Alergias Alimentares - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Alergias Alimentares

Informação sobre Alergias Alimentares

Quais são as alergias alimentares?

A alergia alimentar é uma reação anormal chamada de hipersensibilidade, que ocorre depois de tomar uma quantidade normal de um determinado alimento. A reação é repetida sempre que você come o alimento em questão.

Embora as alergias alimentares são raros, geralmente ocorrem em crianças menores de quatro anos.

As alergias alimentares mais comuns são leite, ovos, peixes, nozes, frutas cítricas e tomate.

Crianças com alergias alimentares têm frequentemente sintomas diferentes em episódios recorrentes, incluindo:

  • Eczema infantil grave (ou rash)
  • Vômitos
  • Diarréia (sem razão aparente)
  • Bronquite asmática ou asma
  • Rinite alérgica.

Como as alergias alimentares começam?

Quase um terço da população elimina certos alimentos da dieta de sua família ou sua própria, porque eles pensam que podem desencadear uma reacção alérgica. Mas, na realidade, apenas cerca de um terço das crianças sofrem de reações alérgicas a alimentos e mais desaparecer antes de chegar a três anos. Entre os adultos, apenas cerca de 1% tem uma alergia alimentar.

Como evitar alergias alimentares?

Doenças alérgicas do primeiro tipo são herdadas, até certo ponto. Portanto, é aconselhável para as mulheres  falarem com o médico ou um alergista antes de engravidar.

O que devo fazer se eu suspeitar meu filho tem alergia alimentar?

  • Em caso de dúvida, consulte o seu médico.
  • Não faça do seu filho tem uma estranha dieta restrita que pode causar desnutrição.
  • Uma mudança nos movimentos do intestino da criança não é um sintoma de alergia.
  • É totalmente normal mudar os movimentos intestinais normais de uma criança se você mudar sua dieta.
  • Mais importante ainda, relaxe. Não assuma que o seu filho tem uma alergia alimentar até confirmado por um alergista.

É possível tratar alergias?

Se seu filho tem uma alergia alimentar, o tratamento é uma dieta que elimina a fonte de alimento da reação.

Uma vez por ano deve ser re-introduzido na dieta da criança uma pequena quantidade de comida para ver se ainda há a alergia e se deseja continuar com a dieta. Este procedimento deve ser feito sob a supervisão de um alergista.

Possui uma dúvida concreta sobre Alergias Alimentares? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Alergias Alimentares

Uma reação do sistema imunológico desagradável ou perigosa após a ingestão de determinado alimento. O tratamento é feito com auxílio médico Geralmente diagnosticável pela própria pessoa Frequentemente requer exames laboratoriais ou de imagem A causa das alergias alimentares é desconhecida. Em alguns casos, as alergias ocorridas durante a infância podem desaparecer na idade adulta. Os sintomas de uma reação podem incluir problemas digestivos, urticária ou vias respiratórias inchadas. As reações graves podem ser fatais. Os medicamentos anti-histamínicos tratam reações leves. Uma reação grave precisa de uma injeção de epinefrina e atendimento de emergência.Também é comum: cólica do bebê.
As alergias alimentares estão cada vez mais frequentes, e em crianças os principais alimentos envolvidos são o leite de vaca e o ovo; entretanto é extremamente necessário um diagnóstico correto, que envolve não só exames, mas uma história sugestiva, e se possível um teste de provocação, para melhor elucidação, e evitar que exclusões desnecessárias sejam feitas. Lembrem-se, exames de sangue de alergia alimentar, ou mesmo o testes de puntura, sozinhos não fecham diagnósticos! Investigar é preciso. Fiquem atentos.
Dra. Gislane Julião
Dra. Gislane Julião Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Pediatra

|

Fortaleza

Identificar os alimentos que causam alergia como leite, camarão, trigo, amendoim, ovo entre outros.
Dra. Karla Vianna de Souza

Alergista

|

Rio de Janeiro

A alergia alimentar ocorre em crianças e adultos e pode se manifestar através de um quadro de placas vermelhas pelo corpo, inchaço, diarreia ou vômitos, após a ingesta do alimento. São mais comuns na criança as alergias ao leite de vaca, ovo, soja e trigo, mas qualquer alimento que contenha proteína pode desencadear reação alérgica. Na consulta médica todas as informações são importantes, sinalizando-se quando começaram e de que forma são as manifestações e quais os alimentos mais prováveis envolvidos. É importante ter anotado os hábitos alimentares da criança ou do paciente. Estou à disposição para lhe tirar suas dúvidas e ajudá-lo(a) a ter melhor qualidade de vida.
Davisson Tavares
Davisson Tavares Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Homeopata

|

Rio de Janeiro

Alergia à alimentos é muito comum na infância, visto que o sistema imunológico está se desenvolvendo nessa fase. Os quadros mais frequentes são a alergia ao leite de vaca e ao ovo, lembrando que alergias a outros alimentos tambem são comuns (trigo, amendoim, frutos do mar, cacau e frutas). A alergia ao leite na primeira infancia é de grande importancia. A gama de sintomas é enorme, desde dermatites de face em lactentes, refuxo gastroesofágico, obstipação intestinal, diarréias crônicas, sangramento nas fezes, crises de bronquite, urticárias e dermatite atópica. Se existe esse tipo de suspeita, deve-se realizar acompanhamento de perto com alergista para completa investigação.
Dr. Victor Lioi

Alergista

|

Osasco

Ver mais

Tem perguntas sobre Alergias Alimentares?

Nossos especialistas responderam 39 perguntas sobre Alergias Alimentares.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Como seu filho já possui o diagnóstico de Alergia a Proteína do Leite de Vaca documentada através da dosagem de IgE, não há a necessidade de teste de provocação oral. Apenas continue com a dieta restritiva para leite e derivados. A sua deve permanecer enquanto amamentar.

  • 139
  • 93
  • 404
Dr. Thiago Oliveira de Brito Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Esse tipo de medicação pode conferir alívio dos sintomas, mas não torna seguro comer sardinha ou outros peixes ou enlatados. É preciso investigar o fator desencadeante. As vezes não foi uma alergia e não há necessidade de evitar peixe.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 21
  • 14
  • 13
Dr. Michel Dracoulakis

Alergista, Médico clínico geral

São Paulo

Boa tarde, A alergia imediata ao camarão (caracterizada por sintomas de urticária, angioedema, anafilaxia) tem relação com proteínas estruturais que podem provocar resposta imune (epitopos). Demais substâncias que podem estar presentes (ex ômega 3, iodo) não são os responsáveis principais pela reação; supondo que seu quadro seja o de reação imediata (a mais comum), a princípio não há restrição para o uso dessa substância.

  • 79
  • 55
  • 267
Dr. Alex Lacerda Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

São Paulo

Marcar consulta

Boa tarde. O especialista indicado é o alergista. Se seu filho tem alergia à proteina do leite de vaca e a ovo, o que pode e deve ser feito é dieta de exclusão desses alimentos. A médica que o acompanha provavelmente está fazendo o tratamento correto. Não tem remédio que faça melhorar.

  • 194
  • 105
  • 280
Flávia Macedo de Vasconcelos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Pediatra

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 39 perguntas sobre Alergias Alimentares