Cistos Ovarianos - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Cistos Ovarianos

Informação sobre Cistos Ovarianos

O que são cistos ovarianos?

Os ovários são as estruturas responsáveis ??pela produção dos hormônios femininos.

Cistos ovarianos são tumores benignos que podem se formar como uma variação patológica de um processo normal, como é a ovulação mensal da mulher.

O tamanho dos cistos pode variar de  milímetros até atingir oito centímetros, mas estima-se que, em média, são cerca de dois centímetros.

Geralmente têm paredes finas e são regulares, e no interior não há conteúdo sólido.

Quais são os sintomas de cistos ovarianos?

A maioria dos cistos ovarianos não produzem sintomas e são diagnosticadas por acaso em um exame ginecológico. No entanto, eles podem se apresentar como uma massa pélvica ou mudanças na regra, ou como uma ruptura da parede do cisto ou como hemorragia intra-abdominal (dentro da cavidade abdominal), demonstrando, em último caso dor abdominal e mal-estar.

Além disso, um sintoma precoce da dor genital pode ser experimentado após a relação sexual.

Como são diagnosticados cistos ovarianos?

Os poucos sintomas  são insuficientes para o ginecologista fazer um diagnóstico preciso sem ter que usar técnicas adicionais, tais como ultra-som ginecológico, acompanhado por uma análise aprofundada pélvica.

E sobre o tratamento de cistos ovarianos?

Vigilância em primeiro lugar, porque a maioria deles desaparece na próximas semanas por conta própria. Então, quando o ginecologista diz que a mulher tem um cisto ovariano, deve fazer ultra-som repetidas vezes (três ou quatro meses) para avaliar a evolução. Outras vezes, pode ser necessário a administração de contraceptivos orais (pílula) para acelerar o processo de desaparecimento do cisto.

O sucesso do tratamento depende do tamanho e número de quistes.La necessidade de implementar um tratamento é em conexão com a história apresentada pelo paciente.

É necessária a cirurgia de cistos ovarianos?

Como mencionado acima, se a parede de cistos ovarianos se romper, por ser muito fina,  ou sangrar intracísticamente (interior), resultando em dor abdominal aguda e intensa, requer cirurgia imediata.

Às vezes, quando, apesar de usar o tratamento correto dos cistos não eles não desaparecerem, e o desconforto continuar, deve ser considerada a opção de excisão cirúrgica do cisto, ou seja, a remoção do cisto, como método resolvente.

Finalmente, no caso de dúvida sobre o cisto benigno, o melhor é direcionar a análise de um ponto de vista patológico, isto é, estudo microscópico de cisto de ovário.

E se um ovário é removido?

O ideal é sempre a remoção do cisto, sem afetar a anatomia do ovário que o desenvolveu, mas às vezes essa tarefa é impossível, e o ginecologista tem a necessidade de remover o ovário. Nesta situação, e enquanto o outro ovário for saudável, a mulher vai manter o mesmo status hormonal e capacidade reprodutiva que tinha antes da cirurgia.

Possui uma dúvida concreta sobre Cistos Ovarianos? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Cistos Ovarianos

A ocorrência de cisto no ovário, ou síndrome dos ovários policísticos (SOP), é uma patologia causada por uma alteração na produção dos hormônios sexuais femininos onde ocorre um quadro de aumento dos androgênios (hormônio masculino), levando assim a sinais de hiperandrogenismo. Entre eles: acne, queda cabelos, aumento dos pelos (hirsutismo), a alterações no ciclo menstrual com tendência a atraso/ausência da menstruação (amenorreia). Ocorre também a ausência de ovulação (anovulação) causando dificuldade para engravidar (infertilidade), maior frequência de obesidade. Como característica principal, pequenos múltiplos cistos nos ovários com aumento do volume ovariano (ovários polimicrocisticos).
Dr. Roberto Buenfil de Faria
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Cistos ovarianos em geral são de origem funcional, ou seja, a grande maioria das vezes se tratam de formações benignas e do funcionamento normal do ovário; são os chamados cistos funcionais, simples, foliculares, e outros ainda normais como cisto de corpo lúteo ou de aspecto hemorrágico. Por outro lado existem os cistos ovarianos complexos, ou seja, que suas características mostram um risco maior para tumor maligno e devem ser investigados sempre. Essa investigação se faz principalmente por exames de imagem, incluindo Ultrasom Transvaginal com Doppler e Ressonância Magnética da Pelve.
Dr. Marcello Rocco Ignacio
Dr. Marcello Rocco Ignacio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Os ovários produzem cistos, que algumas vezes adquirem características sugestivas de doenças e/ou canceres e pode ser necessário remoção cirúrgica dos mesmos.
Dr. Bruno Reichmann
Dr. Bruno Reichmann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

|

Porto Alegre

Cisto é uma bolsa cheia de líquido que se forma dentro ou ao redor do ovário, podendo provocar dor na região pélvica, atraso na menstruação ou até mesmo dificuldade para engravidar. Tipos: Cisto folicular: forma-se quando não há ovulação ou quando o óvulo não sai do ovário durante o período fértil. Geralmente, não apresenta sintomas e não necessita de tratamento; Cisto de corpo lúteo: pode surgir após a liberação do óvulo e, normalmente, desaparece sem tratamento; Cisto hemorrágico: acontece quando há sangramento na parede do cisto para o seu interior, podendo causar dor pélvica; Cisto dermoide: também chamado de teratoma, o tratamento é cirúrgico E outros...
Dra. Viviane Ferreira Ferling
Dra. Viviane Ferreira Ferling Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São José dos Campos

Cistos Ovarianos são estruturas que existem normalmente nos ovários das mulheres e que dependendo da fase da vida da mulher ou da fase do ciclo menstrual em que o exame de USG é realizado muitas vezes eles devem ser acompanhados um pouco mais de perto. O tamanho do cisto, aspecto ultrassonografico e sintomatologia da paciente são fatores determinantes para a abordagem cirúrgica ou seguimento clinico. Na nossa clinica realizamos USG com Dooplerfluxometria que ajuda bastante na diferenciação de processos expansivos benignos ou malignos. Quando a cirurgia é necessária sempre realizamos através de Laparoscopia trazendo uma melhor recuperação à paciente.
Dr. Gustavo Comodo
Dr. Gustavo Comodo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Cistos Ovarianos?

Nossos especialistas responderam 212 perguntas sobre Cistos Ovarianos.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Não. O uso contínuo da pílula não causa alteração da ovulação após a interrupção do uso. O que acontece é a diferença do mecanismo de ação de cada método. A pílula anticoncepcional funciona bloqueando o funcionamento do seu ovário e, consequentemente, evitando a formação de cistos. Já o Mirena, pode bloquear a ovulação também mas, em 20%, não bloqueia, o que mantém a formação de cistos funcionais que são os cistos da ovulação, que aparecem e regridem a cada ciclo menstrual, independentemente de você menstruar ou não. Fique tranquila, não há nada errado e seu método continua seguro, mas se achar que não está se adaptando é possível mudar para outro método que seja melhor para você. Converse com seu ginecologista!

  • 85
  • 15
  • 49
Maria Paula Barbedo Silveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá.. a maioria dos cistos de conteúdo anecóico são cistos simples, a ausência de vascularização é um componente importante de benignidade.. sugiro conversar com seu médico, sobre a necessidade cirúrgica ou acompanhamento clinico! á disposição

  • Obrigado 5
  • 1 especialista está de acordo
  • 112
  • 21
  • 3928
Dr. Thiago do Carmo Araujo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico. A sua avaliação clínica através da história clínica, suas queixas e exame físico é fundamental para o diagnóstico e tratamento corretos. As características da formações expansiva ao ultrassom são importantes: capsula, septos, vascularização do doppler, presença de papilas, presença de ascite. Os marcadores tumorais podem trazer informações adicionais. A ressonância pode ajudar no diagnóstico. Nem toda formação expansiva é um cisto e nem todo cisto é uma formação expansiva. Agende a sua consulta. Esclareça suas dúvidas. Discuta o seu diagnóstico e tratamento. Se for necessário operar, procure um médico com experiência em laparoscopia

  • 6659
  • 2646
  • 6007
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Oi, inicialmente tem-se que avaliar as características deste cisto, a fim de definir se há indicação de cirurgia. A cirurgia vídeo-laparoscópica, chamada minimamente invasiva, deixa apenas pequenas cicatrizes, que dependendo do seu organismo ficarão quase imperceptíveis. Consulte seu Ginecologista para saber se há indicação cirúrgica!

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 101
  • 15
  • 60
Dr. Jozildo Souza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Recife

Ver as 212 perguntas sobre Cistos Ovarianos