Diabetes Tipo 1 - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Diabetes Tipo 1

Os especialistas falam sobre a Diabetes Tipo 1

As pessoas com diabetes tipo 1 (DM1) não produzem insulina (hormônio produzido pelo pâncreas que ajudar o corpo a usar ou armazenar a glicose dos alimentos). O tratamento é feito com injeções de insulina. A maioria dos casos de DM1 aparece na infância ou no início da adolescência. SINTOMAS Os principais sintomas que mostram que o nível de glicose está elevado no sangue são cansaço, muita sede e fome excessiva, grande quantidade de urina, perda de peso e visão turva. TRATAMENTO A única opção de tratamento do diabetes tipo 1 é com o uso de insulina, para melhorar as glicemias antes e após as refeições. As formas de aplicação são: seringa, caneta ou bomba de insulina.
Dr. Thiago Santos Hirose

Endocrinologista, Endocrinologista pediátrico

|

Ribeirão Preto

A Diabetes é uma doença que afeta 7% de pessoas no Brasil, entre homens, mulheres e adolescentes, de todas as idades, ou seja, 13 milhões de pessoas convivem diariamente com os sinais, sintomas e todas as comorbidades envolvidas. O dia mundial da Diabetes é um alerta para promover a prevenção da doença. Hábitos alimentares saudáveis, a prática de atividade física regular, o controle emocional e um check up anual são determinantes para passar bem longe.
Dra. Andreia Rodrigues
Dra. Andreia Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nutricionista

|

São Paulo

O Diabetes tipo 1 refere-se a ausência de produção de insulina pelo pâncreas. A insulina é um hormônio responsável por manter os níveis de açúcar normais no sangue. A sua falta leva a níveis de açúcar muito elevados no sangue, manifestando-se com perda de peso, muita sede, urinar com muita frequência, desidratação, vômitos, dor abdominal e até o coma. A longo prazo, há prejuízo da visão, dos rins, dos nervos, do coração e do cérebro. O tratamento consiste em repor a insulina através de injeções subcutâneas tentando imitar a secreção normal pelo pâncreas e assim evitar suas complicações e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.
Dalva Castro de Oliveira
Dalva Castro de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista pediátrica, Pediatra

|

São Paulo

O Diabetes tipo 1 é uma doença ocasionada pela queda da produção de insulina no pâncreas. Isso acontece porque o indivíduo sofre um ataque auto-imune, quando suas células de defesa destroem partes do pâncreas responsáveis pela produção do hormônio. Quando a destruição atinge pelo menos 50% do pâncreas aparecem os primeiros sintomas, que podem ser boca seca, emagrecimento, muita urina, muita sede, muita fome, tontura, desmaios. Se esses sintomas ocorreram não pode esperar e a pessoa deve se dirigir a alguma emergência para evitar um quadro chamado cetoacidose que expõe o paciente a risco de morte. Depois de estabilizado o quadro deve ser acompanhado por um endocrinologista para ajustar doses.
Dr. Victor França de Almeida

Endocrinologista, Nutrólogo

|

Salvador

Os pacientes que apresentam Diabetes Tipo 1 precisam de um cuidado especial. Precisam de orientações sobre aplicação de insulina, alimentação, quais os dispositivos para aplicação de insulina existentes e qual seria melhor para cada paciente. Gosto de atender pacientes interessados em mudar sempre para melhor. Pacientes que praticam esportes/ atividade física de alta intensidade e são diabéticos tipo 1 também sempre são bem vindos.
Dra. Daniela Fiorin Cubas
Dra. Daniela Fiorin Cubas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médica clínica geral

|

Curitiba

Ver mais

Tem perguntas sobre Diabetes Tipo 1?

Nossos especialistas responderam 85 perguntas sobre Diabetes Tipo 1.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá! Primeiro é importante observar se essa medida foi feita em jejum. Segundo ponto é procurar um nutricionista para oferecer o diagnóstico nutricional, observando além dos exames de sangue, antropometria (peso, altura, circunferências), histórico alimentar da criança. Faça acompanhamento também com o pediatra para que ele possa acompanhar o crescimento do seu filho de forma adequada. Caso seja necessário esses profissionais podem encaminhá-lo a profissionais voltados a endocrinologia. Mas uma boa alimentação é um fator essencial no controle da glicemia. Abraços e conte comigo!

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 49
  • 24
  • 31
Bárbara Costa Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nutricionista

Belo Horizonte

Marcar consulta

Sim pode. Inclusive é uma opção melhor que comer alimentos ricos em carboidrato, (ovo é um alimento proteico). Apenas não exagere no sal.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 4
  • 1
  • 1
Dra. Daniela Fava Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nutricionista

São Paulo

Marcar consulta

A glicose fica tão elevada pois você não consegue produzir insulina. Isso pode resultar agudamente em cetoacidose ou em coma hiperosmolar. Cronicamente, pode resultar em retinopatia, neuropatia, insuficiência renal, eventos cardiovasculares...... Etc. Você deve conversar com seu endocrinologista para revisar as doses da sua medicação. Abraços.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 571
  • 132
  • 502
Dra. Patricia Moretto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Internista, Oncologista

Porto Alegre

Marcar consulta

O diabetes Tipo I, é causado pela ausência da capacidade do organismo em produzir a insulina, hormônio responsável pela absorção de carboidratos além de outras funções fundamentais no organismo, assim, é necessario o uso permanente de aplicação da insulina e acompanhamento dos níveis de glicemia (açúcar) no sangue, o uso da homeopatia não pode substituir a insulina ou os efeitos de sua ausência.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 24
  • 10
  • 28
Rita de Cassia Sales da Silva

Nutricionista

Salvador

Ver as 85 perguntas sobre Diabetes Tipo 1