Ataque de pânico - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Ataque de pânico

Os especialistas falam sobre a Ataque de pânico

A hipnose proporciona diversas técnicas para o alivio e a cura do ataque de pânico. São relaxamentos, conversas hipnóticas, técnicas que podem ser realizadas em qualquer lugar para alivio dos sintomas. Os principais sintomas relatados são: taquicardia, sudores, falta de ar, dificuldade para respirar, náusea, dor no estômago.
Juliana Rezende Ferreira

Psicóloga

|

Belo Horizonte

Geralmente é descrito como uma sensação intensa e súbita de medo, o ataque de pânico é uma manifestação extrema da ansiedade caracterizada por uma grande descarga de hormônios e uma série de sintomas por todo o corpo. Na maioria dos casos, os ataques ocorrem durantes situações de estresse social mas eles também podem ocorrer durante o sono, em casa, no trabalho ou qualquer outro ambiente cotidiano. O mais importante, no entanto, é tentar manter o controle e encontrar a origem desse sentimento, afastando do indivíduo o medo e a ansiedade dessas situações. Para isso, é possível contar com a ajuda de medicamentos antidepressivos e psicoterapia.
Cladismari Zambon
Cladismari Zambon Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

|

São Paulo

Transtorno da categoria dos Transtornos de Ansiedade, característico por apresentar ataques recorrentes de ansiedade com diferentes reações fisiológicas e cognitivas (pensamentos relacionados a ficar louco, perder o controle, morrer). O tratamento envolve psicoeducação sobre o transtorno, introdução de técnicas comportamentais iniciais para administração da ansiedade e redução dos ataques de pânico, reestruturação cognitiva e prevenção de recaída. Quando o transtorno é pontual, o tratamento costuma ser breve.
Matheus de M. M. Schreiner
Matheus de M. M. Schreiner Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Florianópolis

O ataque de pânico é um período breve em que a pessoa sente angústia, ansiedade ou medo extremos, que têm início súbito e são acompanhados por sintomas físicos e/ou emocionais. A síndrome do pânico envolve ataques de pânico espontâneos que ocorrem de maneira repetida, preocupação com ataques futuros e alterações no comportamento para evitar situações que estão associadas com um ataque. Ataques de pânico podem causar sintomas como dor torácica, sensação de engasgo, tontura, náusea e falta de ar. O diagnóstico baseia-se na descrição dos ataques feitos pela pessoa e no medo que manifestam de futuros ataques. O tratamento pode incluir medicamentos antidepressivos e ansiolíticos, e terapia
Andrea Monlevade
Andrea Monlevade Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Barueri

É uma das formas de ansiedade, onde o tratamento deverá ser realizado de forma rápida para aliviar o desconforto da crise e seu impacto na vida pessoal, laboral, acadêmica e social, através de medicações, psicoterapias e orientações, com melhora do pensamento distorcido e ensinamentos de enfrentamento das atitudes e comportamentos ansiosos.
Dra. Maura Kale
Dra. Maura Kale Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

Curitiba

Ver mais

Tem perguntas sobre Ataque de pânico?

Nossos especialistas responderam 65 perguntas sobre Ataque de pânico.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Deve procurar seu médico e analisar quais são as melhores opções.. Lembrando que o uso de medicamento deve ser acompanhado de consultas médicas. também é importante ressaltar que a psicoterapia aliada a boa prescrição medicamentosa podem contribuir significativamente para o alivio desses sintomas

  • 11
  • 18
  • 19
Wilson Luconi Junior

Psicólogo

Cuiabá

Ataques de pânico podem ser a manifestação da angústia de morte, ou seja, do medo e da certeza de que, um dia, deixaremos de existir. Muitas vezes, conseguimos deslocar este medo para outras atividades. Em casos de ataques de pânico, as atividades que diminuíam o peso desta angústia podem ter sido interrompidas. Por exemplo, um relacionamento longo, que dava sentido simbólico à vida do sujeito, pode ter chegado a um fim abruptamente. Neste caso, toda a angústia que estava equilibrada às custas do relacionamento, retornam à consciência, sendo sentida como um ataque de pânico, um medo muito forte de que algo ruim irá acontecer, de que alguém irá morrer, entre outros. A ajuda psicológica e, muitas vezes, a psiquiátrica, é essencial nestes casos, pois você poderá reestabelecer um equilíbrio em sua vida, algo que os ataques de pânico prejudicam intensamente. Espero ter ajudado.

  • 16
  • 9
  • 11
Guilherme Geha dos Santos

Psicólogo

Maringá

Sim, além de possível é uma combinação bastante razoável. Melhor ainda se você associar psicoterapia ao tratamento.

  • 240
  • 86
  • 342
Dra. Paula Reis dos Santos Trezena Christino Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá! Sugiro que você procure fazer uma nova avaliação, com um outro médico psiquiatra. Faça também acompanhamento psicológico, para tratar as questões emocionais que geralmente estão ligadas aos sintomas. Atenciosamente, Dra. Cirene Valadão/Psicóloga/Neuropsicóloga/Psicoterapeuta de Casal e Família

  • 90
  • 43
  • 76
Dra. Cirene Ayres Valadao Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

Goiânia

Ver as 65 perguntas sobre Ataque de pânico