Alergias alimentares - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Quais são as alergias alimentares?

A alergia alimentar é uma reação anormal chamada de hipersensibilidade, que ocorre depois de tomar uma quantidade normal de um determinado alimento. A reação é repetida sempre que você come o alimento em questão.

Embora as alergias alimentares são raros, geralmente ocorrem em crianças menores de quatro anos.

As alergias alimentares mais comuns são leite, ovos, peixes, nozes, frutas cítricas e tomate.

Crianças com alergias alimentares têm frequentemente sintomas diferentes em episódios recorrentes, incluindo:

  • Eczema infantil grave (ou rash)
  • Vômitos
  • Diarréia (sem razão aparente)
  • Bronquite asmática ou asma
  • Rinite alérgica.

Como as alergias alimentares começam?

Quase um terço da população elimina certos alimentos da dieta de sua família ou sua própria, porque eles pensam que podem desencadear uma reacção alérgica. Mas, na realidade, apenas cerca de um terço das crianças sofrem de reações alérgicas a alimentos e mais desaparecer antes de chegar a três anos. Entre os adultos, apenas cerca de 1% tem uma alergia alimentar.

Como evitar alergias alimentares?

Doenças alérgicas do primeiro tipo são herdadas, até certo ponto. Portanto, é aconselhável para as mulheres  falarem com o médico ou um alergista antes de engravidar.

O que devo fazer se eu suspeitar meu filho tem alergia alimentar?

  • Em caso de dúvida, consulte o seu médico.
  • Não faça do seu filho tem uma estranha dieta restrita que pode causar desnutrição.
  • Uma mudança nos movimentos do intestino da criança não é um sintoma de alergia.
  • É totalmente normal mudar os movimentos intestinais normais de uma criança se você mudar sua dieta.
  • Mais importante ainda, relaxe. Não assuma que o seu filho tem uma alergia alimentar até confirmado por um alergista.

É possível tratar alergias?

Se seu filho tem uma alergia alimentar, o tratamento é uma dieta que elimina a fonte de alimento da reação.

Uma vez por ano deve ser re-introduzido na dieta da criança uma pequena quantidade de comida para ver se ainda há a alergia e se deseja continuar com a dieta. Este procedimento deve ser feito sob a supervisão de um alergista.

Especialistas em alergias alimentares

Encontre um especialista em Alergias Alimentares na sua cidade:
Janaina Melo

Janaina Melo

Alergista

Ribeirão Preto

Lucas Rodrigues de Castro

Lucas Rodrigues de Castro

Pediatra

Patos de Minas

Daniel Henrique C. Silva

Daniel Henrique C. Silva

Pediatra

Salgueiro

Maria Luiza Silva

Maria Luiza Silva

Pediatra

Ipiaú

Flavia Rabelo Frayha

Flavia Rabelo Frayha

Alergista

São Vicente

Perguntas sobre Alergias alimentares

Nossos especialistas responderam a 44 perguntas sobre Alergias alimentares

Boa noite ! Quando as veias em torno do anus ficam edemaciadas ( inchadas) , indica que um processo inflamatório está ocorrendo ,ele pode está apresentando uma hemorroida e as coisinhas que…
1 respostas

Dr. Ataualpa Pereira dos Reis
Dr. Ataualpa Pereira dos Reis
Alergista, Pneumologista
Belo Horizonte
Esta reação aos corantes é raríssima.Ocorre em 0.1% da alergias alimentares. Para se ter uma idéia, em meus 50 anos de medicina nunca conseguí comprovar uma reação específica destas.Fala-se desta…
2 respostas

Dr. Frederico Lobo
Dr. Frederico Lobo
Nutrólogo
Goiânia
90% das crianças que tiveram alergia à proteína do leite de vaca evoluem para cura da alergia. Muito raro a alergia manifestar-se na fase adulta. Porém há casos de alergia à proteína do leite…
4 respostas

Especialistas falam sobre Alergias Alimentares

Uma reação do sistema imunológico desagradável ou perigosa após a ingestão de determinado alimento. O tratamento é feito com auxílio médico Geralmente diagnosticável pela própria pessoa Frequentemente requer exames laboratoriais ou de imagem A causa das alergias alimentares é desconhecida. Em alguns casos, as alergias ocorridas durante a infância podem desaparecer na idade adulta. Os sintomas de uma reação podem incluir problemas digestivos, urticária ou vias respiratórias inchadas. As reações graves podem ser fatais. Os medicamentos anti-histamínicos tratam reações leves. Uma reação grave precisa de uma injeção de epinefrina e atendimento de emergência.Também é comum: cólica do bebê.

Alergia alimentar é mais comum em crianças e os principais alérgenos são o leite de vaca, clara do ovo, trigo, amendoim e sementes como castanhas e corantes. O diagnóstico pode ser realizado retirando o alimento suspeito, ou através do teste cutâneo ou teste de contato ou pelo exame IgE especifica Imunocapp colhido no sangue. Porém se o exame der negativo, não significa que não tenha a alergia, pois temos outros mecanismos envolvidos nos sintomas que não aparecem nos exames, e o diagnóstico será pela dieta exclusão do alimento suspeito como o tratamento.

Elisangela Lemos Da Costa

Alergista, Pediatra

Barueri


Alergias e alimentares e intolerâncias alimentares são as patologias que mais atendo no meu cotidiano. Talvez por ser portador de algumas, tive que aprender a ir atrás e aprender, já que infelizmente a grande maioria dos médicos não sabem manejar de eficaz.

Frederico Lobo

Nutrólogo

Goiânia


As alergias alimentares estão cada vez mais frequentes, e em crianças os principais alimentos envolvidos são o leite de vaca e o ovo; entretanto é extremamente necessário um diagnóstico correto, que envolve não só exames, mas uma história sugestiva, e se possível um teste de provocação, para melhor elucidação, e evitar que exclusões desnecessárias sejam feitas. Lembrem-se, exames de sangue de alergia alimentar, ou mesmo o testes de puntura, sozinhos não fecham diagnósticos! Investigar é preciso. Fiquem atentos.

Identificar os alimentos que causam alergia como leite, camarão, trigo, amendoim, ovo entre outros.

Karla Vianna De Souza

Alergista

Rio de Janeiro


A alergia alimentar ocorre em crianças e adultos e pode se manifestar através de um quadro de placas vermelhas pelo corpo, inchaço, diarreia ou vômitos, após a ingesta do alimento. São mais comuns na criança as alergias ao leite de vaca, ovo, soja e trigo, mas qualquer alimento que contenha proteína pode desencadear reação alérgica. Na consulta médica todas as informações são importantes, sinalizando-se quando começaram e de que forma são as manifestações e quais os alimentos mais prováveis envolvidos. É importante ter anotado os hábitos alimentares da criança ou do paciente. Estou à disposição para lhe tirar suas dúvidas e ajudá-lo(a) a ter melhor qualidade de vida.

Davisson Tavares

Alergista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Alergia à alimentos é muito comum na infância, visto que o sistema imunológico está se desenvolvendo nessa fase. Os quadros mais frequentes são a alergia ao leite de vaca e ao ovo, lembrando que alergias a outros alimentos tambem são comuns (trigo, amendoim, frutos do mar, cacau e frutas). A alergia ao leite na primeira infancia é de grande importancia. A gama de sintomas é enorme, desde dermatites de face em lactentes, refuxo gastroesofágico, obstipação intestinal, diarréias crônicas, sangramento nas fezes, crises de bronquite, urticárias e dermatite atópica. Se existe esse tipo de suspeita, deve-se realizar acompanhamento de perto com alergista para completa investigação.

Victor Lioi

Alergista

Osasco


A Incidência das alergias alimentares cresceu drasticamente nos últimos anos e cada vez mais torna-se um desafio para o médico, familiares e crianças. É fundamental que o diagnóstico e tratamento sejam feitos por profissionais especializados visto que são grandes os impactos das restrições alimentares na criança. O gastropediatra atua nas alergias alimentares não IgE mediadas, ou seja, que não podem ser comprovadas por exames laboratoriais, precisam de teste de provocação para sua confirmação. Elas envolvem o trato gastrintestinal e podem se apresentar de variadas formas, desde de cólicas até sangramento nas fezes.

Bruna França Protásio

Pediatra

Aracaju


Dentre as alergias alimentares que mais manejamos na gastroenterologia junto com a imunologia, encontra-se a esofagite eosinofílica. Não está muito claro na literatura, mas, acredita-se que a ingesta de ovo, soja, leite, amendoim e castanhas, frutos do mar e trigo estão relacionados à infiltração por células, chamadas de eosinófilos, na mucosa do esôfago, podendo levar a quadros de dificuldade para deglutir (disfagia) e até mesmo impactação alimentar. Além do tratamento clínico o paciente poderá ser acompanhado do ponto de vista endoscópico avaliando a resposta à terapia instituída.

Adriana Ribas Andrade

Gastroenterologista

Salvador

Agendar uma visita

Alergia a leite de vaca ou intolerância a lactose? Trata -se de doenças diferentes, a alergia se refere a uma reação imunológica as proteinas do leite de vaca, já na intolerância ocorre uma deficiência enzimática levando a má digestão da lactase, o açúcar do leite. Embora os sintomas possam ser semelhantes, são de tratamento e restrições diferentes quanto ao leite e derivados.É preciso que o alergologista através de exames diferencie e trate cada paciente em particular.

As alergias alimentares no lactente podem vir acompanhadas de sintomas como irritabilidade, dificuldade de ganho de peso, alterações nas fezes, dentre outras manifestações. E podem surgir em diversos momentos da vida da criança, devido a isso é de suma importância que o pediatra acompanhe de perto seus pequenos. Em consulta com anamnese detalhada e também realizar as medições antropométricas, capazes de iniciar uma suspeita sobre o quadro, para então seguir com as orientações dietéticas e comportamentais necessárias para o acompanhamento dessas crianças.

Lorena Oliveira

Pediatra

Brasília

Quais profissionais tratam Alergias alimentares?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.