Arteriopatias Oclusivas - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Arteriopatias Oclusivas

Informação sobre Arteriopatias Oclusivas

O que é?

Arteriopatia oclusiva é uma doença onde as artérias são obstruídas impedindo o fluxo de sangue. Trata-se de um problema bastante comum e responsável por grande número de mortes. Especialmente quando ocorre na aorta, artéria responsável pelo fluxo do sangue do coração para as outras partes do corpo. Porém, com diagnóstico precoce a chance de cura aumenta.

Qual é a causa?

A oclusão ou obstrução pode acontecer por uma série de motivos. Embolia (que é uma doença do coração), trombose (que também é uma doença das artérias) ou traumatismo arterial (como, por exemplo, a perfuração da região por uma bala disparada por arma de fogo) são as causas mais frequentes. Quais os sintomas? A dor é o principal sintoma das arteriopatias oclusivas. Normalmente ela começa sem grande intensidade e vai ganhando força com o passar do tempo. Também há relatos de formigamento, sentimento de frio ou calor intenso, pressão (mesmo que não haja qualquer estímulo), paralisia de membros e palidez nas extremidades do corpo.

Como fazer o diagnóstico?

Boa parte das arteriopatias pode ser diagnosticada através de exames clínicos. O médico pode sentir sua formação apalpando a região. Mas há também várias possibilidades de exames de imagens que facilitam a confirmação do diagnóstico e apresentam também a extensão do problema: ultrassonografia, ressonância magnética e doppler são alguns deles.

Qual o tratamento?

Nos casos mais leves é possível controlar a situação com a mudança de hábitos alimentares do paciente aliadas ao combate ao sedentarismo. Nesse caso, o médico tem apenas que acompanhar regularmente o desenvolvimento da obstrução. Em alguns momentos há a possibilidade do uso de medicamentos. Quando o quadro não apresenta qualquer melhora, a cirurgia se torna a melhor opção. Se for realizada de forma planejada e antes de uma crise grave, a possibilidade de sucesso é significativamente maior que das operações de emergência.

Possui uma dúvida concreta sobre Arteriopatias Oclusivas? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Arteriopatias Oclusivas

A úlcera dos membros inferiores pode ser classificada como a manifestação clínica de diversas doenças, tem como causa: doença venosa (insuficiência venosa crônica), doença arterial (insuficiência arterial), doenças infecciosas (pé diabético, leishmaniose e etc) e mista quando apresenta mais de uma causa. O paciente com úlcera / ferida nos membros inferiores deve ser avaliado por um médico e por um especialista em angiologia / cirurgião vascular. Caso você ou um familiar tenha uma ferida de difícil cicatrização nos membros inferiores agende uma consulta para avaliação. Será bem vindo para melhores esclarecimentos.
Dr. Victor Zarate
Dr. Victor Zarate Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Angiologista, Cirurgião vascular

|

Fortaleza

Tem perguntas sobre Arteriopatias Oclusivas?

Nossos especialistas responderam 3 perguntas sobre Arteriopatias Oclusivas.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Em primeiro lugar precisamos ter certeza de que trata-se de uma estenose de 90% . Para tal o melhor exame é uma angiotomografia . Caso tenha chegado a esse diagnostico por esse exame, tem indicação de um tratamento endovascular , que é o tratamento menos invasivo. Com uma estenose de 90%, você não conseguirá uma melhora significativa somente com tratamento clínico . Consulte um cirurgião vascular e endovascular para maiores informações.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
  • 20
  • 22
  • 66
Dr. Robert Guimarães Nascimento Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião vascular

São Paulo

Quanto a carótida ocluida deve-se certificar que esta realmente ocluída, se estiver nao há nada a fazer. Deve-se acompanhar a estenose da carotida do outro lado, existem medicamentos que evitam que aumente, procure seu médico vascular!

  • 4
  • 5
  • 4
Dra. Adriana Marco Antonio

Cirurgiã vascular

São Paulo

Em idade tão jovem provavelmente se trata de tromboangeite obliterante, que está intimamente ligada ao tabagismo. Logo, ela já iniciou o tratamento clínico. Ainda pode se usar medicamentos que melhorem a distância percorrida. Fundamental também fazer caminhadas. Consulte um angiologista. Abraço

  • 61
  • 34
  • 94
Dr. Sérgio Salomão Gomes Maranhão Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Angiologista, Cirurgião vascular

Belo Horizonte

Ver as 3 perguntas sobre Arteriopatias Oclusivas