Cardiomiopatias - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Cardiomiopatias

Os especialistas falam sobre a Cardiomiopatias

O termo cardiomiopatias refere-se a um grupo de doenças que afetam o músculo do coração. Elas são divididas em dilatadas (coração grande), hipertrófica (o coração não dilata, mas as paredes do coração são espessas; tem origem genética) e restritivas (quando o coração tem força para contrair, mas o relaxamento está prejudicado, como na amiloidose). O tratamento inicial dessas doenças é feito com medicamentos e, em alguns casos, procedimentos cirúrgicos podem ser feitos.
Dr. Humberto Villacorta
Dr. Humberto Villacorta Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

|

Rio de Janeiro

Tem perguntas sobre Cardiomiopatias?

Nossos especialistas responderam 17 perguntas sobre Cardiomiopatias.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Existem várias causas de "aceleramento cardíaco e fraqueza", podendo ser essas causas primárias ou secundárias. As primárias relacionam-se a alterações no próprio coração como taquiarritmias e doenças cardíacas descompensadas. Também existem causas secundárias ( extrínsecas ao coração ), sendo as mais frequentes os distúrbios da glândula tireóide e anemias. No caso você necessariamente terá que passar por uma avaliação com cardiologista, onde após exame físico detalhado ele poderá avaliar se há necessidade de exames complementares, como: eletrocardiograma, holter de ECG 24 horas ( grava as batidas do coração por 24 horas ), Ecocardiograma ( ultrassom do coração ) e exames hematológicos ( de sangue ).

  • 3
  • 5
  • 34
Dr. Benedito Edilson da Silva Ramos

Cardiologista

Londrina

A cardiomioplastia é um procedimento cirúrgico em desuso, não mais realizado para tratamento de cardiomiopatia dilatada onde o músculo grande dorsal é envolto em torno do coração e estimulado durante a sístole ventricular. Um grande estudo que avaliava pacientes submetidos a tal procedimento foi terminado precocemente pela pouca demonstração de benefícios.

  • 29
  • 22
  • 30
Fernanda Arrua Vares Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médica clínica geral

Vitória

Provavelmente, devido à longos anos de hipertensão inadequadamente controlada, o músculo do seu coração foi se hipertrofiando, ou seja, aumentando de tamanho, assim como fazem os demais músculos quando vamos para a academia. Essa hipertrofia é uma forma do seu coração vencer a pressão aumentada nos vasos sanguíneos e assim conseguir bombear o sangue normalmente ao seu corpo. Caso essa pressão não seja tratada, chega uma hora em que o coração entra em fadiga e não consegue mais bombear o sangue adequadamente, levando à quadros de insuficiências cardíaca. À princípio, o tratamento indicado é o da própria hipertensão arterial. É importante procurar um médico para rastreamento e tratamento de outras situações que podem aumentar o risco de eventos cardíacos como colesterol aumentado, diabetes, obesidade, sedentarismo, dentre outros.

  • 72
  • 17
  • 28
Dr. João Antônio Martins de Araújo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Uberlândia

Marcar consulta

Consideramos como fator de risco para Infarto do Miocárdio a história familiar (pais e irmãos) da doença de forma precoce, isto é, homens antes dos 55 anos e mulheres 65 anos, portanto você possui um critério de risco para Doença arterial coronariana. Entretanto, a doença é uma somatório de fatores como sedentarismo, obesidade, alteração do colesterol, diabetes mellitus, dentre outros. Os sintomas descritos com você são bastante comuns em pacientes portadores de Síndrome de Ansiedade, sendo assim, a probabilidade de se tratar de doença no coração é pequena. De qualquer forma, é interessante que você procure um Cardiologista para que ele avalie seus sintomas mais profundamente e dependendo do caso, realize exame complementares para afastar doenças no coração.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 72
  • 17
  • 28
Dr. João Antônio Martins de Araújo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Uberlândia

Marcar consulta

Ver as 17 perguntas sobre Cardiomiopatias