Convulsões - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Convulsões

Os especialistas falam sobre a Convulsões

Crises epilépticas são movimentos ou sensações involuntárias decorrentes de alterações elétricas no encéfalo. Existem vários tipos de crises epilépticas e somente o médico é capaz de diferenciar e tratar de modo adequado. É fundamental a procura ao médico para resolver tal situação,pois a epilepsia controlada traz tranquilidade à vida do paciente e não limita seu trabalho e lazer.
Dra. Tânia Martins do Carmo
Dra. Tânia Martins do Carmo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista, Neurologista pediátrica

|

Goiânia

Investigação da causa das convulsões através de história clínica e solicitação de exames complementares tais como Tomografia Computadorizada de crânio, Ressonância Magnética de crânio, eletroencefalograma e prescrição de medicamentos a fim de controlar as crises e melhorar a qualidade de vida do paciente.
Dra. Luciana Barberino
Dra. Luciana Barberino Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

|

Salvador

As convulsões são as manifestações da Epilepsia. Se uma pessoa apresentou mais de 2 episódios de convulsão, então poderá ter o problema chamado Epilepsia. Existem diversos tipos de convulsão: tonico-clonico-generalizada (aquela que a pessoa se debate/repuxa), ausência/parcial (aquela que nem sempre cai ao chão ou desmaia, mas fica um tempo "fora do ar"). Muitas vezes as pessoas passam anos tendo convulsões e as vezes nem percebem. Por isso, esses sintomas de "perdas" de consciência tem que ser avaliados minuciosamente pelo neurologista.
Dr. Thiago Calzada
Dr. Thiago Calzada Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

|

Goiânia

Ver mais

Tem perguntas sobre Convulsões?

Nossos especialistas responderam 36 perguntas sobre Convulsões.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Encontrar "paroxismos" no laudo do eletroencefalograma pode indicar crise ou não. No contexto que você fala de sua filha, é possível se tratar de um exame compatível com a descrição que você dá aos eventos da menina ("estar fora de si" sugere crise generalizada, assim como os achados do exame). Tente filmar o episodio e leve a criança junto aos exames já realizados a um neuropediatra. Ele é o profissional melhor capacitado para ajuda-las nessa situação.

  • 19
  • 2
  • 9
Dra. Karen Grazielle Capuano Marques Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista, Pediatra

Rio de Janeiro

Não é a mesma coisa. Neoplasia remete a um tumor/câncer. Esclerose hipocampal é uma alteração vista em uma região do cérebro no lobo temporal, especificamente no hipocampo, comum em pessoas que tem Epilepsia do Lobo Temporal. Mas o termo esclerose não é câncer.

  • 27
  • 13
  • 24
Dr. Thiago Calzada Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

Goiânia

Olá, o depakne é sim a primeira escolha terapêutica para os casos de epilepsia ausência da infância. Em caso de efeitos adversos a medicação, deve-se avaliar dose e horários administrados . Pode também ser titulado baseado em nível servico. Existem também outras opções terapêuticas eficazes. Converse com o seu neurologista para melhor condução do caso. Atenciosamente

  • 45
  • 7
  • 140
Dra. Barbara Arraes Guedes Macedo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista pediátrica, Pediatra

São Paulo

Grosso modo, convulsão significa quase sempre a ocorrência de movimentos involuntários do corpo inteiro - cabeça, tronco, braços e pernas. Costuma ocorrer em epilepsia, mas não é exclusiva dela. Já síncope vasovagal é o comprometimento de consciência razoavelmente súbito, causado por temporária insuficiência do fornecimento de sangue para o cérebro, relacionada a uma dificuldade do sistema cardiovascular em manter o fluxo sanguíneo. Às vezes elas podem se parecer. Na dúvida, procure um médico de confiança para avaliar.

  • 118
  • 53
  • 108
Dr. Heitor Felipe Lima Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

Brasília

Ver as 36 perguntas sobre Convulsões