Transtorno da ansiedade - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em transtorno da ansiedade

Encontre um especialista em Transtorno da Ansiedade na sua cidade:
Vitoria Oliveira Reis

Vitoria Oliveira Reis

Psiquiatra, Terapeuta ocupacional

São Paulo

Luíza Pinheiro

Luíza Pinheiro

Psiquiatra

Juazeiro Do Norte

Bibiana Cadó

Bibiana Cadó

Psiquiatra

Porto Alegre

Pamela Gouveia

Pamela Gouveia

Psiquiatra

Recife

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Perguntas sobre Transtorno da ansiedade

Nossos especialistas responderam a 127 perguntas sobre Transtorno da ansiedade

Dr. Rodolfo Rovagnol Cambota
Dr. Rodolfo Rovagnol Cambota
Ortopedista - traumatologista
Goiânia
Olá. O tratamento para qualquer transtorno de coluna como a hérnia de disco vai muito além do uso de uma medicação isolada. A grosso modo a Pregabalina tem ação no controle da dor e no "reparo"…
2 respostas

Boa tarde! O quadro descrito parece um transtorno de ansiedade, mas somente um especialista , durante uma consulta médica poderá diagnosticar e prescrever o tratamento adequado . Agende uma consulta…
2 respostas

 Adriana Penna
Adriana Penna
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Essa crise que aparece de repente tem algum motivo, algo está fazendo com que você se sinta assim. E é algo tão intenso que você chega a se agredir. Se você puder procurar um psicólogo para falar…
13 respostas

Especialistas falam sobre Transtorno da Ansiedade

Transtorno da Ansiedade Generalizada é quando, por mais de 6 meses, em várias áreas da vida pessoal e do trabalho, a pessoa apresenta muita ansiedade associada a uma tendência a se preocupar excessivamente com problemas, temendo sempre que o pior aconteça a sua saúde; cansa-se facilmente; não dorme bem; irrita-se por motivos que antes incomodariam menos; tem os músculos tensos, principalmente nos ombros e nuca; tem dificuldade de se concentrar e mal consegue relaxar. O tratamento psiquiátrico é eficaz no controle dos sintomas e pode ser complementado por psicoterapia para aumentar sua efetividade a longo prazo.

Rafael Ventura Lima

Psiquiatra

Santo André - Pb


A ansiedade é algo comum em todas as pessoas, em níveis exagerados passam a não mais nos proteger mas a paralisar diante de coisas que não merecem tanto medo. Por exemplo, é normal quando se apresenta uma palestra ou um vai a uma entrevista de emprego que se sinta ansioso alguns minutos antes de iniciar, porém, quando a ansiedade apresenta prejuízos na vida tais como:  insônia, taquicardia, calafrios, sudorese, falta de ar, tremores, pensamentos de incapacidade e etc. se faz necessário uma intervenção psicoterapêutica. Algumas doenças estão associadas a ansiedade, entre elas: Transtorno de Pânico, fobias, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), transtorno de ansiedade generalizada.

Vilma Oliveira

Psicólogo, Psicanalista

Londrina

Agendar uma visita

Acolho o paciente, ouço-o com atenção, procuro discernir o gatilho que provoca a ansiedade e alimenta o transtorno, direciono sempre em busca de aliviar o sofrimento, a angústia. O processo de psicoterapia nesse caso consiste numa reeducação onde o paciente reaprende a viver de forma moderada, controlar seus pensamentos e por os pés no chão, vivendo da forma mais realista possível, dando o devido valor aos riscos que corre, impedindo dessa forma, que o paciente potencialize os problemas e suas consequências.

Dínerson Fiuza

Psicólogo, Sexólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Você já sentiu uma ansiedade tão intensa que se tornou um "Pânico"? É uma sensação de extrema ansiedade ou de medo intenso, sem que exista uma causa aparente ou definida. Pode durar desde alguns minutos até horas. Os sintomas incluem sentimentos de morrer ou de perder o controle de si mesmo, respiração rápida e ofegante. Pode ter suores nas mãos, tonturas ou sensação de desequilíbrio, dor ou aperto no peito, além da sensação de imensa solidão, morte iminente ou que algo muito ruim está para acontecer. Os sintomas de um ataque de pânico podem ser tão intensos, que a pessoa pode pensar que está tendo um ataque cardíaco. É importante descobrir se existe algum problema isolado ou orgânico.

Cleunice Paez Borges

Psicólogo

São Paulo


A ansiedade patológica ocorre quando este estado está desproporcional à situação enfrentada, ou quando ocorre na ausência de qualquer perigo real. Uma vez que a percepção de perigo depende fundamentalmente do processamento cognitivo do indivíduo, podemos dizer que mesmo uma situação de perigo imaginário (fantasias) é capaz de desencadear respostas de ansiedade em uma pessoa. À parte a recomendação consensualmente aceita de medicação e psicoterapia, existem algumas técnicas bastante simples que podem ser utilizadas a qualquer momento, e que interrompem, relativamente rápido, o estado corporal que a ansiedade provoca.

Sirlei D. Ribeiro Giannini

Psicólogo

Uberlândia


Os Transtornos de Ansiedade causam limitações pessoais, profissionais e acadêmicas, pelo alto custo emocional de seus sintomas. São eles: . Síndrome do Pânico . Transtorno Obsessivo Compulsivo . Ansiedade Generalizada . Ansiedade Social . Transtorno do Estresse Pós Traumático A Terapia Cognitivo Comportamental, através da reestruturação cognitiva, capacita o indivíduo a intervir em seus processos disfuncionais de interpretações e percepções, favorecendo o ajustamento. Técnicas com enfoque comportamental, como exposição gradual à situação fóbica e escala de graduação do evento fóbico, levam ao acesso aos recursos de enfrentamento e proporcionam diminuição dos sintomas e qualidade de vida.

Rita K. A.costa

Psicólogo

São Paulo


Segundo o DSM-IV-TR, a característica essencial do transtorno de ansiedade generalizada é uma ansiedade ou preocupação excessiva, que ocorre na maioria dos dias por um período de pelo menos seis meses, acerca de de diversos eventos ou atividades, associado a sintomas físicos e psíquicos. A psicoterapia aliada a medicação minimiza o nível de ansiedade, consequentemente reduzindo os sintomas.

Kelly Pinho Monteiro

Psicólogo

Jaboatão Dos Guararapes

Agendar uma visita

Ansiedade é um estado emocional caracterizado pela antecipação do futuro. A pessoa ansiosa vive voltada para o futuro, sua mente cria pensamentos negativos, catastróficos, gerando medos e reações físicas, como por exemplo, taquicardia, dificuldade de respirar, distorções da realidade etc. Os principais Transtornos de Ansiedade são: Síndrome do Pânico, Fobia Específica, Fobia Social, Transtorno de Estresse Pós Traumático, Transtorno Obsessivo Compulsivo e Transtorno de Ansiedade Generalizada. O tratamento desse transtorno é feito com uso de medicação e psicoterapia. Um psicoterapeuta irá ajudar o portador desse transtorno a desenvolver estratégias e habilidades para aprender a lidar com ele.

Sueli Cabral Midlej

Psicólogo

Salvador


A ansiedade tem sido considerada um mal da nossa época, porém, é passível de tratamento, que pode ser psicoterapeutico, medicamentoso e outros. A ansiedade ou transtorno de ansiedade pode se apresentar em diversos níveis e em algum destes se faz necessário o uso de medicamento e acompanhamento de um psiquiatra. No caso do tratamento psicoterapeutico, o objetivo é investigar e compreender a dificuldade do indivíduo em lidar com o aqui agora e estar se voltando ao passado ou se remetendo ao futuro. A compreensão das causas e o envolvimento do paciente no processo psicoterapeutico objetiva a remissão dos sintomas apresentados, possibilitando ao indivíduo, uma melhor qualidade de vida.

Certamente existe um padrão de representações (interna) gerando um processo que provoca um estado(ansiedade) associado ao futuro, normalmente. Ou seja, existe uma sequência de representação, chamamos isso de estratégia, do qual podemos desbastar a sequência e consequentemente alterar o que está decodificado, provocando o comportamento.

Trnastorno de ansiedade generalizada Você sente preocupação excessiva, fica tenso e ansioso durante todo o dia? Sente sintomas físicos, como dor devido à tensão muscular, dores de cabeça, “nó na garganta” ou reage a situações de surpresa com sobressalto exagerado? Se você se identificou com esses sintomas, é bom estar alerta. Ficar ansioso, às vezes, não é problema, mas se as suas preocupações e os seus medos são tão intensos e constantes que chegam a interferir em sua vida pessoal e profissional é recomendável fazer uma avaliação psicológica porque pode estar sendo afetado pelo Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

A ansiedade é uma emoção normal do ser humano, comum ao se enfrentar algum problema no trabalho, antes de uma prova ou diante de decisões difíceis do dia a dia. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar uma doença, ou melhor, um distúrbio de ansiedade.Sintomas mais comuns de ansiedade: batimentos cardíacos acelerados, suor nas mãos, boca seca, vertigens, tensão, medo ou pavor e qualquer outro sentimento ruim em excesso.

Quando a ansiedade é doença? Quem sofre de ansiedade crônica está constantemente preocupado, mesmo que não haja nenhum motivo para isso. A preocupação pode evoluir para um medo tão poderoso que paralisa o indivíduo, criando, assim, um círculo vicioso que impede a pessoa de sair daquela situação desconfortável. Além disso, a ansiedade interfere na percepção que a pessoa tem do seu ambiente e de si própria. Tudo passa a ser ameaçador e a sensação é de vulnerabilidade constante. Esse processo afeta a autoestima, a resistência física e mental. Lembre-se de que, neste caso, a ansiedade precisa ser tratada. É possível controlar os sintomas, procure um psicóloga(o).

O Transtorno de Ansiedade Generalizada se espalha pelo mundo a passos largos. Por vários motivos, físicos e emocionais. A Fitoterapia vem obtendo ótimos resultados no tratamento da ansiedade. Usando plantas medicinais, de maneira consciente e de acordo sempre com a individualidade do paciente. Várias plantas hoje nos ajudam na melhora dos sintomas de ansiedade, que são bem desconfortáveis, quem tem o transtorno sabe bem do que falo.

Ana Paula Moura

Nutricionista, Terapeuta complementar

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A manifestação da ansiedade nada mais é do que uma resposta do nosso inconsciente a situações que consideramos de perigo ou traumáticas. Ela está relacionada a uma necessidade nossa de resolver problemas que nós nem mesmo conhecemos ou compreendemos, como se o inconsciente estivesse nos poupando e nos preparando para essas situações de risco. A grande maioria dos nossos traumas e conflitos internos reside no nosso inconsciente e somos incapazes de percebê-los sozinho. Quando o tratamento psicanalítico é utilizado para controle das manifestações de ansiedade dos pacientes, espera-se que o analista ajude o analisando a compreender por que razão seu inconsciente está se manifestando dessa mane.

Renata Fadel Lemos

Psicanalista, Psicólogo, Terapeuta complementar

Osasco


A ansiedade quando persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação. Tratamento: O objetivo do tratamento é ajudar o paciente a agir normalmente na vida cotidiana, limitando suas preocupações. A terapia cognitivo-comportamental ajuda a compreender os comportamentos e como conseguir controlá-los. Durante a terapia, e também em casa, aprenderá a: Compreender e aprender a controlar seus pensamentos recorrentes e comportamento de outras pessoas ou eventos importantes. Reconhecer e substituir os pensamentos que causam pânico, diminuindo o sentimento de impotência.

Tânia Tavares Reis

Psicólogo

Palmas


Sabia que muito do que te aflige tem peso por você achar que não vai conseguir dar conta e vai deixando pra depois, tentando se distrair, deixando o tempo passar e, quem sabe, até resolver por você? Pois é, mas o tempo passa com ou sem os nossos problemas, medos, dificuldades, limitações e não resolve nada por nós. Quanto mais você se descobre e se conhece no processo psicológico cognitivo-comportamental melhores são as chances de saber como agir a cada novo desafio, seja ele difícil ou não. Ofereço sessões objetivas, diretivas e com 2, 3 meses de atendimento dá para começar a sentir os benefícios (dependendo do seu comprometimento e sua entrega durante o processo).

Bibiana Ribeiro Alves

Psicólogo

Florianópolis


A ansiedade é algo natural de acontecer, em excesso pode causar sérios problemas na vida do individuo. Inicia com um stress, que pode acontecer no ambiente de trabalho, na vida social com amigos e até nas relações familiares, mudando para uma ansiedade generalizada e evoluir para uma síndrome do panico. - Sintomas da ansiedade patológica: - Físico - Falta de ar - Mãos suadas - Náusea - Tremores - Sensação de fraqueza ou cansaço - Boca seca - Psicológicos - Preocupação exagerada - Problemas para dormir - Nervosismo A terapia possibilita que esse individuo aprenda a lidar com o que lhe causa ansiedade, encontrar os recursos que necessita para superar o problema e melhorar sua qualidade de vida.

Maristela Silva

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é um sentimento que nos acompanha desde o início da nossa história. Ela é, até certo ponto benéfica, porque nos motiva a agir, melhorando nosso desempenho. O grande problema dos dias atuais é que estamos cada vez mais ansiosos, extrapolando os limites "normais" suportados por nosso organismo. E, como consequência, a mesma ansiedade que nos motivava e impulsionava para a ação, passa a nos paralisar e nos sufocar de forma cada vez mais avassaladora - surgindo, então, os transtornos de ansiedade. Nesses casos, é essencial buscar ajuda de um especialista para que ele possa, junto com você, proporcionar uma redução dos níveis de ansiedade à patamares benéficos ao seu organismo!

A ansiedade é um estado emocional de apreensão, uma expectativa de que algo ruim aconteça. Pode estar relacionada a algum medo ou a alguma situação traumática anterior. A ansiedade é uma emoção difusa, voltada para o futuro. No estado de ansiedade a mente cria vários pensamentos negativos e fantasia diversas cenas temidas, trazendo à tona até reações físicas desconfortáveis. A psicoterapia contribui para o alívio desse estado de alerta e ajuda na organização mental e emocional para que a pessoa viva de forma mais leve e focada no presente, preparando-se para o futuro sem se desgastar tanto para sentir-se calmo e confiante.

Claudia Ribeiro Oliveira

Psicólogo

Jacareí


Porta de entrada para uma série de desordens orgânicas e emocionais, a ansiedade tem crescido muito no mundo atual. Basicamente, o indivíduo encontra dificuldades para lidar com as prioridades da vida. O mundo moderno apresenta tantos estímulos que fazem com a pessoa se perca no que precisa ser de fato vivido e sentido a cada momento. A confusão que o acúmulo de tarefas, expectativas e angústias pelo ainda não realizado faz com que a ansiedade se torne imensa a ponto do corpo adoecer. O processo terapêutico se faz necessário para auxiliar o ansioso a se trazer para a realidade dos fatos, para o aqui e agora.

Khristian B. F. De Sequeira

Psicólogo

Rio de Janeiro


A ansiedade é uma reação que todo indivíduo experimenta diante de algumas situações do dia a dia, como falar em público, em véspera de entrevistas de emprego, provas, exames e eventos importantes. No entanto, algumas pessoas, vivenciam esta reação de forma mais frequente e intensa, que pode ser considerada patológica comprometendo a saúde emocional. Os transtornos de ansiedade se diferenciam do medo ou da ansiedade normais, por serem excessivos ou persistirem por um longo período, sendo induzidos por estresse persistente.

Patrícia Castro

Psicólogo

Fortaleza


Quando Freud começou a relatar suas primeiras impressões sobre quadros de ansiedade em seus pacientes, ele acreditava que essa era uma resposta do nosso inconsciente aos nossos conflitos internos e a situações comuns do nosso dia a dia e da nossa relação com o ambiente em que vivemos. Para tratar a ansiedade, Freud acreditava que a psicanálise era uma alternativa para evitar os problemas psicológicos e psiquiátricos relacionados a esse quadro clínico.

Caio Reis

Psicólogo, Psicanalista

Salvador

Agendar uma visita

A ansiedade é uma experiência humana muito comum e normal. No entanto, quando é vivida com muita intensidade (transtorno) acaba paralisando uma ou mais áreas importantes da vida de quem sofre com o transtorno (trabalho, relacionamentos, lazer). Tal fato também afeta aqueles que mais convivem com a pessoa, exigindo constantes ajustes e intervenções. O primeiro passo é sempre identificar e aceitar que podemos adoecer também mentalmente e, portanto, como qualquer "doença", quem sofre com ela precisa de ajuda e de suporte. A maioria dos transtornos de ansiedade tem uma boa evolução quando há a combinação: terapia, medicação e exercício físico.

Adna Rabelo

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Apesar de aparecer em diferentes contextos e às vezes de modo bastante específico, como nos transtornos ansiosos, ela pode estar ali conosco, quando encaramos a falta de controle e a possibilidade de não aceitação pelo outro. As pressões cotidianas tendem a aumentar nossa ansiedade, as preocupações com o trabalho, a família, o relacionamento com as outras pessoas, preocupações financeiras e tantas outras acabam somando-se. A psicoterapia é um forte aliada para o tratamento da ansiedade e seus transtornos associados.

Fernanda Pacheco

Psicólogo

Curitiba


A ansiedade não é algo negativo, ela permite que a gente se prepare para várias situações, nos ajuda a lidar com "ameaças" e a solucionar problemas. A ansiedade se torna um transtorno quando passa a ser exagerada. A ansiedade intensa e prolongada acerca de várias situações, desde fazer uma prova, pegar um metrô, fazer uma entrevista de emprego ou simplesmente fazer uma ligação, quando coisas simples passam a ser encarradas como "ameaças" isso significa que há um problema. O Transtorno de ansiedade é caracterizado por intensa preocupação, medo e ansiedade acerca de diversas situações, ocupando nossos pensamentos por muitas horas durante o dia ao longo de muitos meses.

Com frequência tem chegado ao consultório, pacientes com queixa de ansiedade e sintomas decorrentes dela, como palpitações, falta de ar, insônia, entre outras. O trabalho que é feito na psicoterapia é ajudar o paciente a perceber a forma como lida com as dificuldades do dia a dia, fazendo com que estes sintomas diminuam e possa ter uma vida mais tranquila, sem prejudicar as suas atividades e relacionamentos.

Carolina De Souza E Silva

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

O tratamento do Transtorno de Ansiedade é realizado semanalmente, em sessões de 50 minutos à 1 hora. O paciente é monitorado em sua evolução do quadro ansioso semana após semana através de instrumento específico utilizado pelo psicólogo. Também são realizadas "tarefas" em sessão e em casa, para promover autoconhecimento, autoavaliação de emoções, pensamentos e comportamentos. Além disso, são ensinadas técnicas de controle da ansiedade, respiração e relaxamento ao paciente.

Antes de tudo, vale destacar que a ansiedade é algo normal, que faz parte da vida de todos. Porém, quando ela atinge níveis elevados e por um tempo prolongado, uma série de sintomas que acompanham tal condição, sejam psíquicos e/ou físicos, passa a atrapalhar o funcionamento do indivíduo em sua rotina. A partir daí, a ansiedade deixou de ser algo normal e passou a se configurar como um transtorno. E, como tal, merece uma maior atenção e uma intervenção no sentido de se evitar as muitas consequências negativas que isso pode trazer. O tratamento envolve estratégias farmacológicas e não farmacológicas, sendo individualizado de acordo com as características do quadro apresentado pelo paciente.

A ansiedade é um estado de humor desconfortável, uma preocupação excessiva com o futuro, que gera um mal estar inclusive físico, com sintomas como taquicardia, tremor, tontura. É também um mal estar psíquico que impede o indivíduo inclusive de realizar desde atos simples como sair de casa para passear ou trabalhar como também dar atenção a tarefas importantes na vida, como concluir um projeto, trabalhar ou estudar. Já a angústia tem características muito parecidas, também costuma trazer sensações físicas como aperto no peito e na garganta e falta de ar por exemplo, mas está mais relacionada com aspectos do passado. É também capaz de paralisar a pessoa tanto quanto a ansiedade dita patológica.

Fisicamente, a ansiedade se assemelha ao medo (agitação, estado de alerta, pulso acelerado etc), mas se caracteriza por combinar estas sensações a certos estados mentais. Observam-se apreensão e expectativa desagradáveis que parecem não ter causa evidente. Ou, por vezes, sabe-se o que desperta o mal-estar (separações, medos sociais etc), mas não por que de repente isso se tornou um problema. A ansiedade comumente surge junto à depressão e é hoje um dos quadros que mais cresce e mais afasta pessoas do trabalho no país. Por tratar-se de uma condição marcada pela cobrança por alto desempenho, a ansiedade se desenvolve na ausência da fala, daí a importância, no tratamento, de sua redescoberta.

Hugo Shimura

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A ansiedade é a uma sensação bastante presente na vida das pessoas. Essa ansiedade desmedida a ponto de interferir nas relações afetivas e profissionais pode ser tratada por meio da psicoterapia (análise). Nas sessões de análise o paciente encontra um espaço para trabalhar essa questão e também os vários elementos da sua vida que lhe causam sofrimento.

Nadir Lara Junior

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba

Agendar uma visita

Devido a situações estressantes a ansiedade é comum em nosso cotidiano e normal, porém se os medos e preocupações persistirem pode evoluir para um transtorno e prejudicar o convívio social e familiar, é comum sintomas físicos como tremores e sudoreses. Cabe ao paciente ao perceber estes sintomas procurarem ajuda de um profissional, como psicólogos e psiquiatras, para assim analisar e verificar as opções de tratamentos, que pode ser com o uso de medicamentos ou apenas com técnicas psicológicas.

Valéria Medeiros Da Silva

Psicólogo

São Bernardo do Campo

Agendar uma visita

O transtorno de ansiedade está crescendo em todo o mundo. Quando damos inicio ao tratamento psicológico evitamos que possa evoluir para um transtorno do panico ou depressão. Na terapia vamos explorar os fatores que podem estar levando você a sentir - se ansioso, explorando as possibilidades que temos em nossa vida.

Filipe Torelli

Psicólogo

Sorocaba


Segundo o DSM-IV-TR,2 um ataque de pânico é um período inconfundível, de imenso medo ou temor, no qual quatro ou mais dos sintomas listados abaixo se desenvolvem de forma abrupta. O ataque atinge o ápice (pico) em 10 minutos e costuma se estender por aproximadamente 40 minutos: • Palpitações ou taquicardia (ritmo cardíaco acelerado); • Sudorese intensa (suor, principalmente na face ou cabeça); • Tremores ou abalos musculares; • Sensação de falta de ar ou sufocamento;” • Sensação de asfixia ou “nó” na garganta (aperto); • Dor ou desconforto no peito; • Náuseas (enjoos) ou desconforto abdominal (similar à cólica); • Sensação de tontura, vertigem ou desmaio; • Sensação de irrealidade.

Patricia Marinho

Psicólogo

Fortaleza


O transtorno da ansiedade generalizada é uma doença comum. Tal como acontece com muitas condições de saúde mental, não se sabe ao certo o que causa esse distúrbio. Acredita-se, porém, que o transtorno da ansiedade generalizada esteja diretamente relacionado a alguns neurotransmissores que ocorrem naturalmente em nosso cérebro, a exemplo da serotonina, dopamina e norepinefrina. Outra crença é a de que um conjunto de fatores possam estar envolvidos nas razões pelas quais um indivíduo possa vir a apresentar a doença, entre eles genética e fatores externos, como o estresse do dia a dia e a qualidade de vida da pessoa.

Desenvolvo atividades para diagnósticos e tratamento de problemas psicológicos e emocionais, que interferem intensamente nas relações da pessoa, da família, com a sociedade, no desempenho de atividades profissionais, na escola, na saúde física e com o futuro da pessoa. Atuando com ênfase analítica, busco através da psicoterapia a ressignificação das situações que adoecem o indivíduo, tanto nos aspectos físicos como psíquicos.

Carmen Lucia Armelin Nadalini

Psicanalista, Psicólogo

Florianópolis


A ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. No entanto, quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação.

Quem passa por estresse diante de várias situações seja mudanças de vida, desemprego, separação, etc. Podendo prejudicar esses processo e permite que surjam pensamento disfuncionais. O EMDR reorganiza os componentes causadores memória negativos e permite a cura dos trauma.

Os transtornos de ansiedade são alguns dos problemas de saúde mental mais recorrente atualmente, e costuma ser diferente da ansiedade normal que sentimos na maior parte das vezes. Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade, e alguns dos mais comuns são o transtorno do pânico e transtorno de ansiedade generalizada. É importante que a ansiedade seja tratada para que o sujeito consiga retomar seu equilíbrio e recuperar a sua qualidade de vida. Nesse sentido, é necessário destacar que o acompanhamento psicológico é fundamental para aprender a lidar com as limitações que a mesma promove na vida do sujeito.

Carolina Marins

Psicólogo

São José dos Campos

Agendar uma visita

A ansiedade faz parte da contemporaneidade, mais de 50% da população mundial se sentirá ansioso em algum momento da vida. A ansiedade é capaz de desencadear a depressão, portanto cuidar dos sintomas de ansiedade pode ser uma forma de preveni-la. Com as crianças a ansiedade pode ser trabalhada através de jogos, baralhos, histórias, desenhos e diálogo. Com os adultos podem ser trabalhadas através de técnicas de atenção, autopercepção, autoconhecimento, valores e atitudes, além da mudança de comportamentos. O controle da ansiedade é fundamental para melhores resultados no trabalho, estudos, relações sociais e qualidade de vida.

Sônia Portes

Psicólogo, Psicopedagogo

São Paulo


A ansiedade é um sentimento de medo, desconforto e preocupação, enquanto o estresse pode vir de qualquer evento ou pensamento que faz você se sentir frustrado, zangado ou nervoso. A origem destes sintomas sempre não é conhecida. Os sintomas de ansiedade e estresse são orientados pela mesma reação química: estresse é uma resposta normal para uma situação ameaçadora e ansiedade é em grande parte causada pela preocupação e antecipação do tempo, impossibilitando o sujeito de viver em um tempo real. Freud acreditava que a ansiedade tinha uma base biológica, herdada. Salientou que a ansiedade é o problema central da neurose.Assim olhamos o transtorno neurótico apresentado em sua intensidade.

Fabiana Benetti

Psicanalista

São Paulo

Agendar uma visita

Acompanhamento terapêutico, através de técnicas e métodos científicos, promovendo significativas melhorias nos quadros de ansiedade. Buscando alterar padrões disfuncionais de pensamento que agravam os sintomas ansiosos. Observação de fatores como: O que há por trás da ansiedade? Como funciona a construção do pensamento? Identificação do indivíduo como autor da própria história.

Flávia Persequino

Psicólogo

Rio de Janeiro


Quando o indivíduo entra no círculo vicioso muito intenso, onde a preocupação é exagerada, a tensão, o medo, a irritabilidade e os pensamentos negativos são constantes tudo isso gera grande sofrimento e o indivíduo acaba desenvolvendo os transtornos de ansiedade. A atividade física e a psicoterapia são fundamentais para o processo terapêutico efetivo.

E quando a Ansiedade se torna algo ruim? Todas as pessoas podem sentir ansiedade, principalmente com a vida atribulada atual. Dependendo do grau ou da frequência, a ansiedade pode se tornar ruim e acarretar muitos problemas posteriores, como os transtornos de ansiedade. Sofrer dessa ansiedade faz com que a pessoa perca uma boa parte de sua auto estima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se acha incapaz de realizá-las.

Vanessa Leal

Psiquiatra

Florianópolis


Os transtornos de ansiedade tem como característica principal uma preocupação excessiva com o futuro acompanhada de medo de tudo dar errado a ponto de causar alterações físicas. Os sintomas principais são: dor de barriga, sudorese, insonia, pensamentos negativos, medo e preocupação constantes. O tratamento feito através da psicoterapia tem o intuito de entender os medos e preocupações e buscar superá-los através de novos pensamentos e assim comportamentos favorecendo melhor qualidade de vida.

Marcela Duarte Bottas

Psicólogo

Carapicuíba


A ansiedade nada mais é do que excesso de futuro. É quando a pessoa sai do aqui e do agora e se lança no como será. Como será a entrevista de emprego, a apresentação, a prova do concurso, será que consigo bater as metas, será que vou conseguir emagrecer, me adaptar a casa nova, ao casamento, a nova realidade financeira, etc. A mente do ansioso vive com o foco no que pode vir a acontecer e não no que está acontecendo de verdade. Os principais sintomas apresentados por um indivíduo ansioso são: dores no peito, dores de cabeça, formigamento, tontura, palpitações, tensão muscular, alterações gastrointestinais, insônia, transpiração, boca seca, sensação de sufocamento, falta de ar entre outros.

É um distúrbio mental caracterizado por fortes sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que acabam interferindo nas atividades diárias. Os principais transtornos de ansiedade são: Síndrome do pânico; Fobia simples; Fobia social; Agarofobia; Transtorno de estresse pós traumático; Transtorno de Ansiedade Generalizada; Transtorno Obsessivo compulsivo. Os sintomas comuns são: taquicardia, angústia, falta de ar, medo excessivo, insônia, sensação de perigo eminente, diarréia com dores no estômago, irritabilidade, intolerância... Caso você tenha mais de três sintomas constantemente, é necessário buscar um profissional para fazer uma avaliação. Cuide da sua saúde mental.

Fernanda Freitas Machado

Psicólogo

Salvador


A Ansiedade caracteriza-se por um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto derivado de antecipação de perigo, de algo desconhecido ou estranho. A ansiedade e o medo passam a ser reconhecidos como patológicos quando são exagerados, interferindo na qualidade de vida do indivíduo. O tratamento psicoterápico para ansiedade envolve o manejo da ansiedade, que irá proporcionar ao paciente o desenvolvimento de ferramentas importantes para o enfrentamento e remissão dos sintomas do transtorno, no qual o mesmo irá aprender a lidar com as situações diversas, além de prevenir recaídas, tornando-se futuramente seu próprio terapeuta.

Andressa Fieni

Psicólogo

Vitória


Distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias

Rebeca Mendes De Paula Pessoa

Psiquiatra

Ribeirão Preto


É um distúrbio na saúde mental que acarreta em prejuízos na adaptação ao meio. A pessoa que sofre de ansiedade generalizada tem sentimentos de forte preocupação e medo, podendo ou não, estar associados a ataques de pânico. O distúrbio pode incluir sintomas físicos como: mãos suadas, tremor, agitação, inquietude, palpitação, dificuldade para engolir e dormir. Além de suscitar, outras patologias como a depressão.

A ansiedade é um comportamento multideterminado, portanto, não há um protocolo ou apenas uma técnica para o tratamento, pois cada indivíduo é único. Inicialmente, é preciso ser feito uma investigação dos comportamentos do cliente e através de uma análise pode-se encontrar quais são os "gatilhos" que controlam sua ansiedade. Investigar a história de vida de cada cliente é de extrema importância uma vez que elas ajudaram a construir os padrões comportamentais ansiosos.

Stephanie Magri

Psicólogo

Londrina


O transtorno da ansiedade generalizada trata-se de um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono. A hipnose entra no tratamento da ansiedade como uma forma de tratá-la na sua causa ou efeito, sendo eficiente em ambas, ajudando a restabelecer o equilíbrio emocional, a calma e o bem estar.

A Ansiedade em linhas gerais é a representação de um medo, um perigo, seja ele dos acontecimentos futuros, dos pensamentos que nos atormentam, de ilusões, fobias, angustias. É como se o nosso inconsciente por proteção "gerasse" a ansiedade. O inconsciente é a parte da mente que armazena situações da vida que não nos lembramos, é natural que alguns de nossos comportamentos reprimidos em qualquer fase da vida voltem a se revelar como sintomas de ansiedade durante a vida adulta. A terapia psicanalítica busca através da fala livre do paciente os indicadores inconscientes que estão descarregando a ansiedade, através da terapia o paciente consegue reconhecer seu medo.

Gabriela Hostalácio

Psicanalista, Psicólogo

Campinas

Agendar uma visita

A ansiedade é um sinal de alerta, uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. O sentimento de ansiedade não deve ser interpretado apenas como vilão, se considerarmos que ela nos impulsiona para a ação e integra nosso instinto de sobrevivência.Transtornos de Ansiedade podem ser desencadeados por diversos fatores, como grande exposição ao estresse do dia a dia, problemas financeiros, vulnerabilidade social, abuso de substâncias, traumas de infância ou transtornos de personalidade. Por meio da psicoterapia é possível identificar as causas do problema, estabelecer prognósticos e promover avanços significativos na redução dos sintomas.

Adriana M. Corrêa

Psicólogo

Niterói


A ansiedade é um estado que o corpo promove para que o sujeito fique em alerta frente a algum perigo que se aproxima. Caso não haja nenhum perigo real em vista, há que se pensar sobre o que, no mundo psíquico do paciente, soa como perigoso. Ansiedade para falar em público, ter algum tipo de conversa importante, ou se expor de alguma forma, pode apontar para uma angústia ligada a um possível julgamento das outras pessoas, por exemplo. O trabalho psicanalítico consiste em dar espaço para o paciente falar sobre esse mal-estar e buscar nomear o não-dito, a angústia velada. Pode não haver nada de perigoso acontecendo, mas sim um desamparo psíquico.

Carla Hofstetter

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O indivíduo ansioso é uma pessoa que está, frequentemente, sofrendo com uma situação que ainda não surgiu (ou que aconteceu e que ele não consegue compreender o porquê). A psicanálise é capaz de ajudar essa pessoa a compreender melhor seu medo e como lidar com ele para que não se torne um quadro crônico de ansiedade. Pessoas menos ansiosas conseguem se planejar melhor, raciocinar melhor, fazer escolhas melhores e lidar melhor com situações de um futuro próximo ou distante, tomando atitudes menos drásticas e com menor risco de consequências graves.

Hudson A. R. Bonomo

Psicanalista

Rio de Janeiro


Os transtornos de ansiedade são considerados como um grupo de perturbações mentais caracterizadas por sentimentos de ansiedade e medo. Ansiedade corresponde à preocupação com acontecimentos futuros e o medo é uma reação aos acontecimentos do presente. Tais sentimentos podem causar sintomas físicos, como ritmo cardíaco acelerado ou tremores. Existem várias perturbações de ansiedade conforme as causas dos sintomas, incluindo perturbação de ansiedade generalizada, fobias específicas, perturbação de ansiedade social, perturbação de ansiedade de separação, agorafobia e perturbação de pânico. O tratamento geralmente requer o acompanhamento psiquiátrico e psicológico.

Ansiedade faz parte do dia a dia de milhares de pessoas não sendo algo prejudicial por si só mas quando ela se torna excessiva a ponto de prejudicar a sua qualidade de vida e te trazer sofrimento, ela pode fazer parte de um transtorno de ansiedade.Existem alguns tipos de transtornos ansiosos como por exemplo o transtorno de ansiedade de separação, muito comum em crianças que estão começando ir para a escola; a fobia especifica como uma fobia de avião ou de inseto; transtorno de pânico, o transtorno de ansiedade generalizada, entre outros. A psicoterapia pode te ajudar nesse aspecto, te ajudando a identificar padrões de funcionamento e novas estratégias para lidar com a ansiedade excessiva.

Erin Vogel Saavedra

Psicólogo

Brasília


Sintomas fisiológicos: aumento da frequência cardíaca, falta de ar, dor ou pressão no peito, sensação de sufocação, sudorese, ondas de calor, calafrios, tremor, agitação, tensão muscular, boca seca. Sintomas Cognitivos: Medo de perder o controle, de ferimento físico ou morte, medo de ficar louco, dificuldade de raciocínio, confusão, entre outros. Sintomas comportamentais:esquiva, fuga, inquietação, dificuldade para falar entre outros. Metas de tratamento: normalizar a preocupação, corrigir crenças e interpretações de ameaças tendenciosas de questões preocupantes, modificar crenças metacognitivas negativas sobre a preocupação, eliminar a preocupação sobre a preocupação etc.

Sofrer por antecipação, afligir-se pelo tempo que ainda não chegou, anseios desesperados. Eis alguns dos sintomas físicos da ansiedade: dores no peito, tremores, insônia, palpitações, falta de apetite ou compulsão, náuseas e etc, pode variar individualmente. Ela aumenta o cortisol que em doses controladas é bom para o organismo, porém, o excesso dele causa efeitos negativos, desequilíbrio físico e psíquico. Quando a ansiedade está elevada é preciso recorrer a ajuda de um especialista. O que precisamos observar é que cada indivíduo tem uma história, por isso recomenda-se primeiramente procurar um psicólogo para tratar a ansiedade, depressão, angústia e outros sintomas que vão sendo mostrados.

A ansiedade é uma resposta natural do nosso organismo à situações de perigo, porém, quando excessiva ela pode se tornar patológica. O Transtorno de Ansiedade é um distúrbio de saúde mental caracterizado por um conjunto de sintomas que se manisfestam frequentemente e atrapalham as atividades cotidianas do paciente. De acordo com o nível de ansiedade é necessário acompanhamento psiquiátrico e medicamentoso além da psicoterapia, no entanto, na maioria dos casos o tratamento psicoterapêutico é capaz de diminuir significativamente os níveis de ansiedade e seus sintomas.

Gleice Souza

Psicólogo

São José dos Campos


A ansiedade é uma emoção que pode gerar sintomas físicos e psicológicos. Ela pode ser causada e mantida por muitas fontes, como o Imediatismo (a busca pela resolução imediata), foco em projetos futuros, estar em ambiente de cobranças (casa, escola, faculdade, emprego) ou exercer a auto cobrança. Essas cobranças, padrões impostos, imediatismo nos torna cada vez mais pessoas INSATISFEITAS, FRUSTRADAS e ANSIOSAS, sempre estando em busca de coisas. As crises ansiosas podem desenvolver gastrite, falta de ar, dor no peito, batimentos cardíaco acelerado, medo, dificuldades para dormir entre outros. Mas fique tranquilo, a psicoterapia pode lhê-ajudar.

A ansiedade pode ser caracterizada como uma sensação desagradável, uma inquietação interna ou uma preocupação exagerada em relação ao futuro. Ela pode vir acompanhada também por sensações fisiológicas e corporais em seus sintomas. As pessoas ansiosas tendem a antecipar uma situação futura de perigo pessoal, imprevisível e incontrolável passando a perceber estas como ameaças reais a sua vida. Na psicoterapia com a abordagem da Terapia Cognitiva Comportamental é imprescindível identificar os pensamentos distorcidos que estão causando a ansiedade para então questioná los e colocá los à prova para averiguar se realmente são reais ou não. Mudando estes pensamentos os sintomas são amenizados.

Leandro Kuradomi

Psicólogo

São Paulo


Tratamento de transtornos de ansiedade como transtorno de ansiedade generalizada, fobia social, síndrome do pânico.

O tratamento da ansiedade é feito identificando os padrões de pensamento do paciente, suas crenças e esquemas centrais que disparam a ansiedade, e também utilizando várias técnicas de relaxamento que ajudam a pessoa a inibir pensamentos automáticos de ansiedade e medo. Estas técnicas são poderosas aliadas no tratamento do transtorno ansioso e podem levar a pessoa a viver com muito mais leveza e bem estar.

Simone Alves

Psicólogo

Rio de Janeiro


Os pacientes com Transtorno de Ansiedade normalmente preocupam-se desproporcionadamente com o futuro e cometem vários erros do pensamento, como a catastrofização, por exemplo, por ter dificuldade de raciocinar com base na realidade. Suas interpretações dos eventos tomam grandes proporções, exagerando os efeitos, enfatizando os aspectos negativos e ignorando os positivos. As intervenções cognitivo-comportamentais mais empregadas no quadro descrito são: a psicoeducação, a identificação dos pensamentos automáticos e das emoções, a identificação das crenças centrais e intermediárias, a reestruturação cognitiva, a resolução de problemas e a avaliação do processo.

Nos dias atuais, o Transtorno de Ansiedade tem sido um grande vilão para os adolescentes. O Transtorno de Ansiedade aparece na adolescência com sintomas de isolamento, auto-flagelo, agressividade, transtorno no apetite e no sono.A sociedade tecnológica tem isolado o adolescente e oferecido informações demais que os adolescentes não têm maturidade para processar. Fora a questão familiar. Não bastasse os conflitos próprios da idade, ainda têm que lidar com essas coisas. Para a identificação de que algo está errado com o adolescente, fique atento a comportamento de tristeza e/ou ansiedade que durem mais que duas semanas e comprometam ações que envolvam atividades comuns dessa faixa etária.

Nairlene Brasil

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O tratamento convencional dos transtornos de ansiedade é realizado pelo uso de medicamentos psicotrópicos (antidepressivos/ansiolíticos), associado à psicoterapia. O objetivo principal é suprimir os sintomas e favorecer uma adaptação aos desencadeadores de estresse. Os medicamentos tem efeitos adversos e podem produzir dependência. Na medicina homeopática prescreve-se medicamentos advindos da natureza (minerais, vegetais ou animais), dinamizados (diluídos e agitados) a fim de potencializar o efeito medicinal e reduzir os efeitos colaterais / tóxicos dessas substâncias. Ele atua desencadeando no organismo uma série de efeitos que reorganizam o sistema de forma suave, completa e duradoura.

Ricardo Perez Jannuzzi

Médico de família

Brasília

Quais profissionais tratam Transtorno da ansiedade?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.