Dependência tecnológica - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dependência tecnológica

Os especialistas falam sobre a Dependência tecnológica

Estudos mostram uma correlação entre baixa autoestima, sentimentos de inadequação social, e o uso abusivo da Internet. É preciso investigar as comorbidades que ocorrem no entorno do uso excessivo da Internet; como o cliente está compensando a sua instabilidade psicológica e social. Solidão, ansiedade, estresse, neuroticismo (tendência para experimentar emoções negativas, como raiva, ansiedade ou depressão). O uso excessivo da Internet trata-se de um transtorno de controle de impulso, o uso de técnicas de imagem, como a ressonância magnética, possibilitou observar a correlação entre dependentes da Internet e usuários de drogas psicoativas.
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

Rio de Janeiro

Do ponto de vista clínico, considera-se Dependência de Tecnologia quando o indivíduo não consegue controlar o próprio uso da internet/jogos/smartphones, ocasionando sofrimento intenso e/ou prejuízo significativo em diversas áreas da vida. Apesar de existirem alguns padrões já identificados, cada pessoa joga ou usa as redes sociais por um motivo diferente, que geralmente tem base na sua própria e única história/situação de vida. Por isto a importância da subjetividade de cada um dos casos analisados.
Hudson Augusto Rodrigues Bonomo
Hudson Augusto Rodrigues Bonomo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista

|

Rio de Janeiro

Relaxamento Pontuar um tempo diário para uso de aparelhos tecnológicos Agenda de afazeres diários sem aparelhos tecnológicos.
Dra. Carmela Slavutzky

Terapeuta ocupacional

|

Porto Alegre

A tecnologia é parte integrante do cotidiano e sua interferência no laço social já está nítida. Ainda que seu uso nem sempre seja danoso, há casos em que o virtual ganha uma prioridade tão grande, que a própria realidade se desmaterializa. Perdido nas imagens de jogos, sites e mídias sociais, o indivíduo vai se desinteressando pela vida offline. Com isso, há uma degradação de vínculos, similar à ocorrida em outras dependências. O digital tampona outras questões do paciente, deixando-o colado a um objeto, restrito a um circuito fechado. Em uma psicanálise, há a possibilidade de ampliação gradual do seu circuito de relações com a vida, o que se dá pela criação de um espaço afetivo de escuta.
André Pacheco
André Pacheco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

São Paulo

O uso excessivo da tecnologia pode acarretar problemas na saúde mental, ocasionando danos nas relações familiares, sociais, acadêmicas e profissionais. Geralmente a dependência tecnológica, dependência de internet e de jogos online estão ligadas a outras patologias como depressão, fobia social, ansiedade, timidez etc. É preciso investigar. A Terapia Cognitivo Comportamental trabalha na restruturação cognitiva, psicoeducação, treino de habilidades sociais, escalas, e outras técnicas que buscam um tratamento eficaz para o transtorno.
Claudia Santos
Claudia Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Salvador

Ver mais

Tem perguntas sobre Dependência tecnológica?

Nossos especialistas responderam à seguinte pergunta sobre Dependência tecnológica:

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá! Esse é um caso bem interessante e que parece simples de se resolver um primeiro momento, mas é possível que surjam alguns complicadores no meio do caminho. A resposta simples seria combinar com ele e cumprir horários para o uso desses aparelhos. Idealmente o computador e videogame deveriam ficar em outro ambiente, mantendo o quarto exclusivamente para o sono do seu filho. Por outro lado, pode se esperar que ele resista em aceitar uma mudança grande no acesso aos jogos. Esse é um caso onde um psicólogo poderia ajudar no planejamento e a realizar uma transição gradual e menos estressante no uso desses aparelhos eletrônicos, permitindo que ele os utilize de forma adequada para se entreter, ao mesmo tempo que melhora a qualidade de sono. Também deve se atentar para a prevenção de eventuais danos sobre o desenvolvimento em função da dependência de aparelhos eletrônicos.

  • 90
  • 172
  • 115
Rodrigo Puppi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Marcar consulta