Dificuldades no relacionamento - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dificuldades no relacionamento

Os especialistas falam sobre a Dificuldades no relacionamento

Na psicanálise, o paciente traz suas dificuldades de relacionamento e pode descobrir qual sua parcela de responsabilidade nos desencontros com as pessoas de sua convivência. Repetimos, com frequência, padrões e escolhas de parceiros que trazem muito sofrimento. Descobrir o motivo dessas repetições é o primeiro passo para melhores relações, que tragam maior satisfação e prazer. Trazemos da nossa infância "verdades" sobre quem somos e sobre os outros, dificuldades oriundas das relações com nossos pais e irmãos. Baixa auto estima, ciumes, orgulho,competição, insegurança, além das diferenças, aparecem nas relações interpessoais e podem ser trabalhadas no processo de análise.
Deborah Mantovani Machado
Deborah Mantovani Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

Belo Horizonte

As muitas variáveis presentes na união de um casal podem passar despercebidas, acarretando embaraços futuros. O projeto Oficina Vivencial Construindo Um Relacionamento Feliz visa elucidar os aspectos psíquicos envolvidos na relação de casal e propor soluções para as dificuldades que este possa apresentar. É destinado a todos os casais (namorados, noivos, recém-casados ou unidos há tempos) que desejem aprimorar sua relação. Ao final da Oficina (sessões de 2 horas, 1 vez ao mês com, somente, um casal por atendimento),espera-se que os dois estejam conscientes do que desejam para o relacionamento, da influência da família de origem e tracem estratégias para resolver suas demandas mais imediatas.
Dra. Ivana Rocha
Dra. Ivana Rocha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Belo Horizonte

Podemos citar vários exemplos, casamentos por aparências, festas acompanhadas de frustração e tristeza, por considerar sua vida vazia, que “falta algo”. O desgaste emocional na tentativa de “apresentar ser muito mais, do que se é ou têm”, se torna prisioneiro. Muitas vezes acompanhada da falsa sensação de liberdade, pois toda vez que estiver sozinho com seus pensamentos, a dúvida, a incerteza e a necessidade de ser compreendido aparecerá. Pessoas que vivem nessa busca de aprovação e reconhecimento sofrem tanto quanto qualquer outro problema psicológico. Não podemos delimitar e mensurar a dor baseada somente no que se vê mais agressivo ao ego, mas se difere na forma.
Cleunice Paez Borges

Psicóloga

|

São Paulo

Relacionamento com outra pessoa é algo delicado, seja amoroso, família, amigos ou no trabalho. É preciso explorar a causa da dificuldade para identificar o é preciso aprender, desenvolver, melhorar de habilidades relacionamento.
Juliana Rezende Ferreira

Psicóloga

|

Belo Horizonte

Após o período da paixão, do encantamento inicial, o relacionamento entra em contato com a realidade. Outros elementos entram na história, e fazem com o casal traga insatisfações e frustrações para o ambiente afetivo. A grande dificuldade é conciliar as diferenças e formas com que cada um lida com seu espaço e necessidades. Imprescindível a cada um, identificar que não pode desejar que o outro seja o responsável por sua felicidade. O preenchimento é interno, pesado para qualquer um ter que corresponder o tempo todo à expectativa do outro. Lidar com a frustração de maneira sadia é reconhecer que cada um vai dar o que é capaz, dentro de seu próprio universo emocional. Tudo o mais é exigência.
Rita K. A.Costa
Rita K. A.Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Dificuldades no relacionamento?

Nossos especialistas responderam 44 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O medo de falar está relacionado a muitas questões íntimas, relacionadas a auto-estima e sentimento de segurança pessoal. Em geral, a insegurança leva a pensamentos catastróficos, exagerados, em relação ao que pode acontecer quando você se expôe. Para melhor compreender e tratar seu medo é necessário psicoterapia, de forma que o motivo pessoal que causa tal dificuldade será tratado especificamente para o seu medo. Várias pessoas sentem medo, o significado do medo é singular para cada um, relacionado a sua história pessoal.

  • 91
  • 71
  • 51
Clarice Lopes Gentilli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Olá! Essa dificuldade é comum, para quem passou por abuso, mas sugiro que você procure ajuda psicológica, para que possa conseguir lidar com o ocorrido de uma forma menos traumatizante e sofrida, possibilitando que possa reaver o contato com seu marido e ter uma relação prazerosa e sadia. Somente em tratamento, essa questão poderá ser trabalhada e elaborada. Desejo melhoras. Abraços!

  • 35
  • 45
  • 36
Danielle dos Santos Junqueira

Psicanalista, Psicóloga

A pergunta é: isto a incomoda? Parece que sim, se não fosse assim você nem estaria perguntando. Primeiro, essa questão de família é uma construção cultural, nós latinos temos uma visão sobre esse assunto muito diferente de outras culturas, com forte tendência a supervalorizarmos os laços familiares, mesmo em situações que, às vezes, não se justificam (a exemplo de pais, mães e irmãos que trazem até danos e traumas a um determinado indivíduo). . Segundo, não é fácil nadar contra essa corrente cultural e agir e ou sentir de modo diferente. Se é disso que se trata, procure uma ajuda. Consulte um Psicólogo Clínico para entender qual é sua verdadeira questão, bem como quais são os caminhos que você pode seguir para se fortalecer e acalmar seu coração

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 731
  • 295
  • 366
Paulo Renato Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá. Também penso que deveria fazer um acompanhamento multidisciplinar, tendo em vista as dificuldades que você tem encontrado no seu dia-a-dia. A medicação, num primeiro momento atuaria no sentido de abrandar os sintoma e possibilitar que o tratamento psicoterápico se dê. Neste, você poderá outras formas de lidar com o que causa mal-estar e num momento futuro, dependendo dos resultados, suspender a medicação.

  • 31
  • 30
  • 15
Helton Fernando Mota Guerra Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

Belo Horizonte

Marcar consulta

Ver as 44 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento