Compulsão alimentar - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Compulsão alimentar

Os especialistas falam sobre a Compulsão alimentar

Trato compulsão alimentar, uma das principais causas de obesidade, de forma segura, efetiva e duradouro , através de tratamentos modernos e inovadores.
Dra. Christina de Almeida
Dra. Christina de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

Curitiba

Para o tratamento de compulsão alimentar as sessões são realizadas para diagnosticar quais são as emoções, situações e comportamentos voltados a compulsão alimentar, fazendo com que o paciente reflita sobre a sua alimentação e lide com seus problemas reais e não o abuso da comida. A prática da hipnose também é realizada para auxiliar no tratamento.
Jéssica Moura Piovan
Jéssica Moura Piovan Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

São Paulo

É um dos distúrbios alimentares mais comuns, onde a pessoa perde o controle sobre o consumo de alimentos, normalmente ela vem acompanha de culpa, vergonha e angústia em frente à situação, são sentimentos que podem levar à uma compulsão excessiva. É comum os pacientes geralmente terem sobrepeso ou obesidade.
Karla Cardozo da Conceição
Karla Cardozo da Conceição Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Vila Velha

É comum ter uma relação emocional com os alimentos e isso facilita o comer exagerado Uma das maiores dificuldades de quem quer emagrecer é controlar o desejo por comida e saber se alimentar de forma equilibrada. Ao cuidar da sua mente, automaticamente você estará também cuidando da saúde do seu corpo. Tudo está interligado Os pontos emocionais ligados aos distúrbios alimentares mais comuns são: ansiedade, compulsão, depressão e/ou fatores psicológicos negativos. Quem sofre com essas questões psicológicas, às vezes, acaba por descontar na comida e comer em excesso.Muitas pessoas buscam na comida a recompensa , o prazer, o bem-estar. Dessa forma, é difícil conseguir o autocontrole.
Adriana Santos

Psicanalista, Psicóloga

|

Osasco

As compulsões alimentares são maneiras que as pessoas encontram para resolver certos conflitos em suas vidas com os quais elas não conseguem lidar bem. É comum ouvir relatos de pessoas que "descontam tudo na comida": ansiedade, frustrações e angústias. Para não ter que lidar com a dificuldade na resolução dos conflitos, varias pessoas encontram na compulsão alimentar uma maneira de fugir deles, buscando um conforto na comida. No entanto essa é uma "solução" que custa caro: as modificações corporais e psíquicas do excesso de comida também causam ansiedade e podem levar à depressão. O tratamento consiste em identificar e solucionar os conflitos que causam a compulsão.
Bernardo Caldeira
Bernardo Caldeira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

Belo Horizonte

Ver mais

Tem perguntas sobre Compulsão alimentar?

Nossos especialistas responderam 17 perguntas sobre Compulsão alimentar.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Recomendo um tratamento de abordagem psicanalítica, que possibilitará uma investigação profunda das causas desse comportamento recorrente. As compulsões podem estar relacionadas às memórias infantis e dificuldades em lidar com frustrações e exigências do mundo adulto levando à busca de satisfação imediata.

  • 3
  • 5
  • 5
Mônica Nogari Damaceno

Psicanalista, Psicóloga

O tratamento para compulsão alimentar, deve envolver também o tratamento com Nutricionista para desenvolvimento de atividades de educação nutricional e equilíbrio nutricional em conjunto com a terapia psicológica/psiquiátrica.

  • 51
  • 54
  • 102
Juliana Vidal Vieira Guerra

Nutricionista

Niterói

Existe sim ajuda Psiquiátrica, se este for o caso, e muito importante: acompanhamento terapêutico, pois o remédio sozinho, esconde pra debaixo do tapete a questão, o que é fundamental pra se conseguir olhar mais distanciadamente, não tão envolvido emocionalmente, sem sofrimentos, mas será justamente, sentindo, de forma parcimoniosa, o que está por trás do comportamento, que terá a chave pra se transformar, ou mesmo, conseguir se controlar, o que também é uma transformação, uma "cura".

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 64
  • 3
  • 13
Renata De Abreu e Lima Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Rio de Janeiro

Marcar consulta

O transtorno de compulsão alimentar (TCA) envolve a ingestão de grandes quantidades de alimentos em curtos períodos de tempo (comparados à maioria das pessoas, em circunstâncias semelhantes). A pessoa tem uma sensação de perda de controle. Isto se associa a comportamentos como: comer mais rápido que o normal, comer até se sentir desconfortavelmente cheio, comer sem fome, comer sozinho por vergonha do quanto está comendo e, logo em seguida, sentir-se desgostoso ou culpado. Causa profundo sofrimento e ocorre com uma certa frequência (pelo menos uma vez por semana durante 3 meses). Não há medicações definitivamente comprovadas para o TCA. Medicações como o topiramato e o Bup* (bupropiona) costumam diminuir o apetite e ambos são constituintes de duas medicações aprovadas no tratamento da obesidade mórbida, mas não são medicações específicas para o TCA. A TCA deve ser abordada através de orientação nutricional e reeducação alimentar. A terapia cognitivo-comportamental pode ser útil.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 218
  • 167
  • 185
Ivan Mario Braun Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 17 perguntas sobre Compulsão alimentar