Câncer de ovário - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Câncer de ovário

Os especialistas falam sobre a Câncer de ovário

O câncer de ovário não é o tumor ginecológico mais comum na mulher, mas é o mais letal. É um tumor com comportamento peritoneal, ou seja, a disseminação ocorre preferencialmente para o peritônio. Geralmente é diagnosticado em uma fase mais avançada, quando o tumor já saiu dos ovários e se implantou em outras regiões do abdômen. Apesar de grandes avanços com a quimioterapia, a cirurgia segue sendo o tratamento mais importante. Por se tratar de uma cirurgia de altíssima complexidade, é fundamental que o tratamento cirúrgico seja realizado por um cirurgião oncológico especialista em tumores ginecológicos ou em tumores peritoneais.
Dr. Andrea Petruzziello
Dr. Andrea Petruzziello Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

|

Curitiba

O câncer de ovário pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas acomete principalmente as mulheres acima de 40 anos, são tumores de crescimento lento com sintomas que levam algum tempo para se manifestarem. O quadro clínico não é muito específico e pode se manifestar com dor abdominal difusa, isto é, que se apresenta em vários locais, constipação, aumento de volume do abdome e desconforto digestivo ou dispepsia. Esse tipo de câncer se desenvolve principalmente em mulheres mais velhas. Cerca de metade das mulheres que são diagnosticadas com câncer de ovário tem 63 anos ou mais, sendo mais comum em mulheres brancas do que nas mulheres negras.
Eduardo Rodrigues Zarco da Câmara
Eduardo Rodrigues Zarco da Câmara Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral

|

Rio de Janeiro

O câncer do ovário ocupa o terceiro lugar entre os canceres genitais no Brasil, atras do câncer do colo uterino e do câncer endometrial. Seu tratamento envolve idealmente a abordagem cirurgica por cirurgião oncológico experiente, preferencialmente por videolaparoscopia (salvo nos casos mais adiantados), em conjunto com oncologista clinico, por vezes com realização de tratamento em varias etapas, com uso de quimioterapia antes e apos a cirurgia.
Dr. Carlos Bernardo Cola
Dr. Carlos Bernardo Cola Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

|

Rio de Janeiro

Os tumores de ovários são subdivididos em diversos grupos. Cada um desses grupos se apresentam de uma forma diferente e com certas peculiaridades, como por exemplo a idade em que ele ocorre. Eles podem ser malignos, benignos ou borderline. O tratamento depende do tipo de tumor e do "grau" de malignidade do mesmo. O subtipo de tumor mais comum é o epitelial, e dentre os epiteliais malignos o mais comum é o tumor seroso. Infelizmente ainda não dispomos de métodos de rastreio para este tipo de doença. Fique atento para aumentos súbitos do volume abdominal, associados a dor/desconforto; lesões ovarianas maiores do que 5 cm de uma foram geral também devem ser investigadas.
Dr. Victor Hugo Ribeiro Vieira
Dr. Victor Hugo Ribeiro Vieira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

|

Rio de Janeiro

Câncer de ovário é uma doença que acomete um ou ambos ovários, podendo estar associado a fatores de risco genético, é um dos canceres com maior mortalidade porque na maioria dos casos é detectado tardiamente. A depender do estadiamento e o tamanho do acometimento tumoral, o tratamento pode ser unicamente cirúrgico ou depender da necessidade de quimioterapia. A cirurgia consiste na retirada do útero junto com as trompas e os ovários, assim como a retirada completa dos tumores que possam ser espalhado pela cavidade abdominal. A cirurgia pode ser feita por videolaparoscopia que consiste em colocar uma câmera no umbigo e umas pinças através de incisões pequenas de ate 10 mm.
Dr. Ronald Delgado
Dr. Ronald Delgado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

|

Salvador

Ver mais

Tem perguntas sobre Câncer de ovário?

Nossos especialistas responderam 6 perguntas sobre Câncer de ovário.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá. A triagem para câncer de ovário pode ser feita com ultrassom transvaginal associado ao CA 125. A periodicidade desses exames deverá de ser de 6 a 12 meses. Não se recomenda essa triagem a nível populacional tendo benéfico nas pacientes com risco aumentado para câncer de ovário.

  • 4337
  • 1981
  • 2982
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Provavelmente sim. Se meu medico indicou nova cirurgia, ele acha que tem que tirar duvida se essa lesao tem que ser retirada

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 170
  • 14
  • 54
Dr. Felipe Lima Monteiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

Fortaleza

Marcar consulta

Esterilidade se associa a possibilidade de procriação, lamentávelmente, sem os ovários e as trompas você não teria chances de ovular. Não ficou claro se foi retirado útero junto, porém considerando o fato de ser oncologica a cirurgia, é possível que tenha sido realizada histerectomia também, nesse caso, sim, você é estéril. A produção hormonal feminino é realizada nos ovários, se eles foram retirados cirurgicamente, você terá menopausa precoce e assim as consequências dela. Pela sua idade, está indicado substituição hormonal. Consulte seu especialista para melhor esclarecimento.

  • 57
  • 9
  • 20
Dr. Ronald Delgado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

Salvador

Marcar consulta

A tendência com a quimioterapia é que essas células estejam sendo destruídas e o tumor seja controlado . O importante é realizar o tratamento completo com um especialistas e seguir as orientações Há chance de cura boa no tratamento de câncer de ovário Continue com seus médicos e não perca a esperança Tudo evoluirá bem

  • 515
  • 119
  • 335
Eduardo Rodrigues Zarco da Câmara Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 6 perguntas sobre Câncer de ovário