Alergias Alimentares - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Alergias Alimentares

Informação sobre Alergias Alimentares

Quais são as alergias alimentares?

A alergia alimentar é uma reação anormal chamada de hipersensibilidade, que ocorre depois de tomar uma quantidade normal de um determinado alimento. A reação é repetida sempre que você come o alimento em questão.

Embora as alergias alimentares são raros, geralmente ocorrem em crianças menores de quatro anos.

As alergias alimentares mais comuns são leite, ovos, peixes, nozes, frutas cítricas e tomate.

Crianças com alergias alimentares têm frequentemente sintomas diferentes em episódios recorrentes, incluindo:

  • Eczema infantil grave (ou rash)
  • Vômitos
  • Diarréia (sem razão aparente)
  • Bronquite asmática ou asma
  • Rinite alérgica.

Como as alergias alimentares começam?

Quase um terço da população elimina certos alimentos da dieta de sua família ou sua própria, porque eles pensam que podem desencadear uma reacção alérgica. Mas, na realidade, apenas cerca de um terço das crianças sofrem de reações alérgicas a alimentos e mais desaparecer antes de chegar a três anos. Entre os adultos, apenas cerca de 1% tem uma alergia alimentar.

Como evitar alergias alimentares?

Doenças alérgicas do primeiro tipo são herdadas, até certo ponto. Portanto, é aconselhável para as mulheres  falarem com o médico ou um alergista antes de engravidar.

O que devo fazer se eu suspeitar meu filho tem alergia alimentar?

  • Em caso de dúvida, consulte o seu médico.
  • Não faça do seu filho tem uma estranha dieta restrita que pode causar desnutrição.
  • Uma mudança nos movimentos do intestino da criança não é um sintoma de alergia.
  • É totalmente normal mudar os movimentos intestinais normais de uma criança se você mudar sua dieta.
  • Mais importante ainda, relaxe. Não assuma que o seu filho tem uma alergia alimentar até confirmado por um alergista.

É possível tratar alergias?

Se seu filho tem uma alergia alimentar, o tratamento é uma dieta que elimina a fonte de alimento da reação.

Uma vez por ano deve ser re-introduzido na dieta da criança uma pequena quantidade de comida para ver se ainda há a alergia e se deseja continuar com a dieta. Este procedimento deve ser feito sob a supervisão de um alergista.

Possui uma dúvida concreta sobre Alergias Alimentares? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Alergias Alimentares

A Incidência das alergias alimentares cresceu drasticamente nos últimos anos e cada vez mais torna-se um desafio para o médico, familiares e crianças. É fundamental que o diagnóstico e tratamento sejam feitos por profissionais especializados visto que são grandes os impactos das restrições alimentares na criança. O gastropediatra atua nas alergias alimentares não IgE mediadas, ou seja, que não podem ser comprovadas por exames laboratoriais, precisam de teste de provocação para sua confirmação. Elas envolvem o trato gastrintestinal e podem se apresentar de variadas formas, desde de cólicas até sangramento nas fezes.
Dra. Bruna França Protásio

Pediatra

|

Aracaju

Identificar os alimentos que causam alergia como leite, camarão, trigo, amendoim, ovo entre outros.
Dra. Karla Vianna de Souza

Alergista

|

Rio de Janeiro

Alergia alimentar é mais comum em crianças e os principais alérgenos são o leite de vaca, clara do ovo, trigo, amendoim e sementes como castanhas e corantes. O diagnóstico pode ser realizado retirando o alimento suspeito, ou através do teste cutâneo ou teste de contato ou pelo exame IgE especifica Imunocapp colhido no sangue. Porém se o exame der negativo, não significa que não tenha a alergia, pois temos outros mecanismos envolvidos nos sintomas que não aparecem nos exames, e o diagnóstico será pela dieta exclusão do alimento suspeito como o tratamento.
Dra. Elisangela Lemos da Costa Rocha

Alergista, Dermatologista

|

Barueri

Uma reação do sistema imunológico desagradável ou perigosa após a ingestão de determinado alimento. O tratamento é feito com auxílio médico Geralmente diagnosticável pela própria pessoa Frequentemente requer exames laboratoriais ou de imagem A causa das alergias alimentares é desconhecida. Em alguns casos, as alergias ocorridas durante a infância podem desaparecer na idade adulta. Os sintomas de uma reação podem incluir problemas digestivos, urticária ou vias respiratórias inchadas. As reações graves podem ser fatais. Os medicamentos anti-histamínicos tratam reações leves. Uma reação grave precisa de uma injeção de epinefrina e atendimento de emergência.Também é comum: cólica do bebê.
Dr. Tiago Saldanha Mendes dos Santos
Dr. Tiago Saldanha Mendes dos Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Pediatra

|

Itapeva

Alergia à alimentos é muito comum na infância, visto que o sistema imunológico está se desenvolvendo nessa fase. Os quadros mais frequentes são a alergia ao leite de vaca e ao ovo, lembrando que alergias a outros alimentos tambem são comuns (trigo, amendoim, frutos do mar, cacau e frutas). A alergia ao leite na primeira infancia é de grande importancia. A gama de sintomas é enorme, desde dermatites de face em lactentes, refuxo gastroesofágico, obstipação intestinal, diarréias crônicas, sangramento nas fezes, crises de bronquite, urticárias e dermatite atópica. Se existe esse tipo de suspeita, deve-se realizar acompanhamento de perto com alergista para completa investigação.
Dr. Victor Lioi

Alergista

|

Osasco

Ver mais

Tem perguntas sobre Alergias Alimentares?

Nossos especialistas responderam 34 perguntas sobre Alergias Alimentares.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Como seu filho já possui o diagnóstico de Alergia a Proteína do Leite de Vaca documentada através da dosagem de IgE, não há a necessidade de teste de provocação oral. Apenas continue com a dieta restritiva para leite e derivados. A sua deve permanecer enquanto amamentar.

  • 126
  • 84
  • 292
Dr. Thiago Oliveira de Brito Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

A primeira providência a tomar é confirmar este diagnóstico. A história clínica é confusa e são necessários exames especializados como testes alérgicos e exames laboratoriais. Procure um médico alergista e imunologista com experiência em alergia alimentar. Veja no SITE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ALERGIA E IMUNOLOGIA - ASBAI - NO CAMPO PROCURE SEU ESPECIALISTA. RESUMINDO PRECISAMOS DE UM DIAGNÓSTICO CORRETO POIS É POUCO PROVÁVEL QUE ELE TENHA ALERGIA AO QUE FOI DESCRITO AO MESMO TEMPO

  • 9
  • 16
  • 12
Dr. Fernando Monteiro Aarestrup Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

Juiz de Fora

pode tomar tranquilo. Alactose e diferente da proteina do leite. Oascaridil mata o verme.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 2
  • 1
  • 3
Walter Scherb

Alergista

Recife

Caríssimo, não só pode como deve!!! Pro cure um colega Médico Alergista e peça que proceda uma Imunoterapia específica para seus males alérgicos. E tenha uma excelente qualidade de vida. Saúde.

  • 212
  • 23
  • 111
Prof. Dr. Isaac Aisenberg Ferenhof Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

Florianópolis

Ver as 34 perguntas sobre Alergias Alimentares