Dificuldade na tomada de decisões - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dificuldade na tomada de decisões

Os especialistas falam sobre a Dificuldade na tomada de decisões

É muito comum ficar em dúvida quando a vida exige de você uma tomada de decisão, pricipalmente em assuntos delicados, complexos. Sabe o que dificulta ainda mais? O medo. Medo da reação das pessoas, da opinião alheia, de tomar a decisão errada, de se arrepender por ter (ou não ter) tomado tal decisão... Sim, pode até ser "comum", mas não deve atrapalhar a sua vida. Se te paralisa, se te faz sofrer, se a frequência e a intensidade do medo e da incerteza forem altos, você tem sim como tratar e superar essas questões com o meu trabalho.. Ofereço sessões objetivas, diretivas e com 2, 3 meses de atendimento psicológico dá para começar a sentir os benefícios (dependendo do seu empenho, claro).
Bibiana Ribeiro Alves
Bibiana Ribeiro Alves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Florianópolis

Algumas decisões são fáceis de serem tomadas; outras são muito difíceis e geram bastante ansiedade e medo. Devo comprar uma moto ou fazer uma viagem? Permaneço num emprego estável e chato ou mudo para um emprego instável e dos "sonhos"? Continuo casado ou me separo? Estes são comportamentos que precisam de bastante reflexão e muitas pessoas apresentam dificuldades para fazer escolhas, pois qualquer escolha envolve ganhos e perdas. Se você está confuso e não sabe que decisões tomar, busque a ajuda de um profissional que possa lhe ajudar neste processo.
Luciana Gurjão Santos
Luciana Gurjão Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Fortaleza

O QUE É DIFICULDADE EM TOMAR DECISÃO? Quando uma pessoa depende da outra para ser feliz, para tomar decisão, agir, ter iniciativa. A pessoa depende de outro para ser feliz: esse outro pode ser a namorada, esposa, ex-namorado(a), mãe, sogra, pai, filho, chefe. A pessoa tende a pedir sempre opinião dos outros antes de tomar decisão.Necessidade que o outro aprove o que você vai fazer. POR QUE É IMPORTANTE TRATAR A DIFICULDADE DE DECIDIR? A terapia possibilita o desenvolvimento e potencialização da auto estima, autonomia (fazer as coisas que gosta) indiferente se sozinha ou acompanhada, aprender a confiar em si próprio, assumir erros e saber que eles fazem parte do seu desenvolvimento.
Miriam da Cruz Seifert
Miriam da Cruz Seifert Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Santo André

Realmente tomar uma decisão nem sempre é um ato simples e rápido, muitas pessoas tem medo de errar e ficam pensando como esse erro pode afetar diretamente a sua vida. A dificuldade em lidar com as emoções, o hábito de valorizar o que é negativo, a culpa e até mesmo o perfeccionismo são características da grande maioria das pessoas que não conseguem tomar decisões podendo assim resultar em bloqueios que geram ansiedade e estresse. O fato de se responsabilizar e reconhecer que ninguém consegue prever todas as consequências de uma decisão já é um grande começo para tentar.
Dalma de Almeida Machado Borges
Dalma de Almeida Machado Borges Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Goiânia

Toda e qualquer decisão implica em um ganho, mas também em uma perda por parte de quem está decidindo e, por isso, pode se tornar difícil fazer uma opção por algo em detrimento de outras possibilidades pensadas ou imaginadas. Decidir por algo solicita de quem decide um certo posicionamento frente à vida, frente a seus relacionamentos e frente a si próprio. Na psicoterapia de base psicanalítica, o psicanalista auxilia o paciente a tomar a decisão por si mesmo, ou seja, a ideia não é dizer ao paciente o que ele deve fazer, mas sim mobilizar seus recursos para que encontre o próprio caminho.
Clara Kislanov
Clara Kislanov Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Dificuldade na tomada de decisões?

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.