Candidíase - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Candidíase

Informação sobre Candidíase

Nomes alternativos: candidíase vaginal.

 

A infecção que ocorre na pele que reveste a vagina causada por um fungo denominado Candida Albicans. Os sintomas que ocorrem são coceira, dor e excreção de um corrimento esbranquiçado. Ela é causada por uma variação nas bactérias naturais protetores presentes na vagina. Pode ocorrer depois de tomar antibióticos ou anticoncepcionais orais, por utilização de roupas íntimas sintéticas ou durante a gravidez.

Possui uma dúvida concreta sobre Candidíase? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Candidíase

Conhecida também como monilíase, a candidíase é causada mais comumente pela levedura Candida. Ela pode colonizar criaturas saudáveis, principalmente no trato digestivo, enquanto na pele tende a ocorrer temporariamente temporariamente. A colonização ocorre no nascimento (canal vaginal), na amamentação ou nos anos seguintes, chegando a 20% na região oral e 67% nas fezes. Cerca de 13% das mulheres têm colonização vaginal por C. albicans; gravidez, uso de anticoncepcional e DIU aumentam a incidência. A imunoterapia permite aumentar a defesa celular, ajudando no combate a infecções fúngicas.
Dra. Aline Martinez Neves
Dra. Aline Martinez Neves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Dermatologista

|

Rio de Janeiro

Também conhecida por Monoliase Vaginal, a candidíase vaginal é uma infecção ocasionada por fungo (Cândida ou Monília), que causa um corrimento espesso, grumoso e esbranquiçado, acompanhada geralmente de irritação no local e coceira. Principais causas: Antibióticos; Gravidez; Diabetes; Outras infecções (por exemplo, pelo vírus HIV); Baixa Imunidade (estresse, má alimentação, falta de sono reparador,...) Medicamentos como anticoncepcionais e corticoides; Relação sexual desprotegida com parceiro contaminado; Vestuário inadequado (roupas apertadas e biquínis molhados; lycra e roupa de academia que aumentam a temperatura vaginal); Duchas vaginais em excesso; Ingesta excessiva de açúcares.
Dra. Viviane Ferreira Ferling
Dra. Viviane Ferreira Ferling Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São José dos Campos

A candidíase é uma infecção vaginal causada por um fungo do gênero Candida , mais comumente conhecido como fungo Candida albicans. O fungo causador da doença faz parte da flora vaginal saudável e está presente no organismo das mulheres em pequenas quantidades. Porém, se o organismo está debilitado, seja por estresse, baixa imunidade, entre outros motivos, os fungos se proliferam e podem causar a infecção. Como a região genital feminina é quente e úmida, a proliferação do fungo torna-se mais fácil. É importante lembrar que a candidíase não é uma doença sexualmente transmissível1. Ela pode ser bastante desagradável, mas, na maioria dos casos, é comum e simples de ser tratada.
Dr. Rodrigo Eduardo de Brito
Dr. Rodrigo Eduardo de Brito Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Goiânia

Tratamento de candidíase de repetição e orientação comportamental para prevenção de novos episódios.
Dra. Renara de Pinho Caldeira Mourão

Ginecologista, Mastologista

|

Diamantina

Ver mais

Tem perguntas sobre Candidíase?

Nossos especialistas responderam 101 perguntas sobre Candidíase.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico com relação ao uso de medicações. Evite a auto-medicação. Se não apresentou melhora, agende uma nova consulta de reavaliação. O seu diagnóstico precisa ser revisto e novas medicações poderão ser prescritas. Converse com o seu médico.

  • 2490
  • 1379
  • 1569
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. O Gynazole não corte o efeito do anticoncepcional. Pode manter o uso do anticoncepcional durante o uso do Gynazole. Evite relações sexuais durante o tratamento do corrimento ou vulvovaginite.

  • 2490
  • 1379
  • 1569
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Na maior parte das vezes a candidíase vulvo-vaginal causa desconforto local, ou seja, coceira e/ou dor na vulva e na vagina, além do corrimento vaginal. Dores gastro-intestinais têm várias causas que precisam ser investigadas. Procure o especialista( Gastro clínico).

  • 25
  • 9
  • 8
Julio Mayer de Castro Filho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Osasco

Marcar consulta

Olá. As suas queixas são fundamentais: ardor vaginal e vulvar, coceira vaginal e vulvar, ardor para urinar, dor na relação sexual, queixa de corrimento esbranquiçado e grumoso. O exame físico é fundamental: presença de maceração vaginal, presença de sinais de coçadura, presença de corrimento esbranquiçado, presença de sinais inflamatórios na vagina e na vulva. A medida do Ph pode ajudar: o ph que acompanha a candidíase é um ph ácido inferior a 4,5. O teste com cloreto de potássio: pode evidenciar hifas e pseudo-hifas na avaliação ao microscópio. A bacterioscopia com a técnica de gram pode evidenciar as hifas e pseudo-hifas. A cultura pode evidenciar o crescimento fúngico. Nem todos esses exames são fundamentais no diagnóstico da candidíase. A maior parte do diagnóstico é baseado nas queixas da paciente e no exame físico. Converse com o seu médico. Veja a necessidade da realização de exames adicionais. Esclareça suas dúvidas.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 2490
  • 1379
  • 1569
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 101 perguntas sobre Candidíase