Dificuldades no relacionamento - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dificuldades no relacionamento

Os especialistas falam sobre a Dificuldades no relacionamento

Na psicanálise, o paciente traz suas dificuldades de relacionamento e pode descobrir qual sua parcela de responsabilidade nos desencontros com as pessoas de sua convivência. Repetimos, com frequência, padrões e escolhas de parceiros que trazem muito sofrimento. Descobrir o motivo dessas repetições é o primeiro passo para melhores relações, que tragam maior satisfação e prazer. Trazemos da nossa infância "verdades" sobre quem somos e sobre os outros, dificuldades oriundas das relações com nossos pais e irmãos. Baixa auto estima, ciumes, orgulho,competição, insegurança, além das diferenças, aparecem nas relações interpessoais e podem ser trabalhadas no processo de análise.
Deborah Mantovani Machado
Deborah Mantovani Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

|

Belo Horizonte

As muitas variáveis presentes na união de um casal podem passar despercebidas, acarretando embaraços futuros. O projeto Oficina Vivencial Construindo Um Relacionamento Feliz visa elucidar os aspectos psíquicos envolvidos na relação de casal e propor soluções para as dificuldades que este possa apresentar. É destinado a todos os casais (namorados, noivos, recém-casados ou unidos há tempos) que desejem aprimorar sua relação. Ao final da Oficina (sessões de 2 horas, 1 vez ao mês com, somente, um casal por atendimento),espera-se que os dois estejam conscientes do que desejam para o relacionamento, da influência da família de origem e tracem estratégias para resolver suas demandas mais imediatas.
Dra. Ivana Rocha
Dra. Ivana Rocha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Belo Horizonte

Podemos citar vários exemplos, casamentos por aparências, festas acompanhadas de frustração e tristeza, por considerar sua vida vazia, que “falta algo”. O desgaste emocional na tentativa de “apresentar ser muito mais, do que se é ou têm”, se torna prisioneiro. Muitas vezes acompanhada da falsa sensação de liberdade, pois toda vez que estiver sozinho com seus pensamentos, a dúvida, a incerteza e a necessidade de ser compreendido aparecerá. Pessoas que vivem nessa busca de aprovação e reconhecimento sofrem tanto quanto qualquer outro problema psicológico. Não podemos delimitar e mensurar a dor baseada somente no que se vê mais agressivo ao ego, mas se difere na forma.
Cleunice Paez Borges

Psicóloga

|

São Paulo

Relacionamento com outra pessoa é algo delicado, seja amoroso, família, amigos ou no trabalho. É preciso explorar a causa da dificuldade para identificar o é preciso aprender, desenvolver, melhorar de habilidades relacionamento.
Juliana Rezende Ferreira

Psicóloga

|

Belo Horizonte

Após o período da paixão, do encantamento inicial, o relacionamento entra em contato com a realidade. Outros elementos entram na história, e fazem com o casal traga insatisfações e frustrações para o ambiente afetivo. A grande dificuldade é conciliar as diferenças e formas com que cada um lida com seu espaço e necessidades. Imprescindível a cada um, identificar que não pode desejar que o outro seja o responsável por sua felicidade. O preenchimento é interno, pesado para qualquer um ter que corresponder o tempo todo à expectativa do outro. Lidar com a frustração de maneira sadia é reconhecer que cada um vai dar o que é capaz, dentro de seu próprio universo emocional. Tudo o mais é exigência.
Rita K. A.Costa
Rita K. A.Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Dificuldades no relacionamento?

Nossos especialistas responderam 42 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O medo de falar está relacionado a muitas questões íntimas, relacionadas a auto-estima e sentimento de segurança pessoal. Em geral, a insegurança leva a pensamentos catastróficos, exagerados, em relação ao que pode acontecer quando você se expôe. Para melhor compreender e tratar seu medo é necessário psicoterapia, de forma que o motivo pessoal que causa tal dificuldade será tratado especificamente para o seu medo. Várias pessoas sentem medo, o significado do medo é singular para cada um, relacionado a sua história pessoal.

  • 83
  • 62
  • 47
Clarice Lopes Gentilli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Olá! Essa dificuldade é comum, para quem passou por abuso, mas sugiro que você procure ajuda psicológica, para que possa conseguir lidar com o ocorrido de uma forma menos traumatizante e sofrida, possibilitando que possa reaver o contato com seu marido e ter uma relação prazerosa e sadia. Somente em tratamento, essa questão poderá ser trabalhada e elaborada. Desejo melhoras. Abraços!

  • 35
  • 44
  • 35
Danielle dos Santos Junqueira

Psicanalista, Psicóloga

Muito interessante a sua pergunta. Primeiro lugar a discórdia pode ser saudável e desejavel num relacionamento, já as desavenças agressivas e violentas não são. O mais importante talvez não seja o fato de discordar ou não, mas como se expressar com respeito e assertividade. A capacidade de se colocar, emitir opiniões e se responsabilizar pelos próprios atos são sinais de maturidade. Uma inibição muito grande ou mesmo reações muito agressivas frente as discordâncias é um indicativo pra psicoterapia.

  • 83
  • 62
  • 47
Clarice Lopes Gentilli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Olá! Ciúme é um sentimento comum no relacionamento. Ao mesmo tempo, quando se ama, queremos participar da vida da pessoa amada, e não é incomum sentir vontade de ter participado da vida dela antes de a conhecer. O ciúme só é nocivo quando se torna obsessivo, impedindo uma vida normal. Quando o ciúme é maior que a confiança, deve-se procurar ajuda. Não parece ser o seu caso. Quanto a autoestima, esse é um fator fundamental na qualidade de vida mental. A autoestima é resultado do autoconhecimento. Muitas vezes crescemos com exigência muito grande sobre nós. Por outro lado, experiências pessoais podem levar a impressões errôneas de nossa própria imagem. Confundimos erros com incompetências. Por isso, sugiro que busques apoio de um terapeuta para iniciar um processo de autoconhecimento. Isso pode ajudar muito a recuperar uma imagem positiva de ti. Ao mesmo tempo poderá auxiliar a reconhecer teus talentos, e a lidar melhor com tuas eventuais limitações.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 22
  • 15
  • 17
Alexandre Ari Monich Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Joinville

Marcar consulta

Ver as 42 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento