Namoro a 11 meses e 15 dias, desde 5° mês quase todo dia a gente briga...

Olá! Um relacionamento saudável, é um relacionamento onde ambos se encontram felizes. É importante que vocês tentem entender qual o sentido dessa relação na vida de vocês, já que existem mais momentos de brigas do que de felicidades. Muitas vezes os conflitos entre casais acontecem por dificuldade de comunicação. Um não sabe como o outro está se sentindo e o que espera dessa relação. Em muitos casos, há muita idealização também. Enfim, existem varios fatores que podem contribuir para uma relação disfuncional. Se for o desejo de ambos transformar esse situação, vocês podem buscar ajuda, não precisam passar por isso sozinhos.

Olá... a comunicação é imprescindível para que as relações possam se desenvolver, mas, para nos comunicarmos precisamos estar conscientes do que está por trás do que estamos comunicando. Você relata que vivencia conflitos constantes na sua relação, os conflitos são inerentes ao relacionamentos, mas, se o casal presencia mais momentos conflituosos do que momentos de prazer, estamos diante de um alerta. Os casais saudáveis, que relatam estarem satisfeitos em seus relacionamentos possuem conflitos, mas também possuem ferramentas para solucionar esses problemas por meio de uma comunicação adequada. Diante de cada situação também experienciamos pensamentos, interpretamos o ocorrido acreditando em tudo que vem em nossa mente, e esses pensamentos nem sempre estão de acordo com a realidade. A Psicoterapia irá ampliar sua percepção e suas habilidades de comunicação e solução de problemas. Busque ajuda! Grande abraço.

Olá! Como já foi comentado acima, a comunicação é imprescindível em qualquer relacionamento. No afetivo ela se mostra mais necessária e mais difícil, pois quando os sentimentos se misturam não se identifica muito bem o que é amor, respeito admiração ou decepção... muitas vezes se faz necessário o acompanhamento de umbterapeura de casais a fim de facilitar este processo de construção da relação à dois. Como terapeuta de casais e de famílias, tenho presenciado com frequência essas dificuldades... sugiro que invistam mais na comunicação permitindo um ao outro revelar suas expectativas e sentimentos.

Um relacionamento para ser saudável tem que haver respeito mutuo, o que não está ocorrendo nesse caso. Sugiro que tentem conversar sobre os conflitos vivenciado nessa relação. Importante compreenderem que vocês são indivíduos subjetivos e únicos, com crenças e modos de viver diferentes, o que pode estar atrelado as constantes brigas. Busquem ajuda psicológica para ajuda-los numa melhor compreensão.

O que está interferindo na relação de vocês é o ego! Cada um de vocês espera que o outro infle o seu ego. Portanto, as expectativas estão muito altas e não são satisfeitas; ambos estão frustados. E frustração gera raiva.
Esta na hora de colocar o ego de lado e oferecer compreensão,
Um abraço,
Lea

Recomendo que inicie um trabalho de Psicoterapia para autoconhecimento, assim poderá entender qual a sua busca, e desenvolver um relacionamento a dois com maior maturidade.
Abraços

Bom dia!
A pergunta que eu faço a vocês é: Que sentimento é esse que fala mais alto?
Esse sentimento precisa ser revisto e pensado, pois será que é amor ou é sentimento de posse sobre o outro?
Um relacionamento, para ser saudável, é baseado no respeito, na liberdade de expressão e principalmente no companheirismo.
Se vocês desejam continuar, é importante vocês se esclarecerem sobre o que vocês desejam e esperam de um relacionamento. Para isso, vocês podem fazer terapia de casal ou análise individual. Mas, que ambos façam! Para que ambos possam compreender o que estão fazendo.

Me parece que o sentimento que fala mais alto no momento é o de dependência... E provavelmente há algum tipo de prazer nessas brigas e conciliações.
Porém esse é um comentário genérico, pois cada caso possui seus próprios pormenores.

O namoro de vocês está quase completando um ano... Mais da metade deste tempo vocês passam se magoando, brigando p/pequenas coisas, prometendo mudanças que não são cumpridas, mas, não terminam o relacionamento, devido ao sentimento que um tem pelo outro!

Toda convivência é difícil...
É preciso falar o que incomoda (fora do momento da raiva), respeitar as diferenças e não desperdiçar seu tempo na tentativa de modificar seu parceiro, quando, talvez, quem precisa de mudar seja você mesma!

Como algumas vezes você tem perdido o controle e "partindo para cima" dele, sugiro a Você, iniciar uma Psicoterapia p/conter sua raiva. "Violência gera violência", e em uma próxima desavença quem pode "partir para cima" seja ele.

Previna-se e trate-se: você poderá, dentre outras coisas, aprender a lidar melhor com as suas dificuldades dentro e fora de um relacionamento.

Bom tratamento!
Abraços.
Psicóloga Carmen Bitarães (Belo Horizonte)

Olá! São vários os fatores que permeiam uma relação a dois. A confiança, o respeito e a comunicação são elementos fundamentais para que ela dê certo, e se construa ao longo do do tempo. É preciso que ambas as partes estejam disponíveis para trocas afetivas sinceras e significativas. Agora se o saldo da relação está mais negativa do que positiva é preciso avalia-la. Fazer um levantamento do que é bom e não tão bom assim, ajuda. Quais as características pessoais minha que contribuem para construção da relação; e quais não contribuem. E saber qual a expectativa de cada um. Assim, é possível traçar um caminho mais saudável e feliz para o relacionamento de vocês!

Seria muito bom que vocês fizessem uma terapia de casal para que pudesse ficar esclarecido as motivações das brigas . Vários questões podem estar contribuindo para a manutenção dessa situação de conflito. Apenas exemplificando, posso citar a intolerância às diferenças. Como terapeuta de casais, presencio com frequencia a dificuldade na comunicação, o que leva a um constante desgaste.
Como você relata existe um sentimento positivo que ainda sustenta a relação, então creio que devam se esforçar para compreender essa dinâmica que se estabeleceu. Abraços.

Pelo que você descreve o caso de vocês e mais propenso para terapia individual e de casal. Neste caso não pode ser o com mesmo terapeuta. O ideal e vocês fazerem terapia de casal com um terapeuta e individual com terapeutas diferentes. Esse processo alem de ser eficiente não compromete a atuação dos profissionais e mantém o sigilo das terapias individuais.

Para interferir positivamente numa relação é preciso conhecer minimamente esta relação. Contudo, é preciso começar investindo no autoconhecimento. Interferindo em si próprio(a), interfere-se nas relações com o outro. Mudar a si não é simples, mas há ferramentas clinicamente eficazes, como por exemplo a Terapia EMDR.

Ver as 44 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Dificuldades no relacionamento?

Nossos especialistas responderam 44 perguntas sobre Dificuldades no relacionamento.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.