Dislipidemias - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dislipidemias

Informação sobre Dislipidemias

O que é?

Dislipidemia, que também recebem o nome de hiperlipidemia ou hiperlipoproteinemia, é a doença provocada pela presença de níveis elevados de lipídeos (gordura) no sangue. Embora os lipídeos sejam necessários ao organismo e responsáveis pela produção e armazenamento de energia e absorção de vitaminas, por exemplo, seu excesso pode causar o entupimento dos vasos responsáveis pelo fluxo sanguíneo no corpo.

Qual é a causa?

O aumento do colesterol, das triglicérides ou dos dois juntos gera o quadro de dislipidemia. A Associação Médica Brasileira classifica a doença em dois tipos. A primária teria origem genética, mas seria agravada pelos maus hábitos alimentares e sedentarismo, capazes de desencadear seu surgimento. A secundária seria causada por medicamentos (diuréticos, betabloqueadores e corticosteroides), doenças (hipertireoidismo e insuficiência renal crônica), alcoolismo e uso de altas doses de anabolizantes.

Quais os sintomas?

Muitas dislipidemias são assintomáticas e podem ser descobertas apenas quando surge um problema mais grave como arteriosclerose, angina, infarto do miocárdio, AVC (acidente vascular cerebral) e insuficiência vascular periférica, entre outras doenças.

Como fazer o diagnóstico?

O exame clínico não é suficiente para o diagnóstico, mas pode apontar na direção desse caminho. O médico deve estar atento aos fatores de risco, especialmente em relação à hereditariedade. Um exame de sangue é capaz de confirmar a suspeita.

Qual o tratamento?

O médico pode recomendar a mudança de hábitos alimentares e de vida combatendo o sedentarismo. Porém, na maioria das vezes é necessário utilizar medicamentos para reduzir os índices de gordura (especialmente o colesterol) no corpo.

Possui uma dúvida concreta sobre Dislipidemias? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Dislipidemias

Dislipidemia se caracteriza pela alteração do colesterol e/ou triglicerideos. Em pacientes adultos o tratamento é importante para evitar doenças cardiovasculares (infarto e AVE), principalmente naqueles que já tenham outras doenças como diabetes, hipertensão e obesidade. O tratamento é feito com reeducação alimentar associada a medicaçoes da classe das estatinas, o que permite a redução dos níveis de colesterol. Já para os triglicerideos aumentados, a dieta com redução de carboidratos é o principal aliado. Nas crianças é cada vez mais frequente o diagnóstico de dislipidemia, muitas vezes relacionada a maus hábitos alimentares e obesidade. Mas devemos sempre lembrar dos casos familiares.
Dra. Paula Bruna Araujo
Dra. Paula Bruna Araujo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médica clínica geral

|

Rio de Janeiro

Condição silenciosa onde os níveis de colesterol LDL se encontram acima das metas levando-se em consideração o risco cardiovascular de cada um. Seu tratamento inclui remédios - estatinas e/ou outros - além de mudança no estilo de vida.
Filipe Rego
Filipe Rego Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

|

Natal

A dislipidemia é caracterizada pela presença de níveis elevados de lipídios (gorduras) no sangue. Colesterol e triglicérides estão incluídos nessas gorduras, que são importantes para que o corpo funcione. No entanto, quando em excesso, colocam as pessoas em alto risco de infarto e derrame. Por se tratar de uma doença assintomática, os exames de rotina são de extrema importância, para que se possa fazer o diagnóstico, identificar a causa e iniciar o tratamento o mais rápido possível.
Tatiana Valente
Tatiana Valente Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista

|

São Paulo

Orientações: Triglicérides - Não comer demais. - Fracionar alimentação: café / colação (cerca de 10h30min) / almoço / lanche (cerca 16h30min) / jantar / ceia (antes de dormir). - Manter peso ideal: Índice de Massa Corpórea entre 20-25. ** - Praticar exercícios - Evitar bebidas alcoólicas - Reduzir consumo doces - Reduzir consumo Massas, Bolachas e Macarrão - Reduzir Consumo Batatas, Feijão, Mandioca. - Frutas e Verduras ** IMC: Peso / Altura 2
Jairo Maia
Jairo Maia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

|

Santo André

Dislipidemia configura termo técnico na medicina para alterações nos níveis de gordura (colesterol) no sangue. Configura condição com necessidade de investigação aprofundada do funcionamento cardíaco (por meio de diversos exames, a depender de cada caso) e dos níveis de colesterol (como LDL, HDL e triglicerídeos) e de tratamento adequado (com medicamentos ou não) a fim de evitar complicações como Infarto do miocárdio (geralmente por deposito de gordura nas artérias do coração).
Dr. Gabriel Luan Queiroz Alves da Cunha
Dr. Gabriel Luan Queiroz Alves da Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Medicina Preventiva, Médico clínico geral

|

Brasília

Ver mais

Tem perguntas sobre Dislipidemias?

Nossos especialistas responderam 9 perguntas sobre Dislipidemias.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá. Aparentemente você tem mais de um motivo para não tolerar as estatinas. Existem outras drogas que podem baixar o colesterol e triglicérides que não possuem efeitos musculares mas, são bem menos potentes que as estatinas. Procure um cardiologista pessoalmente para lhe indicar o melhor tratamento. Lembre-se que dieta é fundamental para o controle dos níveis de colesterol. Att. Dr. Fábio Gomes

  • 240
  • 110
  • 1630
Dr. Fabio Gomes da Conceição

Cardiologista, Médico clínico geral

São Paulo

Resistência a insulina é um mecanismo de compensação criado pelo organismo, onde a insulina não consegue exercer sua função em níveis normais, sendo necessário níveis mais altos desse hormônio.

  • 1
  • 2
  • 6
Kelly Oliveira Mendonça Riatto

Nutricionista

Cabedelo

Sim. Diversos estudos mostram esta relação, entre a disbiose intestinal e Doenças Cronicas Não Transmissíveis (DCNT), tais como dislipidemias, diabetes melito e obesidade, entre outras. Por exemplo Nagpal et al - Gut microbiota in health .... De forma muito resumida e simples a explicação é que: a alimentação influencia a composição da microbiota e caso haja mais bactérias patogênicas do que bactérias benéficas, este desequilíbrio leva a disbiose que por sua vez altera a mucosa intestinal e gera aumento da permeabilidade do intestino, e diminuição da seletividade na absorção de bactérias, toxinas, proteínas e isto pode gerar uma inflamação local ou sistêmica. Por isto a ingesta através da alimentação/suplementação de probióticos (micro-organismos vivos), prebioticos (oligossacarídeos não digestíveis que "alimentas bactérias ) e simbióticos ( que contem os dois anteriores) podem ajudar ou prevenir doenças do tipo DCNTs.

  • 10
  • 4
  • 6
Maria Inês Rangel Paes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nutricionista

Campos Dos Goytacazes

Marcar consulta

Áreas afins podem ser tratadas por ambas especialidades. O endocrinologista irá avaliar associação com pre-diabetes, obesidade, e orientacão geral sobre a dieta . O cardiologista abordará a dislipidemia e suas complicações cardiovasculares.

  • 29
  • 3
  • 43
Dra. Ana Gisela Arruda Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médica clínica geral

Cuiabá

Ver as 9 perguntas sobre Dislipidemias