Alcoolismo - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Alcoolismo

Informação sobre Alcoolismo

O que é?

O alcoolismo é uma doença crônica. Trata-se do consumo compulsivo de álcool. Ele gera dependência. Esse desejo incontrolável leva à ingestão de quantidades da droga capazes de prejudicar o organismo do alcoólatra.

Qual é a causa?

Os fatores ambientais são apontados como os principais responsáveis por levar o indivíduo ao consumo descontrolado de álcool. Todavia, a genética também teria sua contribuição no desenvolvimento da doença. O alcoolismo tende a se desenvolver com mais frequência em famílias onde há o histórico do consumo excessivo de álcool. Inclusive alguns estudos já demonstraram que filhos adotados por pais que não bebem têm mais tendência a se tornarem alcoólatras no caso de seus pais biológicos terem sofrido dessa doença.

Quais os sintomas?

O álcool absorvido pelo corpo é removido essencialmente pelo fígado (até 98%). Rins, pulmões e pele completam a tarefa. A capacidade de absorção da droga varia de pessoa para pessoa de acordo com seu peso e a velocidade de metabolização. Quando consumido acima desses limites, o álcool acumula-se no organismo causando problemas como obesidade, deficiência de proteína e vitaminas do complexo B. Há ainda a possibilidade de que os alcoólatras desenvolvam o que foi chamado de síndrome de blackout. O consumo excessivo da droga interfere no mecanismo cerebral causando esquecimento das atividades recentes. Em longo prazo o álcool prejudica praticamente todos os órgãos do corpo. O fígado é o mais atingido.

Como fazer o diagnóstico?

A entrevista do médico com o doente ou mesmo com familiares que possam relatar seu comportamento é suficiente para que se faça o diagnóstico.

Qual o tratamento?

Não há qualquer medicamento que evite o consumo de álcool. Todo e qualquer tratamento para o alcoolismo necessita da participação do doente. Esse costuma ser o maior obstáculo para o sucesso, uma vez que a droga é aceita socialmente e dificilmente os alcoólatras admitem serem portadores da doença. Logo, o primeiro passo de qualquer tratamento passa pela admissão dessa condição. A sequência é o processo de desintoxicação, que pode ser feito em instituições especializadas e com acompanhamento médico. Porém, o mais importante é o acompanhamento em longo prazo. Nesse aspecto, entidades como os Alcoólatras Anônimos oferecem suporte.

Possui uma dúvida concreta sobre Alcoolismo? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Alcoolismo

O alcoolismo é um grande problema na sociedade brasileira. É de longe a substância mais consumida e por consequência, a que também engorda as fileiras estatísticas quando o assunto é dependência química. De fato, há algo em toda e qualquer substância que afeta nosso corpo, forçando seu ab-uso (ab, no latim, significa excesso). Sendo assim, é muito importante verificar quais as relações em que o sujeito dependente estabeleceu frente ao excesso, deixando de ter o controle de seus impulsos, entregando-o à substância. A psicanálise tem muito a oferecer frente a esse grande problema que aflige uma parcela significativa da população.
Thiago de Sousa
Thiago de Sousa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

Rio de Janeiro

A dependência de álcool é uma doença, muitas vezes o paciente demora a perceber os prejuízos e aceitar que está doente, e isso gera um atraso no início do tratamento. As características do quadro e sintomas do paciente que faz uso prejudicial de álcool é variável, e por isso avalio caso a caso, e assim decidimos pelo melhor tratamento.
Dra. Renata Carvalho de Souza
Dra. Renata Carvalho de Souza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São Paulo

Graças a pesquisa de um cientista finlandês chamado John David Sinclair, hoje temos a possibilidade de curar cerca de 80% dos casos de alcoolismo, utilizando o método desenvolvido por ele chamado Método Sinclair ou de Extinção Farmacológica. Além do alto índice de resolução, este método de tratamento é mais simples, mais barato e mais seguro, pois ele não acarreta sintomas da síndrome de abstinência. O método é baseado em conceitos de farmacologia e psicologia comportamental e foi testado em estudos clínicos de ótimo padrão. É possível que este método também seja eficaz para tratar outros vícios.
Dr. Ivan Barenboim
Dr. Ivan Barenboim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São Paulo

O alcoolismo é uma doença e, portanto, deve ser encarada de maneira global. O tratamento medicamentoso e psicoterapêutico,a participação familiar e orientação para condutas no dia-dia fazem parte da terapêutica, bem como a procura de inserção e retomada das conquistas laborais, sociais e de relacionamento.
Maria Alice Ferragut

Psiquiatra, Radioterapeuta

|

Vinhedo

O alcoolismo é a dependência química mais prevalente na população brasileira, sendo mais comum em homens. Traz graves repercussões clínicas e psiquiátricas, podendo levar à psicose, demência, insuficiência cardíaca e até ao óbito. Além de ser comum a presença de depressão ou transtornos ansiosos em quem faz uso abusivo de álcool, que devem ser reconhecidos e tratados pelo Psiquiatra. O tratamento atual do alcoolismo, de forma adequada com Psiquiatra, evita danos irreversíveis aos diversos órgãos e permite uma vida longe do álcool, mantendo a abstinência com qualidade de vida, restabelecendo contatos sociais, familiares e produtividade no trabalho.
Dr. Demétrius de Luna Lopes Benevides
Dr. Demétrius de Luna Lopes Benevides Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São João del Rei

Ver mais

Tem perguntas sobre Alcoolismo?

Nossos especialistas responderam 36 perguntas sobre Alcoolismo.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O Profissional qualificado para indicação de medicação é sempre um médico e neste caso, é sim o psiquiatra a especialidade adequada dentro da medicina. Porém o acompanhamento com um psicólogo/psicanalista pode ser importante neste processo. Só com uso da medicação, estará passando de uma droga para outra. Quem sabe ele possa se questionar sobre isso, pois, compreender e significar o papel que o vicio tem na vida do seu marido pode ajuda-lo nesta decisão. Abraço!

  • 30
  • 34
  • 9
Mayara Souza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

Curitiba

Marcar consulta

Olá! Percebo que está numa situação muito delicada e isto está afetando sua rotina e de seus familiares. Conforme você fala, seu marido tem uma questão séria de dependência. O que o leva a isso está dentro dele: sentimentos, vivências e relacionamentos que ele passou e o levaram a encontrar na bebida algo que alivia. Sendo assim, é só partindo dele que seria possível um tratamento eficaz. Além disso, para que um medicamento seja ministrado é imprescindível que ele passe por um médico. Apesar dele ter as questões dele, que ele pode estar lidando ou se esquivando com o uso do álcool, ele está afetando outras pessoas. Como é para você pensar no seu limite, de até onde consegue aguentar, se submeter a essa situação e ver sua família nela? Seria interessante buscar o seu fortalecimento interno para conseguir encontrar a melhor forma de lidar com as questões que descreveu na pergunta. Nem tudo podemos fazer pelo outro, mas por nós sim! Não deixe de buscar ajuda!

  • 33
  • 48
  • 21
Alana Zanlorenzi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Campo Largo

Marcar consulta

Olá, a compulsão e a doença, o álcool o aditivo. Importante procurar por Psicoterapia Cognitivo Comportamental e Hipnoterapia. Os medicamentos devem fazer parte do tratamento e de ciência do próprio. Paz e bem!

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 339
  • 52
  • 96
Thais Maria Mello Cezar Da Rocha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Niterói

Marcar consulta

Acho que pode ser interessante para você procurar um profissional para que você possa expor mais a sua relação com o álcool. Talvez seja importante este lugar de escuta e fala. Inclusive para poder pensar o quão exposto se está e quais são os riscos no estado de amnésia. Além dos possíveis mal entendidos quando vem a agressividade. Vários fatores podem estar influenciando esse alteração no comportamento, o excesso e o tempo de ingestão alcoólica e situações experimentadas atualmente por você podem ter a ver com isso. Espero ter ajudado. Abçs.

  • 53
  • 53
  • 51
Andrea Ferioli Melo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Niterói

Marcar consulta

Ver as 36 perguntas sobre Alcoolismo