratamento especializado.
TRATAMENTO ORTOMOLECULAR ANTI AGE
OBESIDADE
Controle de síndrome plurimetabólica, dieta individualizada, terapia com enzimas para gordura localizada e redução do peso.
MODULAÇÃO HORMONAL BIOIDÊNTICA
Climatério, andropausa e monitoramento do envelhecimento celular.
PROGRAMA DE RESULTADOS NO ESPORTE
Modulação hormonal bioidêntica nutrição e fisiatria do exercício
EXAMES
VIDEODERMATOSCOPIA DIGITAL PARA DIAGNÓSTICO DAS LESÕES CUTÂNEAS
Avaliação das lesões cutâneas sem técnica invasiva
MINERALOGRAMA CAPILAR, SANGUÍNEO OU URINÁRIO
Avalia os minerais essenciais e tóxicos do organismo.
BIOQUÍMICA LABORATORIAL E ANÁLISE SANGUÍNEA COM MICROSCOPIA DE CAMPO ESCURO
Avaliação do perfil hermatológico sanguíneo, hormonal e stress celular com precisão.
ELETROSOMATOGRAMA : EIS – TECK
Em apenas 10 minutos é possível analisar o interstício permitindo avaliar a função e os riscos de órgãos e sistemas, aumentando as chances de diagnósticos precoces. É indolor, não invasivo e sem efeitos colaterais. Monitora a eficácia terapêutica permitindo ratificar ou alterar o uso de medicamentos e o curso do tratamento.
ELETRO INTERSTICIAL SCAN
PRÁTICA DA MEDICINA FUNCIONAL POR CROMOAMPEROMETRIA, QUE ANALISA AS FUNÇÕES DO CORPO HUMANO.
É possível estimar a vida vital dos órgãos, Identifica desordens estruturais, Analise dinâmica, Análise das funções corporais de acordo com a cronobiologia individual, Análise qualitativa da capacidade de homeostase, do organismo
Stress oxidativo, Neurotransmissores, Gasometria, Bioquímica Ionograma,  Avaliação hormonal
- Ajuda na decisão terapêutica
- Avaliação comparativa do sucesso terapêutico
- Micronutrição
- Dieta personalizada
- Análise psiconeuro-imune
Corpo Clínico
ENDOSCOPIA E COLONOSCOPIA ( ATENDIMENTO DE SEGUNDA À SÁBADO)
Aldo José Serafini de Araújo – Gastroenterologia ( UNIMED )
Joaquim José de Oliveira Filho – Proctologia e Cirurgia do Aparelho Digestivo ( UNIMED )
Priscila Ferreira do Nascimento – Gastroenterologia e Cirurgia Geral ( UNIMED )
Anderson Pinheiro – Ginecologia e Obstetricia ( UNIMED )
Carlos Eduardo Rissato – Dermato & Estética Prática Ortomolecular ( PARTICULAR )
Carolina The Macedo – Cardiologia, Eco e teste de esforço  ( UNIMED )
Debora Helena Gonçalves Rossi – Cirurgia Geral   ( UNIMED )
Erika Hansen Barbarini – Psicologa ( PARTICULAR )
Fabiana Duarte Mendes e Modolo – Cirurgia Plastica  ( UNIMED )
Francisco Vianna Oliveira Filho – Geriatria, medicina biológica, ortomolecular, acumputura e hiperbárica ( UNIMED )
Gustavo Atra Giovanetti – Ultra sonografia   ( UNIMED )
João Lian Junior – Anestesiologista   ( UNIMED )
Luiz Gustavo Capochin Romagnolo – Cirurgia GeraL    ( UNIMED )
Marcelo Kassouf – Cirurgia Geral, Gastroenterologia e Cirurgia Vídeo-laparoscópica   ( UNIMED )
Natalia Corrêa – Psicologa ( PARTICULAR )
Renata de Paula Lian – Anestesiologista   ( UNIMED )
Sandra Pedroso de Moraes – Proctologista e Nutróloga   ( UNIMED / PETROBRAS / SAÚDE CAIXA )
Waldivia Aparecida de oliveira Borghi – Nutricionista  ( PARTICULAR )
HOME CARE SERVIÇOS
Serviços
Além de muitas especialidades, o Hospital dia Saúde Integrada Vida, possui uma extensa gama de serviços. Confira alguns dos serviços prestados por nós:
Curativos
Medicação intravenosa, via oral e intramuscular
Clister
Retirada de drenos
Retirada de pontos
Retirada de sonda vesical
Sondagem vesical, nasogátrica e nasoenteral
Eletrocardiograma
Banho e troca de malha compressiva
Acompanhamento de enfermagem após alta hospitalar
Conheça algumas das especialidades atendidas pelo Hospital dia Saúde Integrada Vida
RMC
Americana, Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d'Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos, Vinhedo
 

Doenças tratadas

  • Refluxo Gastroesofágico
  • Doença Inflamatória Pélvica
  • Gastrite Hipertrófica
  • Traumatismos Do Joelho
  • Incontinência urinária em mulheres
  • Gastroenterite
  • Hemorragia Gastrointestinal
  • Gastrite
  • Doença De Crohn
  • Doenças Prostáticas
mais

Clínicas e hospitais mais próximos

Opiniões sobre os especialistas desta clínica

  • Fabio Thadeu Ferreira

    Urologista, Prof.

    • J
      Local: Urosaúde CampinasServiço: Consulta Urologia

      Atraso na consulta, atraso de 50 min para atender e consulta muito rápida, atendimento apressado.
      Aguardar o retorno com os exames para melhor avaliação.

    • S
      Local: Urosaúde CampinasServiço: Consulta Urologia

      Ótimo médico, atencioso e preocupado com a saúde de seus pacientes, me deu confiança eu sua consulta

    Ver todas as opiniões (23) sobre este especialista


  • Arnaldo Amstalden Neto

    Cirurgião Geral, Urologista, Dr.

    • P

      Um excelente profissional.
      Meu marido fez uma cirurgia de Varicoceles com ele e foi um sucesso.
      Obrigada Dr.


  • Sandra Pedroso de Moraes

    Nutrólogo,

    • P
      Serviço: tirar dúvidas sobre um determinado assunto

      Pontos positivos
      Tirei minhas dúvidas sobre o assunto. Fui muito bem atendida por todas. Gostei tanto que vou agendar outra consulta.

      Pontos de melhoria
      Nada.


  • Waldivia Aparecida de oliveira Borghi

    Nutricionista, Dra.

    • P
      Local: A Saude Integrada Vida HospitalServiço: Indicação

      Pontos positivos
      Poderia falar o que eu não gostei, ela não para de falar um minuto fala de mais, tive uma aula de nutrição porém o que eu fui buscar que era minha dieta ela disse que era só daqui 10 dias porém já faz mais de vinte dias e até agora ela não me envio por e-mail minha dieta eu odiei

      Pontos de melhoria
      Trocando de profissional

    • U
      Serviço: acompanhamento

      Pontos positivos
      atenciosa


  • Natalia Corrêa

    Psicólogo, Dra.

    • A
      Local: A Saude Integrada Vida Hospital

      Pontos positivos
      Excelente atendimento, muito atenciosa e gentil. Excelente profissional!

    • P

      Pontos positivos
      Dr. Natalia desenvolve seu trabalho com confiança, como cliente fico tranquila.


Pesquisas relacionadas