Bradicardia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Bradicardia

Os especialistas falam sobre a Bradicardia

Trata-se dos batimentos cardíacos abaixo de 50 batimentos por minuto. Pode gerar sintomas ou não. Pode ser benigno como também pode ter consequências para a função cardíaca. Pode ser causada por medicamentos, ou ser fisiológica como no coração do atleta, ou ainda pode não ter uma causa conhecida. Todo paciente com bradicardia deve ser avaliado por um cardiologista.
Dra. Fernanda Brasiliense Ladeira
Dra. Fernanda Brasiliense Ladeira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

|

Rio de Janeiro

Ocorre quando os batimentos do coração acontecem numa frequência menor que 60 batimentos por minutos. Pode ser uma condição individual, causada por medicamentos ou pelo bom condicionamento físico. Se estiver associada a desmaios e/ou tontura precisa ser bem investigada.
Filipe Rego
Filipe Rego Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

|

Natal

Ou bradiarritmia consiste na frequência cardíaca permanecer por períodos paroxísticos ou permanente com valores menores que 60 batimentos por minuto. Nem sempre indicam patologias, podem ocorrer com frequência no sono, mas caso note tontura ou sensação de desmaio com valores de frequência baixo, procure um cardiologista para uma avaliação.
Dr. Diogo da Luz
Dr. Diogo da Luz Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

|

São Paulo

Bradicardia é definida pela frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto. Muitas vezes vem acompanhada de tontura, mal estar e desmaios. Deve procurar a causa, pode pode ser reversível. Em situações extremas pode ser necessário o implante de um marca-passo definitivo.
Dr. Thiago Pouso de Oliveira
Dr. Thiago Pouso de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Bradicardia?

Nossos especialistas responderam 28 perguntas sobre Bradicardia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Bom dia, para ser bem pratico, sua frequencia cardiaca nao é contra indicaçao p/ realizar este exame.Dificil opinar sobre qual a indicaçao no momento, sem outros dados seus, porem fique tranquilo com relacao a sua frequencia cardiaca

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 138
  • 67
  • 269
Dr. Luis Fernando Barone Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

Piracicaba

Marcar consulta

Olá. Significa que vc tem um ritmo cardíaco sinusal ( normal) com uma frequência cardíaca baixa, sem arritmias associadas. Isso pode ocorrer em corações normais, principalmente aqueles adaptados a atividade física regular.

  • 349
  • 144
  • 1064
Jairo Maia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Santo André

Marcar consulta

Olá! Atualmente consideramos normal uma frequência cardíaca entre 50 e 100 bpm. Quando esse valor está abaixo de 50 bpm, o paciente apresenta um quadro de bradicardia. O atenolol e outras medicações da mesma classe, diminuem a frequência cardíaca podendo gerar bradicardia, além de provocar outras alterações que são vistas apenas com o eletrocardiograma. Para avaliar a necessidade de permanência do atenolol no seu caso, o cardiologista deve avaliar não só a frequência cardíaca, pressão arterial e eletrocardiograma, mas também o motivo pelo qual ele foi prescrito.

  • 83
  • 23
  • 51
Dr. Diego Garcia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

São Paulo

Marcar consulta

Pode haver alguns graus de bradicardia: se a frequência cardíaca mínima fica entre 40-60, entre 30-40, abaixo de 30; se a frequência média é baixa; se não acelera no exercício; se tem pausas. Acames complementares são muitas vezes necessários.

  • 128
  • 24
  • 380
Dr. Rodrigo Paez Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Cirurgião cardiovascular

São Paulo

Ver as 28 perguntas sobre Bradicardia