Fui diagnosticada com depressão e ansiedade há um ano, faço acompanham...

Excelente pergunta! É aconselhável o acompanhamento de uma nutricionista, sim. A nutricionista pode elaborar um programa de acordo com suas necessidades clínicas específicas, uma vez que a alimentação tem um papel importante sobre a condição de resposta de nosso cérebro a eventos cotidianos. Há experiências [fora do Brasil] onde a suplementação de ômega 3, devidamente prescrita e acompanhada pelo profissional de nutrição, atua de forma complementar ao tratamento para depressão. Busque uma profissional capacitada que possa buscar essas informações para trabalhar contigo. Extrapolando um pouco a sua pergunta, seria interessante também combinar os tratamentos em andamento com a prática de exercícios físicos regulares. A resposta geral aos sintomas de depressão e ansiedade e o consequente ganho em qualidade de vida geral são muito significativos! São hábitos que podem ser mantidos além do tratamento em si, como recomendação de saúde geral.

Olá, com certeza esse acompanhamento nutricional adicional será de grande importância no seu tratamento, pois a cada dia descobre-se mais fatos que nos mostramo poder da influência da nutrição no equilíbrio do humor (pois ela interfere diretamente na produção de serotonina - o neurotransmissor do bem-estar), no bom funcionamento do sistema nervoso (alguns nutrientes ajudam a prevenir alguns tipos de disfunção nesse sistema), entre diversos outros benefícios, tanto no sentido de melhorar o funcionamento como de prevenir possíveis falhas no organismo como um todo, pois o problema não é só a falta de vitaminas, aminoácidos, etc, mas muitas vezes também o excesso de aditivos em alguns alimentos. Além disso, o apoio de um nutricionista poderá, em alguns casos, tornar menos necessário o uso de alguns medicamentos psiquiátricos, pois sabemos que estes devem ser sempre tomados com moderação. Abs

Com certeza o acompanhamento nutricional é recomendado. Inclusive a deficiência de vitaminas do complexo B, por exemplo, podem gerar sintomas parecidos com o da depressão. A alimentação influência em nossa cognição e comportamento. Os aspectos nutricionais são muito importantes no tratamento da depressão.

Ola! Seria válido sim. A alimentação pode ter um papel importante no humor, bem como o exercício físico. Esse acompanhamento multiprofissional vai te ajudar bastante. Boa sorte!

Com certeza é recomendável o acompanhamento da Nutricionista e a Psicóloga A alimentação e humor tem relação intima. É que os nutrientes que são encontrados nos alimentos contribuem para a formação de neurotransmissores responsáveis pela sensação do seu bem estar.

Muito interessante sua dúvida, a nutrição contribuirá muito contra a ansiedade, sem falar que você terá mais segurança para continuar seu tratamento medicamentoso.
Espero tenha ajudado
Abraço
Vera Pelizzari

Com certeza, sim, até porque a ansiedade pode trazer um descompensação na sua alimentação, ou comer demais ou até de menos e a própria depressão também traz essa regulagem errada no seu organismo... Como está cuidando da sua saúde psiquica, importantíssimo cuidar também da saúde física, pois uma depende da outra. Que você possa se restabelecer o quanto antes... Abraço.

Sim, muito válido. O fígado controla o quanto, qual e em que forma cada substância da alimentação passará para o resto do corpo. Quando o fígado tem que trabalhar excessivamente por causa de toxinas, fica diminuída sua capacidade de limpar o sangue, tornando mais difícil a correta oxigenação das células. Excesso de toxinas no sangue, pode levar a pessoa a apresentar sintomas de uma depressão; que não será a depressão emocional que tem uma trajetória ligada às emoções. Cuidar bem do fígado ajudará a superar a depressão orgânica e/ou emocional.

É uma opção validada pela ciência: algumas pesquisas recentes demonstraram que é possível influenciar o humor e até mesmo a personalidade de camundongos pela manipulação dos elementos de sua dieta. Temos em efeito um segundo cérebro nos intestinos que auxilia no processamento dos afetos e em outras tantas questões.

Eu adoraria que todos os pacientes que eu trato ou já tratei tivessem a oportunidade de terem um acompanhamento simultâneo da nutricionista e de um educador físico, pois os resultados são muito mais rápidos e efetivos. Evidentemente, muitas vezes a dificuldade passa por questões financeiras, mas quando elas não são um problema, eu trabalho em parceria com outros profissionais que só agregam ao nosso trabalho. E há casos como o seu que também é possível é recomendável trabalhar em parceria com um psiquiatra.

Acho válido você procurar um nutricionista, ele irá lhe orientar a respeito da sua alimentação, pois existem alguns alimentos que ajudam a melhorar a depressão e outros que pioram o estado depressivo.
Espero ter ajudado.

Sim, concordando com os colegas, seria excelente a combinação dos tratamentos à alimentação orientada por um bom profissional, haja visto que alguns alimentos contribuem com a produção do neurotransmissor serotonina, por exemplo, que regula o humor, sono e outros, e quem vai indicar a melhor opção alimentar nesse sentido é o nutricionista ou nutrólogo. Abraço.

Olá, conforme meus colegas mencionaram. É importante sim você fazer acompanhamento com um nutricionista. Se, se alimentar corretamente for importante pra você - melhor ainda.
É importante neste momento você fazer na terapia cognitiva aquilo que chamamos de "ativação comportamental" ou seja, voltar a fazer coisas que lhe davam prazer antes de você sentir-se deprimida (o). Isso será a chave para sua melhora.
Abraço.

Certamente que sim, visto que cuidar da alimentação é um cuidado consigo mesmo.
Sucesso!!

Olá. O tratamento multidisciplinar é muito útil para que possa ser auxiliada por vários profissionais e que encontrarão um consenso de acordo com sua necessidade
Cada ponto de vista deve ser levado em conta e se mostrará complementar para que você sinta mais segurança

Ver as 479 perguntas sobre Depressão

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Depressão?

Nossos especialistas responderam 479 perguntas sobre Depressão.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.