Dependência tecnológica - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dependência tecnológica

Os especialistas falam sobre a Dependência tecnológica

Estudos mostram uma correlação entre baixa autoestima, sentimentos de inadequação social, e o uso abusivo da Internet. É preciso investigar as comorbidades que ocorrem no entorno do uso excessivo da Internet; como o cliente está compensando a sua instabilidade psicológica e social. Solidão, ansiedade, estresse, neuroticismo (tendência para experimentar emoções negativas, como raiva, ansiedade ou depressão). O uso excessivo da Internet trata-se de um transtorno de controle de impulso, o uso de técnicas de imagem, como a ressonância magnética, possibilitou observar a correlação entre dependentes da Internet e usuários de drogas psicoativas.
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Rio de Janeiro

Os efeitos do uso desmedido da tecnologia revelam uma significativa parcela de indivíduos desconectados com a realidade e que parecem mais hipnotizados pelos seus próprios aparelhos. Pessoas que perdem a vontade de estudar, de trabalhar, de realizar tarefas ou atividades ao ar livre, dificuldade em conversar sem a mediação da tecnologia. Nos casos mais graves, uma situação de total isolamento acompanhado muitas vezes dos sentimentos de agressividade e angústia. Para tratar essas questões através da Psicanálise é necessário que o olhar não esteja voltado apenas para o sintoma mas para um mais além da superfície desse sintoma, da lógica e das formas nas quais ele se apresenta.
Antônio Roberto Silva

Psicanalista

|

São José

Relaxamento Pontuar um tempo diário para uso de aparelhos tecnológicos Agenda de afazeres diários sem aparelhos tecnológicos
Prof. Carmela Slavutzky
Prof. Carmela Slavutzky Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Terapeuta ocupacional

|

Porto Alegre

A tecnologia é parte integrante do cotidiano e sua interferência no laço social já está nítida. Ainda que seu uso nem sempre seja danoso, há casos em que o virtual ganha uma prioridade tão grande, que a própria realidade se desmaterializa. Perdido nas imagens de jogos, sites e mídias sociais, o indivíduo vai se desinteressando pela vida offline. Com isso, há uma degradação de vínculos, similar à ocorrida em outras dependências. O digital tampona outras questões do paciente, deixando-o colado a um objeto, restrito a um circuito fechado. Em uma psicanálise, há a possibilidade de ampliação gradual do seu circuito de relações com a vida, o que se dá pela criação de um espaço afetivo de escuta.
André Pacheco
André Pacheco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

São Paulo

O uso excessivo da tecnologia pode acarretar problemas na saúde mental, ocasionando danos nas relações familiares, sociais, acadêmicas e profissionais. Geralmente a dependência tecnológica, dependência de internet e de jogos online estão ligadas a outras patologias como depressão, fobia social, ansiedade, timidez etc. É preciso investigar. A Terapia Cognitivo Comportamental trabalha na restruturação cognitiva, psicoeducação, treino de habilidades sociais, escalas, e outras técnicas que buscam um tratamento eficaz para o transtorno.
Claudia Santos
Claudia Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Salvador

Ver mais

Tem perguntas sobre Dependência tecnológica?

Nossos especialistas responderam à seguinte pergunta sobre Dependência tecnológica:

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá! Esse é um caso bem interessante e que parece simples de se resolver um primeiro momento, mas é possível que surjam alguns complicadores no meio do caminho. A resposta simples seria combinar com ele e cumprir horários para o uso desses aparelhos. Idealmente o computador e videogame deveriam ficar em outro ambiente, mantendo o quarto exclusivamente para o sono do seu filho. Por outro lado, pode se esperar que ele resista em aceitar uma mudança grande no acesso aos jogos. Esse é um caso onde um psicólogo poderia ajudar no planejamento e a realizar uma transição gradual e menos estressante no uso desses aparelhos eletrônicos, permitindo que ele os utilize de forma adequada para se entreter, ao mesmo tempo que melhora a qualidade de sono. Também deve se atentar para a prevenção de eventuais danos sobre o desenvolvimento em função da dependência de aparelhos eletrônicos.

  • 87
  • 165
  • 62
Rodrigo Puppi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Marcar consulta