Criptorquidismo - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Criptorquidismo

Os especialistas falam sobre a Criptorquidismo

O Criptorquidismo é caracterizado pela ausência do testículo na bolsa escrotal. O testículo inicia sua formação dentro do abdome e à medida que a gestação progride , ele migra até a bolsa escrotal. O normal é que entre o 7o. e o 9o. mês de gestação, o testículo atravesse o canal inguinal e desça até a bolsa escrotal. Quando isso não acontece , ele fica retido em algum ponto da sua trajetória. Como o testículo é um órgão que tem funções reprodutivas , ele deve estar posicionado na bolsa escrotal ; por isso, quando após 1 ano de vida , o testículo não está localizado na bolsa, está indicada a cirurgia para o seu abaixamento e fixação, evitando assim atrofias testiculares no futuro.
Dr. Mauricio Jose Lopes Pereima

Cirurgião pediátrico

|

Florianópolis

Os testículos do bebê se formam dentro do abdômen e, ainda durante a gestação, descem por um canal na virilha de cada lado, até chegarem na bolsa escrotal. Em alguns casos, o testículo não completa a descida e, ao nascimento, não é identificado na bolsa. Essa situação bastante comum é chamada de criptorquidia. Os testículos podem terminar a descida mesmo após o nascimento, e hoje se sabe que isso ocorre no máximo até 3 a 6 meses de idade. Após essa idade, não há mais possibilidade de descida espontânea, e o testículo fora do lugar pode perder a sua função em longo prazo. Por esse motivo, indica-se a cirurgia para correção da criptorquidia a partir dos 6 meses de idade.
Dr. André Luís Fortes Alves
Dr. André Luís Fortes Alves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião pediátrico

|

Curitiba

A criptorquidia nada mais é que a ausência do testículo na bolsa testicular. O testículo se origina dentro do abdome junto ao polo inferior do rim e migra pelo canal inguinal até a bolsa testicular por volta da 7-9 semana de gestação. Quando está migração é frustra, ele pode ser encontrado intra-abdominal ou no canal inguinal. A indicação de cirurgia ocorre a partir de 6 meses de idade a fim de evitar alterações morfológicas deste testículo que podem culminar com a esterilidade e malignização, se não houver seguimento adequado.
Dra. Cristina Reuter
Dra. Cristina Reuter Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã pediátrica

|

Blumenau

Ocorre quando o testículo não está ou não fica a maior parte do tempo no escroto ("saquinho" da criança), sendo fundamental avaliação especializada. O ideal é operar até os 2 anos de idade. Na operação, levo o testículo até o escroto, fixando-o neste local. A operação pode ser por via tradicional ou por via laparoscópica (vídeo), a depender do caso.
Rafael Miranda Lima
Rafael Miranda Lima Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião pediátrico

|

Florianópolis

Ver mais

Tem perguntas sobre Criptorquidismo?

Nossos especialistas responderam 28 perguntas sobre Criptorquidismo.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A cirurgia é considerada de pequeno/médio porte, em geral tempo de 1 dia de internação e recuperação entre 7-10 dias. Atenciosamente,

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 344
  • 109
  • 206
Dr. Raphael Barroso Kato Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

São Paulo

Marcar consulta

O ideal é que seja feita o mais breve a partir dos 6 meses mas não há problema em ser realizada agora. O mais importante é após a cirurgia, até o fim da puberdade ele ter algumas avaliações periódicas para avaliar seu desenvolvimento.

  • 268
  • 27
  • 81
Dr. Victor Hugo Senra Victor Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

Rio de Janeiro

Olá. Não é errado operar um lado de cada vez. O intervalo de três anos entre um lado e o outro muito provavelmente aconteceu por fatores não mencionados no questionamento. Sobre risco de câncer testicular, é aumentado em TODOS pacientes que tiveram criptorquidia, mesmo após ter operado. Se opera na verdade para minimizar atrofia testicular e para facilitar o exame clínico, através de palpação direta, permitindo eventual diagnóstico precoce. Boa sorte

  • 306
  • 70
  • 454
Dr. Gabriel Barbosa Franco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

São Paulo

Marcar consulta

Procurar urgente um cirurgião pediátria e fazer avaliação endocrinologia também !

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 44
  • 9
  • 37
Dr. Paulo Pinheiro

Cirurgião pediátrico

Belo Horizonte

Ver as 28 perguntas sobre Criptorquidismo