Conjuntivite Alérgica - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Conjuntivite Alérgica

Os especialistas falam sobre a Conjuntivite Alérgica

A conjuntivite alérgica é uma patologia que acomete os olhos do indivíduo (conjuntivas), levando a lacrimejamento abundante, coceira e vermelhidão nos olhos, desencadeada por alérgenos, principalmente ácaros da poeira, fungos, barata, polens, epitélio de animais, que podem ser identificados nos testes cutâneos (testes de alergia). Em muitos casos existem outras manifestações associadas, como rinite e asma. O tratamento consiste em controle do ambiente e medicamentos de acordo com cada caso. É importante o acompanhamento simultâneo com médico oftalmologista. Estou à disposição para lhe ajudar e melhorar sua qualidade de vida!
Davisson Tavares
Davisson Tavares Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Homeopata

|

Rio de Janeiro

A conjuntivite é uma inflamação na conjuntiva dos olhos. Podendo ser de origem viral, bacteriana, irritativa e/ ou alérgica. Em geral, qdo o paciente apresenta um quadro repetitivo de conjuntivite associado à rinite, essa conjuntivite é causada por ácaros e poeira. É importante o tratamento correto dessa doença pois a inflamação crônica ds olhos pode causar sequelas ao longo dos anos (ceratocone) levando a alteração da visão.
Dra. Pilar Blanco
Dra. Pilar Blanco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista, Pediatra

|

São Paulo

Se o seu filho coça frequentemente os olhos, levando a lacrimejamento e vermelhidão, ele provavelmente tenha uma conjuntivite alérgica. Esse quadro na maioria das vezes vem associado a Rinite Alérgica, trazendo grande desconforto a criança. Existem diversas causas detectáveis nos testes alérgicos, de modo que se torna possível fazer um bom tratamento. Lembrando que a conjuntivite alérgica quando não tratada, a longo prazo pode levar a alterações oculares graves e perda de acuidade visual. Portanto, é importante o acompanhamento de perto do quadro por um alergista.
Dr. Victor Lioi
Dr. Victor Lioi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

|

Osasco

Existem certas épocas do ano em que observamos uma ocorrência maior de quadros de conjuntivite alérgica. Seja em crianças ou adultos. A época mais propicia a tal é entre o inverno e o final da primavera, principalmente em climas subtropicais como o nosso! O tratamento atual é eficaz com os colírios adequados e relativamente simples. Consulte - nos para maiores orientações.
Dr. Gustavo Martins Baptista de Deus
Dr. Gustavo Martins Baptista de Deus Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

|

Curitiba

Tratar coceira nos olhos, vermelhidão nos olhos, lacrimejamento, inchaço nos olhos.
Dra. Karla Vianna de Souza
Dra. Karla Vianna de Souza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

|

Rio de Janeiro

Ver mais

Tem perguntas sobre Conjuntivite Alérgica?

Nossos especialistas responderam 13 perguntas sobre Conjuntivite Alérgica.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Além do acompanhamento com o médico alergista e das precauções com relação aos fatores ambientais, procure um oftalmologista, de preferência um especialista em córnea/segmento anterior ou um oftalmopediatra. O simples fato de coçar os olhos pode causar deformidades na córnea e existem medicações específicas que amenizam esses sintomas.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 4
  • 1
  • 4
Dra. Lorena Grangeiro de Melo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Juazeiro Do Norte

Colírios com corticóide podem aumentar a pressão intra-ocular (PIO) mesmo com pouco tempo de uso (inclusive com 1 dia), mas, normalmente, isso somente acontece após alguns dias de uso. A resposta é individual e somente é conhecida no acompanhamento. Algumas pessoas com glaucoma cortisônico (nome da doença provocada pelo aumento da pressão ocular pelo corticóide) precisam fazer uso de medicações para controle da PIO mesmo após a suspensão do corticóide. O ideal é que não se use este grupo de medicações se não houver possibilidade de acompanhamento próximo com oftalmologista e que somente use pelo tempo indicado pelo médico. Mesmo sendo fácil de comprar é uma medicação que exige cuidados!

  • 14
  • 13
  • 13
Dr. Cassiano Rodrigues Isaac

Oftalmologista

Brasilia

Boa tarde. Conjuntivite alérgica pode ser dividida em aguda, sazonal (acontece em primavera e verão) e perene (cronica). Além disso pode estar associada a outras doenças como rinite, asma. E importante determinar o tipo de conjuntivite alérgica e se está associada a outra doença ( tratar as doenças associadas melhorará consideravelmente os sintomas oculares). Determinar o agente causal (dentro dos quais temos polêm, ácaros, esporos de mofo, descamação de pele de animais domésticos, látex, etc). Evitar ao máximo coçar os olhos, e procurar a seu Oftalmologista e Pediatra para determinar o tratamento medicamentoso específico.

  • 24
  • 2
  • 4
Dr. Ever Ernesto Caso Rodriguez Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

São Paulo

Marcar consulta

Boa tarde, a conjuntivite alérgica pode ter como consequências mais graves a infecção da córnea, úlcera de córnea e até necessidade de transplante de córnea em pacientes mais graves. É também associada ao desenvolvimento de uma alteração ocular denominada ceratocone. Pode existir sequelas de determinados tratamentos realizados em pacientes mais graves (ex. colírio de corticoide por períodos prolongados) como glaucoma e catarata. Na grande maioria dos paciente não provoca sequelas se bem acompanhada. Deve-se, na verdade, realizar a avaliação da córnea (ex. Lâmpada de fenda) pois é a principal estrutura acometida (ceratoconjuntivite). É importante frisar que o tratamento com imunoterapia (vacinas) não substitui o tratamento habitual (ex: Colírios de antihistamínico) e funciona de maneira suplementar.

  • 38
  • 18
  • 14
Dr. Alex Lacerda Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Alergista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 13 perguntas sobre Conjuntivite Alérgica